Super Tucano vence contrato de defesa nos EUA



Embraer Defesa e Segurança e Sierra Nevada Corporation fornecerão aeronave para o programa LAS da Força Aérea dos Estados Unidos .


São Paulo – SP, Brasil, 30 de dezembro de 2011 – A Força Aérea dos Estados Unidos anunciou hoje que selecionou o avião de combate Super Tucano, fabricado pela Embraer Defesa e Segurança, para o programa LAS (Light Air Support), ou Apoio Aéreo Leve. A aeronave, que será fornecida por meio de parceria com a Sierra Nevada Corporation, será utilizada para treinamento avançado em vôo, reconhecimento e operações de apoio aéreo.

“Estamos honrados com a oportunidade de oferecer ao governo norte-americano o melhor produto para a missão LAS, nesta parceria liderada pela Sierra Nevada Corporation”, disse Luiz Carlos Aguiar, CEO da Embraer Defesa e Segurança. “Nosso compromisso é avançar com nossa estratégia de investimentos nos Estados Unidos e entregar o Super Tucano no prazo e conforme o orçamento contratados.”

Como especificado pela Força Aérea dos Estados Unidos, trata-se de um contrato no valor de USD355 milhões para o fornecimento de vinte aeronaves, assim como apoio terrestre para treinamento de pilotos, manutenção e outros serviços requeridos.

“Nós nos sentimos honrados por esta decisão e pela oportunidade de servir nosso país,” disse Taco Gilbert, Vice-Presidente de Desenvolvimento de Negócios de Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (ISR) da SNC. “Nós acreditamos nos objetivos da missão Apoio Aéreo Leve e temos orgulho de poder apoiar os Estados Unidos em suas iniciativas de construção de parcerias no Afeganistão e em outros países no mundo. Os soldados americanos, os trabalhadores americanos e todos nossos aliados ganham com esta decisão.”


Sobre o Programa LAS

A missão LAS exige uma solução já desenvolvida que ofereça versatilidade, capacidade e resistência operacionais necessárias em um ambiente de contra-insurgência, a um custo significativamente menor do que o dos jatos de caça. A aeronave deve oferecer ferramentas de inteligência, vigilância e reconhecimento (ISR); ter capacidade para uma grande variedade de munições (incluindo armas guiadas de precisão); e operar em terrenos com infraestrutura precária e em condições rigorosas.

Sobre o Super Tucano

O Super Tucano foi projetado especificamente para missões de contra-insurgência e atualmente é empregado por seis forças aéreas e possui encomendas de outras. A aeronave demonstrou ser extremamente capacitada para as missões LAS e ajudou o governo colombiano a combater as forças revolucionárias daquele país (FARC), além de iniciativas contra atividades ilegais em outros países. As mais de 150 aeronaves em operação no mundo acumularam 130 mil horas de vôo, incluindo mais de 18 mil horas de combate sem nenhuma perda.

Sobre a Sierra Nevada Corporation

A SNC (www.sncorp.com) é uma das companhias privadas dos Estados Unidos que cresce mais rapidamente, com base em sua reputação em desenvolver soluções tecnológicas ágeis, inovadoras e rápidas nos segmentos de eletrônica, aeroespacial, de aviônicos, espacial, propulsão, micro-satélites, aeronaves, sistemas de comunicação e energia solar. Sob a atual administração desde 1981, as sete áreas de negócios da SNC empregam mais de 2.100 pessoas em 27 localidades em 15 Estados norte-americanos – todos dedicados a fornecer soluções modernas para a dinâmica base de clientes da empresa. A SNC é o maior prestador de serviços para o governo dos Estados Unidos cuja proprietária é uma mulher.

Ao longo de aproximadamente 50 anos de história, a SNC manteve o foco em fornecer aos clientes o que há de melhor em tecnologia para atender às suas necessidades, obtendo um expressivo e comprovado histórico de sucesso. A empresa continua apoiando o seu crescimento no setor comercial, por meio de avanços internos e aquisições, incluindo participação nos mercados emergentes de energia renovável, telemedicina, nanotecnologia, cibernética e centros de operações de redes. Para mais informações, entre em contato pelo e-mail generalinfo@sncorp.com ou pelo telefone +1 (775) 331-0222.

Fonte:








sexta-feira, dezembro 30, 2011 | Posted in , , , , | Read More »

Sexta-feira foi tranquila nos aeroportos da Infraero

http://www.infraero.gov.br/components/com_fpss/images/galeao.jpg

A última sexta-feira do ano (30/12) foi de movimentação tranquila nos 66 aeroportos da Rede Infraero. Até às 16h, o índice de atrasos de voos foi 48,95% menor do que a sexta-feira anterior ao reveillon do ano passado (31/12). Das 1980 partidas programadas, 73 saíram mais de 30 minutos após o horário previsto (3,69%).

Em 2010, de um total de 1790 voos, até às 16h do dia 31, 143 sofreram atrasos (7,99%). O número de cancelamentos desta sexta até às 16h também foi menor: 48 (2,42%) contra 206 (11,51%) no mesmo período do ano passado.

Os dados estão dentro do esperado para o período de festas e alta temporada. Para garantir o fluxo nos aeroportos, a Infraero colocou em ação diversas medidas que contribuem para o bom atendimento aos passageiros que embarcam nesta época do ano. Entre elas está o aumento do efetivo das equipes que trabalham na área operacional, de segurança e na manutenção.

Além disso, funcionários se revezam nos terminais com o colete amarelo da campanha “Posso Ajudar/May I help?” com o objetivo de esclarecer dúvidas e orientar os viajantes. Os balcões de informação da Infraero também estão distribuindo o Guia do Passageiro, publicação que traz dicas e informações úteis e ainda os direitos e deveres do passageiro.

Galeão

No Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão-Antonio Carlos Jobim (RJ), diversas medidas foram adotadas pela Infraero para a alta temporada, garantindo a fluidez na movimentação. Na área de inspeção foi instalada mais uma cabine no embarque doméstico do Terminal 2 – totalizando cinco aparelhos de raio-x – o que proporciona melhor fluxo de passageiros. Para quem chega em voos internacionais, a nova disposição da área da Receita Federal permite mais eficiência no gerenciamento das filas e facilita o acesso à alfândega.

Nos saguões do Galeão houve aumento do número de empregados que atuam com os coletes da campanha “Posso Ajudar/ May I Help you?” e nas áreas de limpeza, segurança, operações e manutenção equipes de plantão estão presentes para manter o funcionamento dos terminais. O setor de achados e perdidos, disponível em ambos os terminais, também funciona ininterruptamente.

Além disso, o Galeão conta com o Centro de Gerenciamento Aeroportuário (CGA) que reúne diversos órgãos que atuam no aeroporto, como Polícia Federal e Anvisa, com o objetivo de realizar ações integradas e melhorar o fluxo operacional. Outros 11 aeroportos também possuem CGAs em operação.

De acordo com o superintendente do Galeão, Abibe Ferreira Júnior, a expectativa é de que 1,37 milhão de passageiros passem pelo Galeão em dezembro. “As iniciativas tomadas garantiram um bom atendimento aos passageiros nesse Natal e, para o Ano Novo, continuaremos com a mesma tarefa para que os usuários tenham uma passagem rápida e tranquila em nosso aeroporto”, afirmou.

Fonte:








sexta-feira, dezembro 30, 2011 | Posted in , , , | Read More »

Pechinchas nos aviões, às vésperas do ano-novo



Glauber Gonçalves .

RIO - Contrariando a máxima de que para comprar passagens com desconto é preciso planejar a viagem com antecedência, as companhias aéreas estão liquidando bilhetes às vésperas do ano-novo.

Nas compras de última hora há preços baixos não apenas em voos para destinos pouco procurados no dia 31. Para os passageiros que temem passar a virada dentro de um avião, há lugares em voos que partem pela manhã.

Nesta quinta-feira era possível achar passagens de Campinas para o Rio, palco da festa de réveillon mais procurada do País, por R$ 53, sem taxas, na TAM. Para chegar à capital fluminense partindo de Vitória, o valor mais baixo era de R$ 72, pela Azul. De São Paulo para Florianópolis, outro destino de fim do ano, havia passagens por menos de R$ 100.

Um dos valores mais baixos foi encontrado na Webjet: R$ 30 do Rio para Belo Horizonte.

Com preços mais elevados nas últimas semanas, algumas empresas tiveram dificuldades para vender passagens para o fim do ano. Como as vendas não decolaram, as aéreas se viram obrigadas a baixar as tarifas para encher os aviões. Para o consultor Allemander Pereira, as promoções foram uma forma de atrair os consumidores receosos de comprar passagens e passar o réveillon em aeroportos.

Ele afirma que a possibilidade de greve dos aeroviários e dos aeronautas este mês deixou os passageiros mais cautelosos. Além disso, com a previsão de chuvas para esta época do ano, há o risco de alguns aeroportos interromperem temporariamente pousos e decolagens.

No caso do Rio, as promoções também se devem à desistência de consumidores que não encontraram hotel. "O Rio está com capacidade de hotelaria esgotada. Isso limita o fluxo. Já outros destinos não estão encontrando a mesma demanda", avalia o professor Marco Aurélio Cabral, da Universidade Federal Fluminense.

Na Central do Brasil, que reúne estações de trens e de metrô no Rio, o movimento é grande nos quiosques das empresas aéreas. Nos últimos meses, Webjet, Gol e TAM instalaram pontos de vendas no local de olho na nova classe média. Procuradas pela reportagem, as empresas aéreas não responderam, mas vendedores que estavam ontem nos balcões instalados na Central relataram que, com o lançamento das promoções, as vendas subiram rapidamente.

Economia

Os consumidores que buscaram passagens para depois da virada também conseguiram preços baixos. Os servidores públicos Lismária Batista de Andrade e Maurício Braule Pinto, de Brasília, vão passar o réveillon no Rio e depois continuam a viagem por Argentina e Uruguai.

Com o smartphone na mão, Lismária comparava os preços enquanto conversava com a atendente da Gol na Central do Brasil. Apesar de considerar atrativos os preços para a época do ano, ela optou por não fechar negócio com a aérea brasileira e resolveu comprar o trecho final pela uruguaia Pluna. "Vale a pena pesquisar, em razão da diferença de preço entre as companhias, que é grande", conta a servidora, que disse ter conseguido comprar os bilhetes para as oito pessoas da família por R$ 1.000 a menos na empresa estrangeira.

Fonte:

Foto: Mario Ortiz








sexta-feira, dezembro 30, 2011 | Posted in , , , | Read More »

Receba as Últimas Notícias por e-mail, RSS,
Twitter ou Facebook


Entre aqui o seu endereço de e-mail:

___

Assine o RSS feed

Siga-nos no e

Dúvidas? Clique aqui




◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share



Eventos







Publicidade






Recently Added

Recently Commented