|

NOTIMP - Noticiário da Imprensa - 26/08/2016 / Exposição “O Poeta Voador, Santos Dumont” promove nova exibição de documentários dedicados ao inventor brasileiro, em agosto, no Museu do Amanhã

Imagem

Exposição “O Poeta Voador, Santos Dumont” promove nova exibição de documentários dedicados ao inventor brasileiro, em agosto, no Museu do Amanhã

Sessão de “Santos Dumont – O desafio do ar” acontece no dia 31 ...


Quem não pode assistir aos documentários sobre Alberto Santos Dumont no mês de julho, no Museu do Amanhã, não perdeu a chance de saber ainda mais sobre a trajetória desse grande visionário brasileiro. A exposição temporária “O Poeta Voador, Santos Dumont” vai promover a exibição do documentário  “Santos Dumont – O desafio do ar” no auditório do museu, como parte de suas ações educativas, no dia  31 de agosto, respectivamente, às 16h. Serão sempre duas apresentações por mês até o encerramento da mostra, em 30 de outubro. Ao realizar a compra online do ingresso do Museu (https://ingressos.museudoamanha.org.br), o visitante poderá conhecer a mostra temporária e assistir ao filme, sem necessidade de inscrição. A lotação do auditório está sujeita à capacidade do espaço – 380 lugares.

“Durante o processo de pesquisa para criação e desenvolvimento da exposição, encontramos esses documentários sobre Santos Dumont e resolvemos dividir com o público como um desdobramento. É uma maneira de trabalharmos o conteúdo para além do espaço expográfico, dialogando com os visitantes que têm interesse também na linguagem cinematográfica”, explica Deca Farroco, gerente da área de Patrimônio e Cultura da Fundação Roberto Marinho.

“O Homem Pode Voar”, de Nelson Hoineff, destaca a participação fundamental do brasileiro na história da aviação. Imagens históricas de voos realizados por Santos Dumont em seus maiores inventos, o 14-Bis e Demoiselle, são apresentadas no filme, que tem roteiro assinado por Henrique Lins de Barros, consultor técnico da mostra em cartaz. Já em “Santos Dumont – O desafio do ar”, de Adolfo Rosenthal, o próprio Dumont narra sua trajetória a partir de trechos extraídos de relatos de sua vida. O documentário mostra mais do que a genialidade e o pioneirismo do cientista: revela também o poeta, filósofo e visionário que jamais desistiu do seu sonho. Para dar vida às cenas dos voos do inventor, foram usadas réplicas do 14-Bis e do Demoiselle em tamanho natural, que reproduziram com grande realismo as tentativas do aviador de alcançar o céu.

“As sessões apresentam diferentes facetas da vida de Dumont em dois documentários com olhares distintos. Um revela a biografia do inventor, suas inovações, enquanto o outro se baseia nas próprias memórias dele e lança olhar mais íntimo sobre sua história. Mostrar isso no Museu do Amanhã, ao lado da exposição “O Poeta Voador, Santos Dumont”, amplifica a importância de Santos Dumont como um brasileiro inovador, à frente do seu tempo”, comenta Leonardo Menezes, gerente de conteúdo do Museu do Amanhã.

A exposição “O Poeta Voador, Santos Dumont” tem concepção e realização da Fundação Roberto Marinho, patrocínio exclusivo da Shell Brasil e apoio do Governo Federal, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Serviço
Museu do Amanhã - Auditório
Praça Mauá, 1 – Centro
31/08 – “Santos Dumont – O desafio do ar”
Horário: 16h
Compra online de ingresso do Museu dá direito à mostra temporária e exibição do documentário, sem necessidade de inscrição:
https://ingressos.museudoamanha.org.br

Ficha técnica
O Homem Pode Voar
Direção: Nelson Hoineff
Ano: 2005
Duração: 75 min
País: Brasil
Classificação: Livre
Santos Dumont – O desafio do ar
Direção: Adolfo Rosenthal
Ano: 2006
Duração: 52 min
País: Brasil
Classificação: Livre




Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.




JORNAL HOJE EM DIA (MG)


Cemig testa aeronave não tripulada para inspeção de linhas de transmissão


Da Redação

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) está realizando testes com Veículo Aéreo Remotamente Pilotado - também conhecido como Veículo Aéreo Não Tripulado (Vant) - que deverá ser utilizado no monitoramento e nas inspeções aéreas preventivas das suas linhas de transmissão e de distribuição, assim como de outros ativos da empresa. A Cemig é a primeira empresa do setor elétrico a realizar testes nessa área.
ImagemOs testes estão sendo feitos na região Oeste de Minas Gerais e são autorizados pelos órgãos responsáveis Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea). A tecnologia vem sendo desenvolvida pela Cemig em parceria com a Fundação para Inovações Tecnológicas (FITec) e conta com recursos do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).A futura utilização dessas aeronaves não tripuladas deverá contribuir para a redução dos custos e dos riscos associados aos procedimentos de monitoramento, maior eficiência operacional e confiabilidade no fornecimento de energia.
"Atualmente as inspeções são realizadas com a utilização de helicópteros tripulados que voam bem próximos às linhas. A utilização do Vant poderá contribuir, além da redução de curtos e riscos, com a ampliação da inspeção aérea das linhas. Caso seja autorizado futuramente pela Anac, também pode contribuir com a realização de inspeções noturnas, o que é inviável atualmente", afirma o engenheiro de tecnologia e normalização da Cemig, Maurício de Souza Abreu.
Atualmente estão autorizadas a voar os Vants utilizados para fins de pesquisa e desenvolvimento, que possuam o Certificado de Autorização de Voo Experimental (Cave).


PORTAL G-1


PE é segundo no ranking nacional de transplantes de medula e coração

Estado realizou 19 procedimentos de coração no 1º semestre deste ano. Já os transplantes de medula chegaram a 108 no mesmo período de 2016.

Do G1 Pe

Levantamento realizado pela Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO), no primeiro semestre deste ano, revela que Pernambuco ocupa lugar de destaque em todo o Brasil. O estado ficou na segunda colocação em cirurgias de coração e de medula óssea. Lidera, ainda, o ranking do Nordeste em procedimentos de rim e pâncreas.
ImagemSegundo o levantamento, entre janeiro e junho deste ano, foram feitos em Pernambuco 108 transplantes de medula óssea. Em São Paulo, líder nas estatísticas, ocorreram 537. Em relação a procedimentos de coração, instituições pernambucanas realizaram 19 procedimentos. Assim, o estado ficou empatado com Brasília e perdeu para São Paulo, onde houve registro de 61 cirurgias.

No primeiro semestre de 2016, a associação revelou a recuperação na taxa de doadores efetivos. Ela passou de 13,1 de doadores por milhão de população para 14,0 doadores por milhão de população. A meta para este ano é de 16.
A coordenadora da Central de Transplantes de Pernambuco, Noemy Gomes, destacou que os interessados em doar medula óssea devem procurar o Hemocentro de Pernambuco (Hemope) para se cadastrar no Registro Brasileiro de Doadores Voluntários e realizar as análises de compatibilidade.
Com relação aos procedimentos de coração, ela destaca que é preciso ficar vigilante. Mesmo em boa posição no primeiro semestre deste ano, Pernambuco registrou uma queda em relação ao mesmo período de 2015. No ano passado, ocorreram 25 cirurgias, seis a mais do que este ano.
Em junho deste ano, um decreto assinado pelo presidente em exercício Michel Temer (PMDB) determinou que a Força Aérea Brasileira (FAB) disponibilizasse aeronaves para o transporte de órgãos pelo país. No dia 22 de junho, o primeiro órgão transportado de outra cidade chegou ao Recife. O transplante de um coração, vindo de Petrolina, no Sertão, foi realizado com sucesso no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), no bairro dos Coelhos, área central do Recife.
Nordeste

No ranking nordestino, Pernambuco se destacou com 134 transplantes de rim. O Ceará, segundo colocado, registrou 124 procedimentos. A fila de espera por esse tipo de órgão é a maior, atualmente, no estado, de acordo com a central de transplantes. Nas cirurgias de pâncreas, ocorreram cinco em solo pernambucano e nenhuma outra em estados nordestinos.
De janeiro a junho de 2016, Pernambuco realizou 710 transplantes de órgãos e tecidos. O quantitativo é 12,7% maior do que os transplantes realizados no mesmo período de 2015, com 630 transplantes. Em relação apenas aos órgãos sólidos, foram 212 transplantes em 2016 e 257 em 2015, uma redução de 17,51%.
Essa queda foi motivada pela diminuição nos transplantes de coração, fígado e rim. Atualmente, mais de 1,2 mil pacientes aguardam em fila de espera por um órgão. A maior é a de rim, com mais de 800 pessoas.
O maior obstáculo é a falta de informação de muitas pessoas. Dúvidas atrapalham o processo de doação. Mais da metade das famílias entrevistadas negam a doação, alegando, por exemplo, medo que o corpo fique mutilado para as celebrações fúnebres. Em relação aos dados gerais e transplantes, a central revela o aumento de 12%.

Crianças internadas no Walter Cantídio recebem visita de militares

Iniciativa é em comemoração ao Dia do Soldado, celebrado nesta quinta. Crianças internadas na unidade participaram de rodas de conversa e oficina.

Do G1 Ce

ImagemO setor de pediatria do Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), em Fortaleza, recebeu a visita de representantes da Marinha e da Aeronáutica na manhã desta quinta-feira (25). A iniciativa é em comemoração ao Dia do Soldado, celebrado hoje.
A programação contou com a presença de um oficial assistente social, um subtenente e um marinheiro que falaram para as crianças sobre a rotina na Marinha.
Também participaram quatro representantes da Força Aérea Brasileira (FAB), sendo um oficial médico, um oficial enfermeiro e dois soldados, que conversaram sobre o trabalho desempenhado pela FAB.
As crianças também participaram de uma oficina de camuflagem ministrada por soldados e assistiram uma apresentação de integrantes da Banda de Música da Aeronáutica.

JORNAL CORREIO BRAZILIENSE


Thiago: em paz com rival


Ouro no salto com vara nos Jogos Olímpicos do Rio, Thiago Braz disse ontem, durante evento em São Paulo, que não espera rivalidade e represálias do rival que foi seu grande adversário na disputa pela medalha, o francês Renaud Lavillenie, em futuros encontros nas competições. O medalhista de prata, que tinha sido campeão em Londres-2012, deixou o Brasil criticando o público pelas vaias enquanto se preparava para a disputa direta com o brasileiro.
Braz foi à sede da Bovespa, no centro da capital paulista, para receber 1kg de barra de ouro por ter sido atleta do Clube BM&FBOVESPA entre 2010 e 2014 até se mudar para a Itália. O campeão olímpico afirmou ter procurado o francês logo após a competição para amenizar o clima ruim gerado pela pressão da torcida. “Ele estava superchateado, conversamos bastante. Falamos até de nos encontrar na Europa nas futuras competições. Eu falei que era fã dele”, contou.
Thiago disse que não poderia comentar as mais recentes entrevistas de Lavillenie na França. O rival afirmou que o público no Engenhão só torceu pelo velocista jamaicano Usain Bolt por ele não ter concorrentes brasileiros na mesma prova. “A torcida vaiou, eu sei que isso é ruim para o atleta. Mas tem que entender que somos brasileiros, então, torceram para mim”, explicou.
Imagem

JORNAL O VALE (S.J. DOS  CAMPOS -SP)


Sem voos, aeroporto de São José é excluído de lista do governo


Xandu Alves São José Dos Campos

O Aeroporto de São José dos Campos deixou de ser prioritário para receber investimentos do governo federal a partir do ano que vem e pode ainda ser descartado dos planos do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil.
A medida contraria a inclusão do aeródromo em projeto de desenvolvimento da aviação regional lançado pela presidente Dilma Rousseff, no final de 2012.
De uma lista de 270 aeroportos regionais no projeto da petista, que está afastada do cargo, o governo do presidente interino Michel Temer reduziu para 53 aeródromos, que receberão investimentos em 2017.
Outros 123 terminais dependerão de disponibilidade financeira para receber dinheiro do governo. A lista pode ou não incluir o de São José, segundo o Ministério dos Transportes.
Lista negra. Se não incluir, o aeroporto de São José entra numa "lista negra" do governo federal com aeródromos que não têm "viabilidade para entrar na malha regional brasileira".
Tal lista é formada por 94 aeroportos regionais que serão oferecidos para que municípios e estados assumam a administração dos terminais. Questionada, a assessoria do Ministério dos Transportes disse não ter acesso à lista dos aeródromos.
De acordo com a pasta, os critérios para definir a "lista negra" foram proximidade de aeroportos preferenciais, baixa demanda de passageiros e falta de interesse de operação das companhias aéreas.
Com desistência da TAM, o aeroporto de São José não opera voo comercial desde julho deste ano, apenas executivos. Nos últimos oito anos, o aeroporto perdeu voos comerciais de quatro companhias, três delas entre as maiores do país: Gol, OceanAir, Azul e TAM.
O movimento de passageiros caiu 62% entre 2012 e 2016, considerando-se os sete primeiros meses do ano --de 119,5 mil pessoas para 45,4 mil.
Comércio quer defesa do aeródromo
O presidente da ACI (Associação Comercial e Industrial) de São José, Felipe Cury, lamentou a exclusão do aeroporto de São José do radar dos investimentos e disse desconfiar do seu futuro.
Ele irá propor um movimento em defesa do aeródromo e disse que concorda com a substituição da administração federal pela municipal ou estadual. "Seria a solução para São José e poderia melhorar. Mas temos que esperar as eleições. O governo atual não se manifestou", disse.
Em nota, a Prefeitura de São José lembrou que o aeroporto foi ampliado pela Infraero, que é a atual administradora, e disse acreditar que "uma parceria entre o município e a iniciativa privada pode alavancar os voos regionais no terminal e incrementar o transporte de cargas".

JORNAL EXTRA


Mesmo com reforço no policiamento, roubos aumentam 44% no Rio durante os Jogos


Rafael Soares

O patrulhamento das Forças Armadas e da Força Nacional e o aumento no número de PMs nas ruas não foram suficientes para conter a explosão de roubos no Rio durante os Jogos. Ao todo, foram 1.856 roubos a pedestres na capital no período entre as cerimônias de abertura e encerramento, de 5 a 21 de agosto — uma média de quatro por hora. A quantidade de casos é 44% maior do que a registrada no Rio no mesmo período do ano passado, quando foram feitos 1.287 registros.
O levantamento exclusivo feito pelo EXTRA teve como base registros de ocorrência feitos em delegacias distritais da capital, na Central de Garantias — onde são registrados casos em que há prisão em flagrante — e na Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (Deat). Foram contabilizados casos de roubos a pedestres que tiveram como vítimas tanto moradores da cidade quanto turistas.
O número de assaltos durante os Jogos também foi maior do que no período de 17 dias imediatamente anterior, de 19 de julho a 4 de agosto, quando as forças de segurança enviadas pelo governo federal já haviam chegado na cidade. Nesse intervalo, 1.812 casos foram registrados — 2% a menos do que durante a Olimpíada.
O número de vítimas dos assaltos também foi contabilizado pelo EXTRA: foram 2.140 durante a Olimpíada. Cada registro de ocorrência pode envolver mais de uma vítima. No mesmo período de 2015, 1.466 pessoas foram a delegacias para registrar assaltos.
Para os Jogos, 24 mil homens das Forças Armadas reforçaram o policiamento da cidade na orla e em vias expressas. A Força Nacional foi responsável pelas instalações olímpicas. Já a PM aumentou, graças a suspensão de férias dos agentes, o efetivo na cidade em 3 mil homens por dia.
Reforço de PMs
Há duas semanas, o EXTRA revelou que as regiões do estado que apresentam os maiores aumentos nos índices de criminalidade perderam PMs para áreas turísticas do Rio até o fim de setembro, quando termina a Paralimpíada. Todos os policiais que entrariam de férias nos meses de agosto e setembro em oito batalhões da Baixada, Niterói e São Gonçalo foram transferidos para vias expressas e pontos turísticos da capital.
Ontem, o secretário José Mariano Beltrame anunciou, no RJTV, da TV Globo, que o número de homicídios dolosos no Rio caiu17,6% entre o entre os dias 24 de julho e agosto, em relação ao mesmo período de 2015. “Essa diminuição é importante porque se reflete fora dessas áreas”, disse.

JORNAL O GLOBO


Beltrame quer que militares fiquem no Rio após eleições

Secretário planeja mudanças nas UPPs, mas admite não ter recursos

Giselle Ouchana

RIO - Em mais um reconhecimento de que a crise do estado afeta a segurança pública, o secretário José Mariano Beltrame disse nesta quinta-feira que quer pedir a permanência das Forças Armadas nas ruas do Rio mesmo após as eleições. A declaração foi feita numa entrevista ao “RJ-TV”, da Rede Globo. O titular da pasta de Segurança afirmou ainda que tem planos para reformular as Unidades de Polícia Pacificadora, mas admitiu não ter recursos para executá-los.

— Eu, por mim, quero que (os militares) fiquem. Se puder pedir, eu peço. Agora, não vou fazer um pedido que não vai ser aceito. Eu já pedi as forças em outras ocasiões, e o pedido não me foi concedido por questões financeiras. Eu vou tentar. Como sempre tentei outras vezes — disse, sem demonstrar otimismo.

HOMICÍDIOS DIMINUÍRAM
As tropas federais chegaram ao Rio no início de julho, para reforçar a segurança durante a Olimpíada. Na segunda-feira, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, confirmou que as Forças Armadas vão permanecer na cidade até as eleições.
Segundo dados da Secretaria de Segurança, o número de homicídios dolosos no Rio caiu 17,6% entre 24 julho e 24 agosto, em relação ao mesmo período de 2015. Se avaliado o período dos Jogos Olímpicos (entre 5 e 18 de agosto), em comparação também com os mesmos dias no ano passado, houve uma redução de 4,2% nos crimes de letalidade violenta (que englobam homicídio doloso, latrocínio e lesão corporal co morte).
— Não vou dizer que o índice de 4% seja uma vitória, mas é uma diminuição. A segurança planejada para a Olimpíada, para o Engenhão, o Maracanã, a Marina da Glória, aconteceu e deu certo — afirmou o secretário de Segurança durante a entrevista à Rede Globo. — A diminuição passa a ser importante porque se reflete fora dessas áreas, pela simples presença maciça de policiais.
MUDANÇAS NAS UPPS
Beltrame garantiu ainda que permanecerá no cargo pelo menos até o fim do ano. Informou também que pretende implementar mudanças nas Unidades de Polícia Pacificadora a partir do mês que vem. O secretário prometeu melhores condições de trabalho e de segurança dos próprios policiais, com o fornecimento de equipamentos e bases definitivas.
— Há muita reclamação de que eles estão um pouco desprotegidos. Nós temos que fazer bases melhores lá para eles, passados oito anos do projeto. Nós temos que acabar definitivamente com essa história de contêiner. Temos que arrumar um armamento em condições melhores — disse, ressaltando, no entanto, que a pasta não tem recursos para fazer essa reformulação. — Isso (o dinheiro) deve ser prioridade do governador, porque, sem segurança, nada acontece. Eu não tenho a chave do cofre, não tenho a caneta para assinar o cheque.

JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO


Em cerimônia, Moro recebe honraria do Exército por "serviços relevantes"


O juiz federal Sergio Moro, da força-tarefa da Operação Lava Jato, foi condecorado nesta quinta-feira (25) com a "Medalha do Pacificador", honraria concedida pelas Forças Armadas.
O título, dado a quem prestou "serviços relevantes à nação", é o mesmo que foi retirado dos ex-deputados federais José Genoino, Roberto Jefferson e Valdemar Costa Neto, condenados no escândalo do mensalão.
A honraria foi entregue em cerimônia do Dia do Soldado, promovida em Brasília. No evento, o magistrado ficou sentado na tribuna de honra e foi cumprimentado por civis e militares, que fizeram questão de fazer selfies com o juiz federal.
Para o ministro Raul Jungmann (Defesa), a entrega da honraria a Sergio Moro é um "justo reconhecimento" pelo trabalho do magistrado e da Justiça Federal.
"A exemplo dos demais agraciados, o juiz Sergio Moro tem relevantes serviços prestados ao Brasil e à democracia. É justo o reconhecimento pelo trabalho feito", disse.
O ministro explicou que a retirada das medalhas dos ex-deputados federais foi uma determinação legal estabelecida em um decreto de 2000, o qual determinou a cassação de honrarias a pessoas condenadas judicialmente.
"O Ministério Público também nos oficiou nesse sentido. Nós temos de cumprir a legislação e a Constituição Federal", disse.
Na semana passada, o comandante da Força Aérea Brasileira, tenente-brigadeiro Nilvaldo Rossatto, retirou condecorações militares que tinham sido concedidas ao ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e a José Genoino, condenados no mensalão.
Os petistas foram excluídos, em portaria publicada na última quinta-feira (18) no "Diário Oficial da União", do corpo de graduados especiais da corporação militar.
Na administração do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Dirceu havia recebido o grau de grande-oficial e Genoino havia sido condecorado com o título de comendador.
Em julho, a pedido do Ministério Público, a Marinha também cassou as medalhas do Mérito Naval de Dirceu, Genoino e do ex-deputado federal João Paulo Cunha.

OUTRAS MÍDIAS


PORTAL SEGS (SP)


Exposição “O Poeta Voador, Santos Dumont” promove nova exibição de documentários dedicados ao inventor brasileiro, em agosto, no Museu do Amanhã

Sessões de “O Homem Pode Voar” e “Santos Dumont – O desafio do ar” acontecem nos dias 24 e 31, respectivamente
Quem não pode assistir aos documentários sobre Alberto Santos Dumont no mês de julho, no Museu do Amanhã, não perdeu a chance de saber ainda mais sobre a trajetória desse grande visionário brasileiro. A exposição temporária “O Poeta Voador, Santos Dumont” vai promover a exibição dos documentários “O Homem Pode Voar” e “Santos Dumont – O desafio do ar” no auditório do museu, como parte de suas ações educativas, nos dias 24 e 31 de agosto, respectivamente, às 16h. Serão sempre duas apresentações por mês até o encerramento da mostra, em 30 de outubro. Ao realizar a compra online do ingresso do Museu (https://ingressos.museudoamanha.org.br), o visitante poderá conhecer a mostra temporária e assistir ao filme, sem necessidade de inscrição. A lotação do auditório está sujeita à capacidade do espaço – 380 lugares.
Imagem“Durante o processo de pesquisa para criação e desenvolvimento da exposição, encontramos esses documentários sobre Santos Dumont e resolvemos dividir com o público como um desdobramento. É uma maneira de trabalharmos o conteúdo para além do espaço expográfico, dialogando com os visitantes que têm interesse também na linguagem cinematográfica”, explica Deca Farroco, gerente da área de Patrimônio e Cultura da Fundação Roberto Marinho.
“O Homem Pode Voar”, de Nelson Hoineff, destaca a participação fundamental do brasileiro na história da aviação. Imagens históricas de voos realizados por Santos Dumont em seus maiores inventos, o 14-Bis e Demoiselle, são apresentadas no filme, que tem roteiro assinado por Henrique Lins de Barros, consultor técnico da mostra em cartaz. Já em “Santos Dumont – O desafio do ar”, de Adolfo Rosenthal, o próprio Dumont narra sua trajetória a partir de trechos extraídos de relatos de sua vida. O documentário mostra mais do que a genialidade e o pioneirismo do cientista: revela também o poeta, filósofo e visionário que jamais desistiu do seu sonho. Para dar vida às cenas dos voos do inventor, foram usadas réplicas do 14-Bis e do Demoiselle em tamanho natural, que reproduziram com grande realismo as tentativas do aviador de alcançar o céu.
“As sessões apresentam diferentes facetas da vida de Dumont em dois documentários com olhares distintos. Um revela a biografia do inventor, suas inovações, enquanto o outro se baseia nas próprias memórias dele e lança olhar mais íntimo sobre sua história. Mostrar isso no Museu do Amanhã, ao lado da exposição “O Poeta Voador, Santos Dumont”, amplifica a importância de Santos Dumont como um brasileiro inovador, à frente do seu tempo”, comenta Leonardo Menezes, gerente de conteúdo do Museu do Amanhã.
A exposição “O Poeta Voador, Santos Dumont” tem concepção e realização da Fundação Roberto Marinho, patrocínio exclusivo da Shell Brasil e apoio do Governo Federal, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.
Serviço
Museu do Amanhã - Auditório
Praça Mauá, 1 – Centro
24/08 - "O Homem Pode Voar"
Horário: 16h
31/08 – “Santos Dumont – O desafio do ar”
Horário: 16h
Compra online de ingresso do Museu dá direito à mostra temporária e exibição do documentário, sem necessidade de inscrição:
https://ingressos.museudoamanha.org.br
Ficha técnica
O Homem Pode Voar
Direção: Nelson Hoineff
Ano: 2005
Duração: 75 min
País: Brasil
Classificação: Livre
Santos Dumont – O desafio do ar
Direção: Adolfo Rosenthal
Ano: 2006
Duração: 52 min
País: Brasil
Classificação: Livre

PORTAL ARIQUEMES ONLINE (RO)


Mais uma homenagem a Dumont. E mais uma invenção contestada

Assim como a cerimônia de abertura, a festa de encerramento também homenageou o inventor brasileiro Alberto Santos Dumont. E jornalistas estrangeiros voltaram a contestar uma invenção atribuída ao pai da aviação – desta vez o relógio de pulso. Segundo o time do New York Times, ambos os feitos atribuídos ao brasileiro não resistem à verificação histórica. "Mas, bem, estamos no Brasil", escreveu Victor Mather. Na CNN, Dumont foi apresentado como o primeiro homem a usar um cronômetro. A rede arremata: "Dizem que você aprende algo novo todos os dias."
O relógio de pulso é atribuído a Dumont porque o brasileiro de fato o sugeriu em 1904 ao joalheiro Louis Cartier, seu amigo, e o produto, o "Cartier Santos", popularizou-se rapidamente. Registre-se, porém, que, antes de Dumont, já se atribuiu a invenção do relógio de pulso a outros relojoeiros, desde Abraham-Louis Breguet, em 1810, por encomenda da irmã mais nova de Napoleão e esposa do rei de Nápoles, Caroline Murat.

PORTAL SOPA CULTURAL (RJ)


Santa Cruz Shopping promove exposição sobre os 80 anos do Hangar do Zeppelin

Um dos hangares mais bem conservados para dirigíveis existentes no mundo terá sua história relatada na Zona Oeste
De 25 de agosto a 25 de setembro, o Santa Cruz Shopping traz para seu público a exposição fotográfica que mostra a história do Hangar desde a sua construção até os tempos de hoje. Abrigou o Dirigível LZ – 127 Graf Zeppelin e hoje é um grande ícone da Força Aérea Brasileira. A entrada é gratuita e poderá ser conferida de segunda a sábado, das 9h às 21h, e nos domingos e feriados, das 12h às 21h.
A exposição fala do Hangar do Zeppelin, local destinado a abrigar dirigíveis alemães, no período de construção, entre 1934 e1936. A partir de 1944, o Aeroporto Bartolomeu de Gusmão, como era conhecido passou a se chamar Base Aérea de Santa Cruz. O Hangar é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e foi eleito uma das sete maravilhas do histórico bairro de Santa Cruz, por real interesse turístico e sociocultural da cidade do Rio de Janeiro.
Sob curadoria do repórter fotográfico e cinematográfico Reinaldo Azevedo, e parceria com a Base Aérea Santa Cruz – BASC e o Museu Aéreo Espacial – MUSAL. O público poderá conferir imagens aéreas do maior complexo aerotático da Força Aérea Brasileira. O acervo também apresenta imagens de momentos marcantes como a ampliação de pista de vôo, a chegada de novos esquadrões, além das missões aéreas a bordo do porta aviões Brasileiro Minas Gerais em missão com a FAB e dos 11 esquadrões de Aviação de Caça da FAB.
De acordo com a gerente de Marketing do Santa Cruz Shopping, Carla Barbosa, a mostra pretende apresentar para o público o bairro de Santa Cruz, como parte da História do Brasil, marcado pela construção do Hangar na região.
“Queremos trazer para nosso público atrações de entretenimento, lazer e cultura, que enriqueçam o conhecimento de todos. Acreditamos na importância de ressaltar a história do bairro, fazendo com que novas gerações continuem a preservar a história. Esperamos que os visitantes gostem”, finaliza a executiva.
SERVIÇO
Evento: Santa Cruz Shopping promove exposição sobre os 80 anos do Hangar do Zeppelin
Dias: De 25 de agosto a 25 de setembro
Horário: de segunda a sábado, das 9h às 21h, e nos domingos e feriados, das 12h às 21h.
Local: loja 25 – próximo ao corredor do estacionamento do Santa Cruz Shopping
Entrada: Gratuita
O Santa Cruz Shopping fica na Rua Felipe Cardoso, 540 – Santa Cruz – Tel: (21) 2418-9400.
Site: www.santacruzshopping-rio.com.br

CANALTECH (SP)


Novo sistema promete derrubar drones invasores em até 15 segundos

Por Redação
Uma empresa norte-americana anunciou o lançamento de um sistema de segurança capaz de derrubar drones através de uma combinação de sensores e câmeras. Rick Sondag, vice-presidente da Liteye Systems, explicou que o AUDS (Anti-UAV Defence System) demora apenas de 8 a 15 segundos para impedir que drones amadores continuem sobrevoando determinadas regiões, com um raio de alcance de até dez quilômetros.
ImagemO sistema foi desenvolvido com câmeras de alta definição, radares e bloqueadores direcionados de ondas de rádio que são capazes de detectar, monitorar e impedir o voo de drones. Apelidado de "raio da morte" o sistema foi desenvolvido pela Liteye Systems (subsidiária da Enterprise Control Systems nos Estados Unidos) em parceria com as empresas britânicas Blighter Surveillance Systems e Chess Dynamics.
Além da rapidez e da efetividade ao limitar voos de quadcópteros, o AUDS destaca-se pela sua precisão. Ao contrário de outras soluções que criam uma área que impede o acesso a qualquer tipo de drone, o AUDS permite que o operador derrube apenas os drones que julgar perigosos ou que não deveriam sobrevoar determinado local. Nas demais soluções que também utilizam bloqueadores de ondas de rádio para incapacitar drones, existe o risco de interferência no funcionamento de celulares e dispositivos de telecomunicação, algo que não acontece no sistema da Liteye.
De acordo com os desenvolvedores, o AUDS coleta informações de trajetória que podem ser utilizadas na busca do operador do drone invasor. A precisão e a velocidade do sistema agradou a FAA, agência responsável pela regulamentação da aviação civil nos Estados Unidos. Desse modo, a agência anunciou que o AUDS será testado em alguns aeroportos do país.
O sistema chega em meio à crescente insatisfação de pilotos e controladores de voo que veem o espaço aéreo destinado a aeronaves ser invadido por drones amadores. A FAA recebe mensalmente mais de 100 reclamações de drones que se aproximam de aeroportos ou de aeronaves tripuladas, representando um sério risco à segurança de pilotos e passageiros. O problema tem levado muitos países a adotarem diversos sistemas de bloqueio de drones invasores. Na Holanda, por exemplo, existem projetos de treinamento de águias para a captura de drones e, em outros países, redes ou projéteis são utilizados para abater drones no ar.
Via BBC News

PORTAL DO PLANALTO (DF)


Dia do Soldado é celebrado com condecoração de medalhas

A data comemora o nascimento do patrono do Exército, Duque de Caxias
por Portal Planalto
Um dia especial para os militares brasileiros, com homenagens e desfiles em uniformes de gala. Nesta quinta-feira, 25 de agosto, é celebrado o Dia do Soldado, data de nascimento de Duque de Caxias, Patrono do Exército. Assim como em todos os anos, militares e civis foram condecorados durante uma cerimônia, no Quartel-General do Exército, em Brasília.
Neste ano, 1.023 civis e militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica receberam a Medalha do Exército e a Medalha do Pacificador, em todo o País. “Nós celebramos o soldado militar, o soldado cidadão, sempre a serviço e em um eterno compromisso com a Pátria brasileira. Todos aqueles que foram distinguidos, foram reconhecidos pelo Exército Brasileiro como aqueles que prestaram serviços relevantes ao Brasil e também às Forças Armadas e ao Exército”, explicou o ministro da Defesa, Raul Jungmann, após a cerimônia realizada em Brasília.
Além das condecorações, o Dia do Soldado foi marcado por um desfile de tropas do Exército, como o Regimento de Cavalaria de Guarda dos Dragões da Independência e o Batalhão de Polícia do Exército, ao som de canções militares tocadas pela Banda do Batalhão da Guarda Presidencial. Houve ainda a exposição de veículos blindados, a exemplo dos modelos Cascavel e Urutu.
O ministro da Defesa, Raul Jungmann, os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e do Gabinete de Segurança Institucional, General Sergio Etchegoyen prestigiaram o evento de comemoração.




Leia também:









Receba as Últimas Notícias por e-mail, RSS,
Twitter ou Facebook


Entre aqui o seu endereço de e-mail:

___

Assine o RSS feed

Siga-nos no e

Dúvidas? Clique aqui




◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share



Eventos






Publicidade






Recently Added

Recently Commented