Movimento em Val-de-Cans supera expectativas em outubro



#Aeroportos #Infraero - Movimento em Val-de-Cans supera expectativas em outubro ...  



Dublin & New York, Novembro de 2018 - O Aeroporto Internacional de Belém (PA) encerrou o mês de outubro com alta na movimentação de passageiros e aeronaves. Ao todo, foram mais de 303 mil viajantes registrados, o que representa um crescimento de 11,7% em relação ao mesmo período de 2017, quando 271 mil pessoas utilizaram o terminal belenense.

No comparativo, o movimento internacional de passageiros apresentou incremento de 17,5%, transportando 12,2 mil passageiros. Já o fluxo doméstico, cresceu 11,5%, somando quase 291 mil viajantes. A evolução destes números ainda pode ser percebida na circulação de aeronaves, que teve um acréscimo de 6% com mais de 3,3 mil operações de pousos e decolagens computadas em outubro.

De acordo com o superintendente de Val-de-Cans, Fábio Rodrigues, este aumento é o reflexo do número de turistas que desembarcaram em Belém para participar da maior festa religiosa do mundo, o Círio de Nazaré, celebrado dia 14/10. “Os dados de outubro superaram todas as expectativas previstas, que eram 295 mil viajantes e 2,09 mil voos”, afirmou.

O superintendente explica também que desde maio de 2018 estão sendo registrados acréscimos em todos os meses comparados ao ano anterior, o que levou o terminal a receber a quantidade de 2,8 milhões de passageiros até outubro deste ano, volume 5,7% superior ao movimento alcançado de janeiro a outubro de 2017. “A oferta de novos voos da TAP e o início das operações da Avianca no Estado do Pará também favoreceram para este cenário positivo e a nossa expectativa é que os números se mantenham, levando o Aeroporto de Belém a ultrapassar a movimentação atingida em 2017”, ressaltou.

O Aeroporto Internacional de Belém tem capacidade para receber 7,7 milhões de passageiros por ano, em 2017, mais de 3,3 milhões de pessoas passaram pelo terminal, entre embarques e desembarques. O número coloca o aeroporto como o mais movimentado da região Norte em quantidade de passageiros transportados, ocupando a 5º colocação do ranking da Rede INFRAERO.

A média diária é de 100 voos entre pousos e decolagens comerciais regulares, de sete companhias aéreas (Avianca, Azul, Gol, Latam, MAP, Surinam e TAP). As rotas interligam Belém a diversos destinos brasileiros – Congonhas e Guarulhos (SP); Recife (PE); Brasília (DF); Macapá (AP); Altamira, Marabá e Santarém (PA); Rio de Janeiro (RJ); Confins (MG); Manaus (AM); Fortaleza (CE); São Luís (MA); Cuiabá (MT). Já os voos internacionais ligam a capital paraense à Europa, aos Estados Unidos, ao Suriname e à Guiana Francesa.


Leia também:









domingo, novembro 18, 2018 | Posted in , , , | Read More »

Azul Anuncia Lucro Líquido de R$117 milhões no 3T18



#Aviação - #Azul Anuncia Lucro Líquido de R$117 milhões no 3T18 ...  



São Paulo, novembro de 2018Azul S.A., “Azul” (B3:AZUL4, NYSE:AZUL), a maior companhia aérea do Brasil em número de destinos e decolagens, anunciou seus resultados do terceiro trimestre de 2018 (“3T18”). As informações financeiras apresentadas a seguir, exceto onde indicado, estão de acordo com as normas contábeis IFRS (International Financial Reporting Standards) e em reais.

Destaque Financeiros e Operacionais do 3T18

·         O resultado operacional da Azul foi de R$174,1 milhões, com margem de 7,1%, mesmo com a desvalorização de 25,1% do real e o aumento de 47% no preço do combustível por litro;
·         Crescimento de 7,6% do EBITDAR, para R$675,4 milhões e margem de 27,7%;
·         O lucro líquido totalizou R$116,6 milhões, comparado com R$199,2 milhões no 3T17. 

·         Os passageiros transportados aumentaram em 20,2% frente a um aumento de 19,3% na capacidade, resultando em uma taxa de ocupação de 83,7%, 0,6 ponto percentual maior que o apresentado no 3T17.
 
·         Adicionalmente ao crescimento de dois dígitos na capacidade, o RASK aumentou em 2,7% na comparação anual. Assumindo uma etapa média estável, o RASK aumentou 8,0% versus o 3T17.
·         O CASK aumentou 8,7% considerando a intensa volatilidade cambial e o forte aumento do combustível. O CASK ex-combustível reduziu 1,8%. Em uma base com câmbio e combustível estáveis, o CASK teria reduzido 6,8%.
·         As despesas financeiras líquidas diminuíram em 9,4% para R$96,2 milhões devido ao menor custo médio da dívida.
·         No final do 3T18, a liquidez2 da Azul foi de R$4,1 bilhões, aumento de R$1,0 bilhão comparado com o 3T17, o que representa 46,2% da receita dos últimos 12 meses.
·         A dívida total considerando o efeito do swap cambial reduziu R$99,6 milhões no trimestre, para R$3,5 bilhões, o que resulta em uma alavancagem de 4,2x, considerando dívida líquida ajustada sobre EBITDAR. 
·         A frota operacional da Azul contava com 120 aeronaves no final do trimestre, incluindo 17 aeronaves da nova geração A320neo, que representam 27% da capacidade. A utilização média da aeronave foi de 11,6 horas, um aumento de 10,5% ano contra ano. 

·         No acumulado do ano, o TudoAzul apresentou crescimento de 36% no seu faturamento bruto ex-Azul comparado com o mesmo período de 2017.
 
·         A receita da Azul Cargo Express cresceu 62% comparado com o 3T17.
·         A Azul foi a companhia aérea mais pontual do Brasil nos primeiros nove meses de 2018, e uma das top 5 do mundo, com uma taxa de pontualidade de 87,1% de acordo com a FlightStats.



Sobre a Azul
A Azul S.A. (B3: AZUL4, NYSE: AZUL) é a maior companhia aérea do Brasil em números de cidades atendidas, com 766 voos diários e 110 destinos. Com uma frota operacional de 120 aeronaves e mais de 10.000 funcionários, a Companhia possui 218 rotas em 30 de setembro de 2018. Esse ano, a Azul conquistou o prêmio de melhor companhia aérea da América Latina pelo TripAdvisor Travelers' Choice e pela Kayak Flight Hacker Guide, e também foi eleita a melhor companhia aérea regional da América do Sul pelo oitavo ano consecutivo pela Skytrax. A Azul também foi a companhia aérea mais pontual do Brasil e a companhia low-cost mais pontual nas américas no ano passado, de acordo com o ranking mundial da OAG. Para mais informações, visite www.voeazul.com.br/ri.


Leia também:









domingo, novembro 18, 2018 | Posted in , , , | Read More »

NOTIMP - Noticiário da Imprensa - 17/11/2018 / Submarino argentino desaparecido há um ano é encontrado



#Defesa - Submarino argentino desaparecido há um ano é encontrado ...  



O submarino argentino Ara San Juan S-42 desaparecido há um ano no Oceano Atlântico com 44 pessoas a bordo foi encontrado neste sábado (17), informaram o Ministério da Defesa e a Armada Argentina pelo Twitter. Ele foi achado a leste da Península Valdés, na Patagônia argentina.

"O Ministério da Defesa e a Armada Argentina informam que, após investigar o ponto de interesse nº 24 reportado pela Ocean Infinity, através da observação feita com um ROV a 800 metros de profundidade, foi dada identificação positiva ao Ara San Juan", disse o comunicado.

A Armada disse que as famílias dos tripulantes foram comunicadas da localização antes da postagem no Twitter. Ainda não há informações sobre o estado em que fora encontrado o submarino.

Na noite de quinta-feira (16), a Ocean Infinity, empresa norte-americana encarregada da busca ao submarino e que deverá receber US$ 7,5 milhões pelo achado, noticiou ter encontrado um objeto ("ponto de interesse") a 800 metros de profundidade e com aproximadamente 60 metros que poderia ser o equipamento desaparecido. A possibilidade se confirmou.

A Ocean Infinity, que fazia buscas há dois meses - tempo mínimo que, por contrato, essa empresa americana deveria operar para achar o submarino -, chegou a informar nesta semana que abandonaria a expedição, pelo menos de forma temporária, para partir para a África do Sul. A empresa voltou atrás, no entanto, depois que o referido ponto de interesse foi identificado nesta quinta.

As buscas vinham sendo realizadas com o barco norueguês Seabed Constructor, onde viajavam também três familiares dos desaparecidos.

Conforme relevado em reportagem do UOL publicada na quinta (15), a expedição em andamento foi iniciada em setembro por pressão dos parentes dos tripulantes, que tinham esperança de alcançar um ponto ainda não investigado pelas equipes anteriores.

"Não estava no planejamento da empresa, mas eles ouviram a nossa opinião, e vamos ver isso", contou à reportagem Luis Tagliapietra, advogado do pai de um dos tripulantes.

Foram vários os atos dos familiares pressionando por novas expedições. Eles chegaram a acampar por 52 dias na praça de Maio, em Buenos Aires, e alguns até se acorrentaram às grades que protegem a Casa Rosada, sede do Executivo, dizendo que só se soltariam se o governo se comprometesse a não interromper as buscas.

Na segunda-feira (12), parentes acusaram o governo da Argentina de mentir sobre o caso, dizendo terem percebido "ocultação" de informações e "um Estado totalmente ausente". O pai de uma das vítimas também disse que o Executivo vinha dificultando a investigação judicial que busca esclarecer o desaparecimento.

O submarino partiu da base militar de Ushuaia, no sul da Argentina, em 13 de novembro de 2017, tendo como destino Mar del Plata. Mas, dois dias depois, em 15 de novembro, a embarcação perdeu a comunicação com os militares em terra, a uma distância de 430 quilômetros da Península Valdés.




Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.




PORTAL UOL


Submarino argentino desaparecido há um ano é encontrado


Uol Sp | Publicada em 17/11/2018 03:10 | Atualizado em 17/11/2018 06:33

O submarino argentino Ara San Juan S-42 desaparecido há um ano no Oceano Atlântico com 44 pessoas a bordo foi encontrado neste sábado (17), informaram o Ministério da Defesa e a Armada Argentina pelo Twitter. Ele foi achado a leste da Península Valdés, na Patagônia argentina.



(Leia acima ...)
OUTRAS MÍDIAS


IG (SP) - Forças Armadas produzem alimentação para milhares de refugiados venezuelanos

Operação Acolhida foi criada para prestar apoio humanitário aos imigrantes

Ig São Paulo | Publicada em 16/11/2018 16:41 | Atualizado em 16/11/2018 16:43

As Forças Armadas do Brasil realizam um trabalho ´ímpar' na acolhida dos refugiados da Venezuela que hoje vivem em solo brasileiro. Missão que também é feita com a sua ajuda, com os impostos que você paga.
Através da Operação Acolhida, os homens das Forças Armadas  destinam apoio com pessoal, material e instalações - a montagem de estruturas e a organização das atividades necessárias ao acolhimento de pessoas em situação de vulnerabilidade.
De acordo com o Exército são milhares de refeições produzidas diariamente e que são distribuídas a imigrantes venezuelanos que vivem em abrigos do Estado de Roraima. As alimentações são entregues nos abrigos. Para isso, os militares iniciam a linha de produção por volta das 2h da manhã e só terminam os trabalhos por volta de 20h, todos os dias.
Ao todo, cerca de 200 militares atuam diretamente com a Operação Acolhida. Além de refeições, eles também atuam no transporte dos imigrantes. Esse trabalho é desenvolvido pela pela 1ª Brigada de Infantaria de Selva, 1º Batalhão Logístico de Selva, do 10º Grupo de Artilharia de Campanha de Selva e da Companhia de Comando da Brigada.
Cerca de 4 a 6 mil venezuelanos estão em Boa Vista e o estado se prepara para receber mais  pessoas que fogem da crise econômica intensa instalada no país vizinho . Em Boa Vista, são sete abrigos já funcionando; em Pacaraíma, um. Mais três devem ficar prontos na capital e outro na cidade de fronteira.
Operação Acolhida das Forças Armadas
A Operação Acolhida , criada para coordenar o apoio humanitário aos imigrantes provenientes da Venezuela que se encontram no Brasil produz, diariamente, refeições e gêneros alimentícios que são distribuídos em cinco abrigos de Boa Vista (RR).
A distribuição teve início no dia 12 de março, inicialmente com a entrega de refeições nos Abrigos Tancredo Neves e Pintolândia. Com o decorrer dos dias, o apoio foi incrementado e o Abrigo Jardim Floresta passou a ser, também, atendido.
Nas refeições distribuídas pelas Forças Armadas , hoje são 3.120 confeccionadas pelo Exército Brasileiro e 720 confeccionadas pela Força Aérea Brasileira, assim distribuídas: 1.680 refeições no Abrigo Jardim Floresta, 1.440 no Tancredo Neves e 720 no Pintolândia.

AEROFLAP - Veja as aeronaves dos Estados Unidos que participarão da CRUZEX 2018


Via – Embaixada Dos Eua No Brasil | Publicada em 16/11/2018 13:26

A convite da Força Aérea Brasileira (FAB), a Força Aérea dos Estados Unidos irá participar do Exercício Cruzeiro do Sul CRUZEX VII entre os dias 18 e 30 de novembro em Natal.
Seis caças Falcons F-16 da Guarda Aérea Nacional do Texas e um KC-135 Stratotanker da Guarda Aérea Nacional de Washington participarão do exercício. Aproximadamente 130 militares dos EUA participarão do evento.
Essa edição do CRUZEX reúne cerca de 100 aeronaves de 14 países: Brasil, Canadá, Chile, França, Peru, Uruguai e EUA participarão com pessoal e aviões. Bolívia, Índia, Suécia, Reino Unido e Venezuela participarão como observadores.
O CRUZEX é um exercício de combate aéreo. As aeronaves dos EUA treinarão ao lado de aeronaves da nação parceira em cenários simulados para possíveis eventos ao redor do mundo, incluindo apoio a operações de manutenção da paz e estabilidade, apoio a autoridades civis durante operações de resposta humanitária e assistência aos países após um desastre natural.
O Encarregado de Negócios da Embaixada dos EUA, William Popp afirmou:
“Estamos felizes de participar do CRUZEX 2018, liderado pelo Brasil, nosso aliado próximo, com a participação de outros 12 países das Américas e da Europa. Estamos empenhados em aumentar a capacidade dos parceiros e a integração regional em apoio à assistência humanitária e aos eventos de socorro a desastres – um dos maiores desafios que a região enfrenta”.
Ontem (15/11) apareceu em Natal (RN) um C-17 da Força Aérea dos EUA, possivelmente transportando cargas para apoiar o exercício e transportando 40 militares a bordo.
A Força Aérea dos EUA já participou do CRUZEX em 2010 e 2013. O Exercício é o maior evento multinacional conjunto de combate aéreo realizado pela Força Aérea Brasileira (FAB) – que também inclui o Exército e a Marinha do Brasil.

PORTAL OP9 - Natal sedia Cruzex 2018, operação com militares de 14 países

8ª edição do Exercício Cruzeiro do Sul (CRUZEX), promovido pela Força Aérea Brasileira, acontece dos dias 18 a 30 de novembro e promove simulação de guerras

Publicada em 16/11/2018 20:54

Natal sedia de 18 a 30 de novembro a 8ª edição do Exercício Cruzeiro do Sul (CRUZEX), que reunirá na base aérea militares de 14 países. Dos participantes, Brasil, Canadá, Chile, França, Peru, Uruguai e Estados Unidos participarão do exercício com homens e aeronaves.
Bolívia, Índia, Suécia, Reino Unido e Venezuela participarão como observadores. Portugal será representado por uma força especial. Já alemães e franceses vão dar palestra sobre emprego do poder aéreo em missões da ONU.
Desde 2013, o exercício militar não era realizado. Na última edição, em Natal, participaram oito países. A primeira edição foi em 2002, realizada em Canoas (RS), com apenas quatro países: Brasil, Argentina, França e Chile – que participou como observador.
Este ano, como ocorreu nas outras edições, não haverá o evento “portões abertos”, quando a população podia visitar a base aérea e ver de perto as aeronaves. O objetivo da Cruzex é propiciar treinamento e troca de conhecimentos entre os militares. Este ano, duas guerras serão simuladas: um convencional (entre dois países) e outra não-convencional, que envolve contra forças insurgentes ou paramilitares.
Cruzex 2018 terá caças F-16 e reabastecedores aéreos
Os Estados Unidos participarão da Cruzex 2018 com cerca de 130 militares, um reabastecedor KC-135 e seis caças F-16. Quem também trará aeronaves do tipo são os chilenos, com cinco caças e um reabastecedor. Ao todo, serão cerca de 90 militares do Chile.
Do Peru virão quatro caças A-37 e quatro caças Mirage 2000, além de 100 militares. A França participa com um cargueiro C-235; o Canadá com dois CC-130J; e o Uruguai com quatro caças do tipo A-37. A Força Aérea Brasileira, anfitriã, terá 70 aeronaves de variados tipos e também caças AF-1 da Marinha do Brasil. É a primeira vez que esse tipo de aeronave participa da Cruzex.

PORTAL DE PINHAL - Forças Armadas serão homenageadas pela FIESP


Lucas Rotelli | Publicada em 16/11/2018 23:14

No próximo dia 21/11, a FIESP realizará homenagem às Forças Armadas Brasileiras, como é tradicional desde 2011, com o objetivo de valorizar as missões constitucionais das Forças e promover a aproximação com a indústria de Defesa, no reconhecimento do esforço de cooperação dos trabalhos realizados em conjunto.

Serão homenageados com a medalha Ordem do Mérito Industrial-SP, o ministro da Defesa, General de Exército Joaquim Silva e Luna, e o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann.

Também serão homenageados o comandante da Marinha do Brasil, Almirante de Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira; o comandante do Exército Brasileiro, General de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas; o comandante da Aeronáutica, Tenente Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato; e o Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, Almirante de Esquadra Ademir Sobrinho.
Entre os convidados, o alto escalão das três Forças, Oficiais Generais, autoridades civis – incluindo o embaixador da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial, Tenente Coronel e astronauta Marcos Pontes – e altos dirigentes da indústria paulista, sob o comando do presidente da FIESP, Paulo Skaf.



Leia também:









sábado, novembro 17, 2018 | Posted in , , , , , | Read More »

Receba as Últimas Notícias por e-mail, RSS,
Twitter ou Facebook


Entre aqui o seu endereço de e-mail:

___

Assine o RSS feed

Siga-nos no e

Dúvidas? Clique aqui




◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share






Publicidade






Recently Added

Recently Commented