|

Viracopos implanta projeto pioneiro que cria ‘canal verde’ para cargas com suportes de madeira


Viracopos implanta projeto pioneiro que cria ‘canal verde’ para cargas com suportes de madeira ...  


Responsável pela movimentação de quase 40% de toda a carga importada no país pelo modal aéreo, o Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional de Viracopos passar a ser o pioneiro na implementação, ainda em caráter experimental, de um “canal verde” específico para embalagens, suportes, paletes ou peças que sejam feitas de madeira.
O projeto é desenvolvido por meio de uma parceria entre a concessionária Aeroportos Brasil Viracopos S/A e o Centro de Estudos  Avançados em Economia Aplicada (CEPEA/ESALQ/USP), sob a supervisão da VIGIAGRO/Viracopos (Serviço de Vigilância Agropecuária Internacional), órgão ligada à Secretaria de Defesa Agropecuária do MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).
Para a autorização do projeto, a VIGIAGRO realizou uma ampla análise de risco que permitiu apontar preliminarmente 18 empresas com grande moviemntação de cargas, mas que apresentaram baixos índices de condenação em suas cargas com embalagens ou paletes de madeira.
A concessionária Aeroportos Brasil Viracopos estima que cerca de 23% das cargas importadas (230.000 volumes anuais) contêm madeira bruta. Hoje, todas estas cargas são direcionadas para a inspeção dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários. “Com essa medida, será possível deslocar ficais para outros atendimentos e, assim, agilizar ainda mais a liberação de cargas no aeroporto de Viracopos”, disse o chefe da VIGIAGRO de Viracopos, André Guaragna Marcondes.
Ele ressalta que a implantação do sistema não significa que os fiscais federais agropecuários não possam mais fiscalizar as cargas que passem pelo canal verde. “O auditor fical federal agropecuário, no desempenho de suas atividades, poderá a qualquer tempo executar a fiscalização das cargas importadas que contenham madeira bruta e auditar os processos e sistemas a fim de verificar o cumprimento da legislação vigente”, completou o chefe da VIGIAGRO de Viracopos.
A nova medida pode reduzir em 20% o volume de cargas com embalagens de madeira ou paletes que são fiscalizadas pelos auditores do VIGIAGRO em Viracopos.
Para o diretor Comercial de Viracopos, Jorge Lobarinhas, a criação do canal verde na inspeção de cargas com suportes de madeira mantém Viracopos na vanguarda do tratamento ao cliente. “Essa medida vai colaborar ainda mais para a redução dos tempos médios de tramitação de cargas no aeroporto, fazendo com que o Terminal de Cargas ganhe ainda mais em eficiência e agilidade”, disse.    
De acordo com Lobarinhas, este novo canal verde mostra o trabalho constante de Viracopos na busca de melhores práticas e de excelência nas operações logísticas.
Em média, 6% das embalagens e suportes de madeira fiscalizadas são condenadas por estarem em desacordo com a legislação. Desse total, 1,9% são condenadas por sinal de infestação.
A VIGIAGRO de Viracopos estabeleceu como critério de seleção para o Canal Verde as empresas que possuem em seu histórico um índice 50% abaixo da média, ou seja, de apenas 3% de embalagens e suportes condenados ao londo de suas operações no aeroporto.
A fiscalização das madeiras acontece nos aeroportos para o controle de entrada de pragas de madeira que ainda não existem no Brasil, tais como vírus, fungos, algas, líquens, entre outros que podem atacar, além das madeiras que compõem as embalagens, árvores vivas, constintuindo-se em ameaças para a diversidade florestal brasileira.


Leia também:









Receba as Últimas Notícias por e-mail, RSS,
Twitter ou Facebook


Entre aqui o seu endereço de e-mail:

___

Assine o RSS feed

Siga-nos no e

Dúvidas? Clique aqui




◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share



Eventos






Publicidade






Recently Added

Recently Commented