|

Terminal de cargas de Fortaleza registra crescimento de 13% no primeiro trimestre

Teca-Fortaleza-Fachada


Terminal de cargas de Fortaleza registra crescimento de 13% no primeiro trimestre ...

O terminal de logística de carga (Teca) do Aeroporto Internacional de Fortaleza/Pinto Martins (CE) registrou crescimento na movimentação de cargas no primeiro trimestre de 2016. No período, foram processadas 1.373 toneladas, 13% a mais que as 1.212 toneladas movimentadas nos três primeiros meses de 2015. O destaque foi o seguimento de exportações, que registrou 1.004 toneladas. O número representa um aumento de 22% em relação às 822 toneladas processadas no ano passado.

      Os principais produtos movimentados pelo complexo logístico cearense no setor de importação são eletroeletrônicos, equipamento e peças para reposição industrial e para geração de energia. Já no setor de exportação, os principais itens transportados são as frutas, artigos de couro, calçados e peixes.

      Em 2015, as frutas mais exportadas pelo complexo cearense foram o mamão e a manga, cujos destinos principais foram Portugal e Alemanha. Já os calçados, artigos de couro e os pescados tiveram, em sua maioria, como destino os Estados Unidos.  

      Para o gerente do Teca cearense, Walber Arruda Barbosa, vários motivos contribuíram para o resultado positivo registrado no primeiro trimestre, entre eles, o fato do Estado do Ceará ter apresentado um incremento no número de novas instalações de indústrias e unidades fabris no entorno do Porto do Pecém. “O dimensionamento das mercadorias importadas vem acompanhando o ritmo de industrialização e diversificação do mercado. Outro fator importante foi o câmbio, pois com o dólar mais alto, o empresário exportou mais no primeiro trimestre, em relação ao mesmo período do ano passado”, afirmou.

      O Teca cearense é, atualmente, o sexto mais movimentado da Rede Infraero, representando 6,03% da movimentação total dos 25 terminais de logística de cargas administrados pela empresa.

      O novo terminal de logística de carga entrou em operação em julho de 2009, com um investimento total de cerca de R$ 35 milhões. Com capacidade para armazenar cinco mil toneladas de carga por ano, o espaço conta com cinco câmaras frigoríficas, sendo três na exportação e duas na importação, e uma área aproximada de nove mil m².

   A Rede Teca
      Em 2015, os 25 Tecas administrados pela Infraero processaram, juntos, 287.536 toneladas entre os seguimentos de importação, exportação e cargas nacionais. Considerados portões de entrada do desenvolvimento econômico do país, Terminais de Logística de Carga da Infraero contam com equipamentos de última geração, como câmaras frigoríficas, instalações para carga viva, áreas especiais para cargas valiosas, material radioativo e demais artigos perigosos. A infraestrutura moderna permite que os mais diversos tipos de produtos sejam armazenados de forma ágil e segura.

      A Infraero disponibiliza toda a infraestrutura necessária para a atracação/descarregamento, pesagem, unitização/desunitização e expedição, tanto para embarque quanto desembarque. Isso reduz os custos, além de disciplinar a circulação de veículos e pessoas em áreas restritas que requerem máxima segurança nas operações, em atendimento às legislações. Além disso, os terminais são equipados com circuito fechado de TV (CFTV), com monitoramento 24 horas por dia, vigilância armada, raios-X e pórticos detectores de metais.


Leia também:









Receba as Últimas Notícias por e-mail, RSS,
Twitter ou Facebook


Entre aqui o seu endereço de e-mail:

___

Assine o RSS feed

Siga-nos no e

Dúvidas? Clique aqui




◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share



Eventos






Publicidade






Recently Added

Recently Commented