|

NOTIMP - Noticiário da Imprensa - 05/11/2016 / Maior avião do mundo vai pousar pela 1ª vez no Aeroporto de Viracopos

Imagem

Maior avião do mundo vai pousar pela 1ª vez no Aeroporto de Viracopos ...

Antonov An-225 Mriya tem 84 m de comprimento e pesa 175 toneladas. Com seis turbinas, ele é o único exemplar deste porte em atividade ...
Roberta Steganha  ...

O maior avião do mundo, o Antonov An-225 Mriya, vai pousar pela primeira vez no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), na segunda-feira (14). A aeronave mede 84 metros de comprimento, tem 88 metros de envergadura (distância entre a ponta das asas) e pesa 175 toneladas sem carga e combustível.

Com seis turbinas, o An-225 pode carregar até 250 toneladas no compartimento de cargas. Além disso, pode transportar itens na parte externa e superior da fuselagem. Ele é o único exemplar deste porte em atividade no mundo.

A concessionária Brasil Viracopos, que administra o aeroporto, informou que o avião, que vem do Chile, fará uma escala em Campinas para pegar uma peça que servirá de suporte para o transformador que ele carregará em Guarulhos (SP).

Depois, o cargueiro retornará novamente para Santiago, no Chile, com a encomenda. A concessionária destacou ainda que não será reservado espaço especial para o público acompanhar a chegada da aeronave.

Mesmo assim, grupos combinam nas redes sociais os melhores locais para observação do avião. Em um deles, mais de mil pessoas confirmaram que irão ver a aeronove de perto em Campinas.

O An-225 também atraiu os olhares este ano na cidade australiana de Perth, onde 20 mil pessoas pararam para acompanhar o pouso do cargueiro e o trânsito perto do aeroporto ficou congestionado.

Ônibus espacial
Segundo o professor do departamento de engenharia aeronáutica da Universidade de São Paulo (USP), James Waterhouse, o avião tem um porte monumental porque foi projetado para transportar o Buran, que era o ônibus espacial soviético.

"Baseado no Antonov 124, que era um avião enorme, fabricado em série, eles desenvolveram uma versão maior ainda. Aumentaram as asas, fuselagem, colocaram uma cauda especial e colocaram o Buran em cima [...] Eles utilizaram seis motores e aí ficou um avião simplesmente descomunal", explica.

O Antonov An-225 fez seu primeiro voo em 1988, mas os planos de construir outras unidades foram cancelados com o fim da União Soviética e o colapso do programa espacial Buran. "Com o colapso, esse avião ficou parado e depois, eles fizeram manutenção e começaram a utilizar para carga, porque existe uma demanda por um avião de carga no mundo que possa levar coisas extremamente grandes e pesadas e que nenhum outro conseguiria levar", destaca o professor.

Waterhouse afirma ainda que aparições dele no Brasil não são comuns. "Esse avião tem uma colocação única no mundo. Ele tem uma agenda lotada, com vários meses ou até anos de antecedência para fazer esse tipo de serviço. De vez em quando, em raras vezes, ele aparece no Brasil trazendo uma carga ou outra como o que vai acontecer", explica.

A primeira vez que ele veio ao país foi em 2010 para trazer equipamentos para a Petrobras. A aterrisagem ocorreu em Guarulhos.

Novo avião
Segundo o professor, recentemente, foi anunciado pelo fabricante que um segundo avião desse porte seria finalizado. A aeronave estava parada desde o fim da União Soviética.

"Tinha um segundo avião desse, que começou a ser feito na época da União Soviética e nunca foi finalizado. Agora, eles anunciaram que vão acabar o avião, porque eles precisam, esse avião já tá ficando muito velho, é dos anos 80 e não existe substituto no mundo", conclui.



Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.




JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO


Temer reúne ministros para cobrar resultados e buscar marcas de governo


Gustavo Uribe De Brasília

Em busca de uma marca administrativa para seu governo, o presidente Michel Temer irá promover na segunda-feira (7) reunião ministerial para cobrar resultados de programas federais e para estabelecer prioridades para o ano que vem.
O encontro será a segunda reunião ministerial desde que o peemedebista assumiu definitivamente o Palácio do Planalto, em agosto, e terá como objetivo afinar o discurso para o que o governo federal considera a principal batalha que será enfrentada no ano que vem: a da aprovação da reforma previdenciária.
O presidente pretende enviar a proposta ainda neste ano, após a eventual aprovação da proposta do teto de gastos públicos no Senado Federal.
O entorno do peemedebista já reconhece, contudo, que há possibilidade de derrota e que dificilmente o texto será mantido na íntegra pelo Congresso Nacional.
Nas palavras de um assessor presidencial, o "desgaste será grande", mas o essencial é aprovar uma reforma previdenciária "que seja possível".
Na reunião ministerial, o peemedebista pedirá aos ministros empenho junto às bancadas federais para a apreciação da reforma previdenciária e ressaltará a necessidade das pastas criarem políticas públicas para geração de emprego.
A intenção do peemedebista é transformar o tema em sua principal marca de governo. Ele, inclusive, adotou slogans sobre o assunto para reforçar a ideia: "O primeiro direito social é o emprego" e "Não fale em crise, trabalhe".
O presidente também pedirá à equipe ministerial que adeque os gastos das pastas ao teto de gastos estabelecido pelo governo federal e defenderá novamente um enxugamento da máquina pública.
Com esse objetivo, o peemedebista pretende, inclusive, fazer uma nova reforma ministerial no início do ano que vem, que inclua a redução de pastas.
O Palácio do Planalto estuda, entre outras alternativas, fundir Esportes com Turismo e Planejamento com Desenvolvimento, Indústria e Comércio.

JORNAL CORREIO BRAZILIENSE


Reforma só depois da PEC


Já nas mãos do presidente da República, Michel Temer, a reforma da Previdência será enviada ao Congresso Nacional até 13 de dezembro. A garantia foi feita ontem pelo ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, em almoço com empresários, em Porto Alegre. O teor do documento, no entanto, deve ser divulgado ao público antes da data limite.
Da mesma forma que fez para emplacar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 55 (ex-241), conhecida como PEC do Teto, o governo prepara uma grande campanha publicitária para tratar do tema. O cuidado é importante por se tratar de assunto igualmente impopular. Fontes palacianas afirmam que a reforma vai atingir as aposentadorias de praticamente todos os trabalhadores, de rurais a servidores públicos, exceto a dos militares. Para eles, será feita, depois, uma proposta específica.
O prazo estabelecido por Padilha coincide com o dia marcado para votação da PEC do Teto em segundo turno no Senado Federal. Para especialistas e centrais sindicais, a data não foi escolhida por acaso. Antes do pronunciamento do ministro, já era consenso que a reforma não seria enviada ao Congresso, pelo menos, até o resultado do primeiro turno, marcado para 29 de novembro.
A preocupação do presidente é que, se colocada em pauta agora, ela atrapalhe a aprovação da PEC, “que já está praticamente garantida”, avalia o advogado Fábio Zambitte Ibrahim, doutor em direito público pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Em meio às atuais manifestações contrárias à limitação de despesas, ele acredita que a proposta seria ainda mais mal recebida pela sociedade se divulgada agora. “Certamente vai ter manifestação contra, e as reações poderiam se estender à PEC. Na política, o ótimo é inimigo do bom”, afirma.
Por outro lado, o mercado financeiro, que conta com a reforma, fica apreensivo por ela ainda não ter chegado ao Congresso. Para acalmar os ânimos, o governo tem sinalizado que isso ocorrerá em breve, embora evite comentar o conteúdo da proposta. Segundo Padilha, o presidente está apenas “avaliando a versão final”.
Diálogo
O ministro garantiu também que, antes de enviar a reforma ao Congresso, o presidente se reunirá com as centrais sindicais, confederações e lideranças da base aliada na Câmara e no Senado. Apesar da promessa, ele ainda não entrou em contato com os sindicalistas. “No momento, o diálogo inexiste”, afirma o presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah. Desde maio, quando Temer assumiu a Presidência de forma interina, já foram marcadas pelo menos três reuniões — todas canceladas sem explicação plausível, afirma Patah.
“Achamos que a proposta será enviada no fim do ano ou, talvez, só em 2017. O que será até melhor, porque dá mais tempo para conversar com os trabalhadores sobre o assunto”, afirma o secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves.
Entre os pontos que os trabalhadores acreditam que estarão na proposta, estão a idade mínima e a equiparação do tempo de serviço de mulheres e homens, hoje com cinco anos de diferença. “É um tema muito complexo. Imagino que qualquer mudança deva ocorrer a partir dos próximos contratos de trabalho”, ponderou Patah.
Nesse sentido, Padilha, garantiu que nenhum direito adquirido será retirado pela reforma da Previdência. “As modificações serão de agora para frente”, declarou.

PORTAL G-1


Maior avião do mundo vai pousar pela 1ª vez no Aeroporto de Viracopos

Antonov An-225 Mriya tem 84 m de comprimento e pesa 175 toneladas. Com seis turbinas, ele é o único exemplar deste porte em atividade.

Roberta Steganha Do G1 Campinas E Região

ImagemO maior avião do mundo, o Antonov An-225 Mriya, vai pousar pela primeira vez no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), na segunda-feira (14). A aeronave mede 84 metros de comprimento, tem 88 metros de envergadura (distância entre a ponta das asas) e pesa 175 toneladas sem carga e combustível.
Com seis turbinas, o An-225 pode carregar até 250 toneladas no compartimento de cargas. Além disso, pode transportar itens na parte externa e superior da fuselagem. Ele é o único exemplar deste porte em atividade no mundo.
 A concessionária Brasil Viracopos, que administra o aeroporto, informou que o avião, que vem do Chile, fará uma escala em Campinas para pegar uma peça que servirá de suporte para o transformador que ele carregará em Guarulhos (SP).
Depois, o cargueiro retornará novamente para Santiago, no Chile, com a encomenda. A concessionária destacou ainda que não será reservado espaço especial para o público acompanhar a chegada da aeronave.
Mesmo assim, grupos combinam nas redes sociais os melhores locais para observação do avião. Em um deles, mais de mil pessoas confirmaram que irão ver a aeronove de perto em Campinas.
O An-225 também atraiu os olhares este ano na cidade australiana de Perth, onde 20 mil pessoas pararam para acompanhar o pouso do cargueiro e o trânsito perto do aeroporto ficou congestionado.
Ônibus espacial
Segundo o professor do departamento de engenharia aeronáutica da Universidade de São Paulo (USP), James Waterhouse, o avião tem um porte monumental porque foi projetado para transportar o Buran, que era o ônibus espacial soviético.
"Baseado no Antonov 124, que era um avião enorme, fabricado em série, eles desenvolveram uma versão maior ainda. Aumentaram as asas, fuselagem, colocaram uma cauda especial e colocaram o Buran em cima [...] Eles utilizaram seis motores e aí ficou um avião simplesmente descomunal", explica.
O Antonov An-225 fez seu primeiro voo em 1988, mas os planos de construir outras unidades foram cancelados com o fim da União Soviética e o colapso do programa espacial Buran. "Com o colapso, esse avião ficou parado e depois, eles fizeram manutenção e começaram a utilizar para carga, porque existe uma demanda por um avião de carga no mundo que possa levar coisas extremamente grandes e pesadas e que nenhum outro conseguiria levar", destaca o professor.
Waterhouse afirma ainda que aparições dele no Brasil não são comuns. "Esse avião tem uma colocação única no mundo. Ele tem uma agenda lotada, com vários meses ou até anos de antecedência para fazer esse tipo de serviço. De vez em quando, em raras vezes, ele aparece no Brasil trazendo uma carga ou outra como o que vai acontecer", explica.
A primeira vez que ele veio ao país foi em 2010 para trazer equipamentos para a Petrobras. A aterrisagem ocorreu em Guarulhos.
Novo avião
Segundo o professor, recentemente, foi anunciado pelo fabricante que um segundo avião desse porte seria finalizado. A aeronave estava parada desde o fim da União Soviética.
"Tinha um segundo avião desse, que começou a ser feito na época da União Soviética e nunca foi finalizado. Agora, eles anunciaram que vão acabar o avião, porque eles precisam, esse avião já tá ficando muito velho, é dos anos 80 e não existe substituto no mundo", conclui.

Brasil quer evitar infiltração de crime organizado do Paraguai, diz ministro

Moraes diz que ação da PF integra plano de maior segurança nas fronteiras. Governo vê com tranquilidade decisão do STF sobre réus no poder, afirma.

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, afirmou nesta sexta-feira (4) em São Paulo que as operações realizadas pela Polícia Federal nas fronteiras durante o dia, cumprindo mais de 25 mandados de prisões, já integram um pacote de ações para um plano nacional de segurança pública que o governo federal pretende lançar, que tem como um dos pilares o incremento da vigilância das fronteiras.
As operações foram para desmantelar uma quadrilha que agia no tráfico internacional de entorpecentes, distribuindo drogas produzidas no Paraguai para os estados de Goiás, Pará, Distrito Federal e Mato Grosso do Sul. Policiais paraguaios também participam da ação. A suspeita é que o grupo tenha movimentado R$ 1 bilhão. Segundo Moraes, várias armas foram apreendidas.
"O crime organizado do Brasil vem tendo muitos contatos com a criminalidade do Paraguai, é uma das nossas grandes preocupações. Por isso a intensificação das operações, para evitar exatamente esta infiltração brasileira no Paraguai e paraguaia no Brasil", disse Moraes.
"E, por isso, precisamos tomar conta das fronteiras", salientou ele.
Moraes esteve na capital paulista para uma solenidade da Procuradoria-Geral da cidade de São Paulo e se reuniu por mais de uma hora com o prefeito, Fernando Haddad, para o que chamou de "visita de cortesia".
O ministro detalhou uma agenda de reuniões para discutir novas propostas para a implementação do Plano Nacional de Segurança Pública, entre elas uma reunião com os ministros da Defesa, de Relações Exteriores e áreas de inteligência dos países que integram o Mercosul e fazem fronteira com o Brasil.
"Agora dia 16 de novembro haverá uma grande reunião com os ministros da Defesa, das Relações Exteriores, o Serra, e o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) do Brasil com os mesmos ministros de Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile e Bolívia, para que possamos tratar questões comuns, assinar novos tratados e avaliar mecanismos de cooperação para facilitar o combate ao narcotráfico, ao tráfico de armas, pessoas e contrabando", afirmou.
Na agenda das próximas ações do ministério da Justiça está previsto para o lançamento de um edital, na próxima semana, para o início da seleção de 7 mil homens que comporão uma Força Nacional permanente, com policiais militares da reserva dos estados.
"Pela primeira vez no país vamos ter um corpo grande de policiais permanente para a Força Nacional, e não vamos mais pegar emprestado dos estados", afirmou Moraes.
Ele também fará, na próxima semana, reuniões com todos os secretários de segurança pública e secretários da Justiça e Assuntos Penitenciários para discutir medidas que serão implementadas no plano nacional de segurança. Um dos temas é a padronização de dados que serão enviados automaticamente pelos estados para a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) e o Departamento Penitenciário Federal (Depen).
"Isso é um dos grandes problemas que percebemos, a falta de dados no caso da segurança pública e do Depen. Sempre com um ano e meio ou dois de atasos. Já liberamos dinheiro para acelerar a implantação do sistema geral de informações", disse.
Moraes afirmou ainda que o governo aguarda "com tranquilidade" a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de que pessoas que sejam réus de uma ação penal estão impedidas de assumir a presidência da Câmara, do Senado e do próprio STF. Na quinta-feira, a maioria dos ministros votou a favor do impedimento. O julgamento, no entanto, foi interrompido com um pedido de vista do ministro Dias Toffoli, que disse precisar de mais tempo para analisar o tema.
"Eu, como ministro, e nós, do Poder Executivo, temos o mesmo posicionamento. Decisão do STF não se contesta, se cumpre, mas ainda não terminou o julgamento, deve voltar da vista do Toffoli, mas o governo aguarda com tranquilidade porque é uma questão judicial, de interpretação constitucional, cuja competência é exclusiva do STF", salientou.

JORNAL O POVO (CE)


Montenegro, Waldonys & Antônio...voar, subir, viver!


Mauro Oliveira

Dos mil livros disponíveis na Barca, a primeira livraria de Aracati, um dos meus preferidos é Montenegro, a biografia de um “cabra da peste”nascido nas cercanias de Fortaleza, em 1904.
Na década de 40, ganhava corpo no Brasil a ideia de uma indústria aeronáutica. Era um sonho que fascinava Casimiro Montenegro. Ele cutucava seus alunos: “Um dia vocês farão a indústria aeronáutica no Brasil”. O marechal-do-ar Montenegro cria, então, o Instituto Tecnológico da Aviação (ITA) e, mais tarde, o Centro Técnico de Aeronáutica (CTA), embrião da Embraer.
A energia Montenegro esteve conosco no último dia 2, num estrelado encontro com empresários, professores e alunos na Barca. Discutiu-se uma ideia que o Garcia, um amigo diagnosticado com FHC (Felicidade Holística Compulsiva), chamaria de David: Digital Aracati Valley Integrated Development. O Aracati Digital será uma fábrica de software no estilo Porto Digital, que já é responsável por 20% do PIB pernambucano em 2020. É “vibe” demais num país cuja economia é fragilmente baseada em commodities (laranja, soja, etc.): vender “inteligência”. O desafio do Aracati Digital será a geração de renda de profissionais egressos do IFCE e da FVJ, parceiros neste empreendimento.
Mas Casimiro não entrou nesta história do Aracati Digital como Pilatos no evangelho analógico. O David será estratégico para uma ideia que está fervilhando no Instituto Vale do Jaguaribe: a criação de um polo de aviação que o my friend Garcia chamaria de Acerto: Aerospace Center of East Region Towards Oneness. O Acerto oferecerá formação em manutenção/operação de aviões, paraquedismo, pilotagem de artefatos móveis profissionais (ultraleves, monomotores, helicópteros, etc.) e de laser (parapentes, aeromodelos, drones, etc.), além de um parque temático com simuladores de aviação, tipo Disney.
Waldonys, sonho de Ícaro, já entrou no Acerto e vai ensinar as acrobacias que faz ao chegar em seus “forrós de verdade”. Mas todo este “voo rasante” tem um comandante que reúne a raça e paixão de Casimiro, a coragem e carisma de Waldonys. Ele é o recém-chegado Antônio Antero em cujas artérias corre a energia contagiante do tio, o visionário e radicalmente humano Demócrito Dummar: “Voar, voar, subir, subir, ir por onde for, descer até o céu cair,... viver, viver”!

Funcap assina convênio com Portugal

A parceria prevê a inclusão do Ceará em uma plataforma destinada a pesquisas no Oceano Atlântico

Anderson Cid

A Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) assinou, ontem, convênio com a Fundação para a Ciência e a Tecnologia de Portugal (FCT), parceria que resultará em desenvolvimento de projetos ligados à área de tecnologia. Os meios de financiamento estão em estudo.
O acordo prevê a inclusão do Ceará em uma plataforma internacional do governo português no arquipélago dos Açores, no Oceano Atlântico, destinada a pesquisa e desenvolvimento científico. Farão parte países banhados pelo Atlântico, como Cabo Verde.
Presidente da Funcap, Tarcísio Pequeno diz que a primeira ação será a movimentação de pesquisadores e estudantes de pós-graduação entre Portugal e Ceará. Projetos mais específicos serão ser elaborados à medida em que editais forem publicados.
O professor Paulo Ferrão, presidente da FCT, explica que o projeto prevê iniciativas em campos de pesquisa nos temas de mudanças climáticas, energias, oceano e espaço e atmosfera.
Vladimir Spinelli, diretor do Centro de Estudos Sociais Aplicados da Uece (Sesa), explica que não é possível prever a quantidade de tempo que deverá levar para que projetos específicos sejam desenvolvidos e que isso gere retorno à população.
Entre as instituições que deverão participar estão a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a Universidade Estadual do Ceará (Uece), a Universidade Federal do Ceará (UFC) e o Instituto Superior Técnico de Lisboa (IST). A parceria prevê a criação de um campus avançado de capacitação tecnológica da UFC, Uece, IST e do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).
Tarcísio conta que um dos temas que devem receber atenção especial no projeto é o de cidade inteligente, parcialmente aplicado em Fortaleza, com processamento de grandes quantidades de informação (big data). A ideia já é utilizada no serviço de monitoramento dos veículos de transporte público e nos semáforos em Fortaleza.
O titular da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado do Ceará (Secitece), Inácio Arruda, salientou que é necessário que o Estado saiba encarar a tecnologia não só como mercadoria, mas também como oportunidade de desenvolvimento.

PORTAL BRASIL


Governo estreita acordos de defesa com o Líbano

Ministro Raul Jungmann esteve no país para discutir estratégias no âmbito das escolas militares

O ministro Raul Jungmann esteve nesta semana em visita oficial na capital do Líbano, Beirute. Ele se reuniu com o ministro da Defesa libanês, Samir Moqbel, para estreitar as relações de segurança entre os dois países no âmbito das escolas militares. 
Na quarta-feira (2), o ministro Jungmann participou da cerimônia em comemoração aos cinco anos da participação da Marinha do Brasil na Força-Tarefa Marítima UNIFIL. “Há cinco anos o Brasil assumiu o comando da primeira Força-Tarefa Marítima a integrar uma operação de paz na história das Nações Unidas. É uma enorme satisfação estar aqui, a bordo da Fragata Liberal, para celebrar esse lustro”, disse em discurso.
Criada há dez anos com a missão de patrulhar a costa libanesa, a Força-Tarefa Marítima evita a entrada ilegal de armas no país e contribuir para o adestramento da Marinha do Líbano. Segundo Jungmann, "a Força-Tarefa Marítima soma esforços com os demais componentes militares e civis da Força Interina das Nações Unidas no Líbano, a UNIFIL, em prol da manutenção da estabilidade na região", acrescentou.
Segundo o ministro, em 2011, “após os primeiros cinco anos de operação da Força-Tarefa, elevamos o nível de nossa contribuição para o esforço de paz da ONU e de nossa responsabilidade perante a comunidade internacional ao assumir o comando desse importante e inédito esforço”.
Nestes cinco anos, seis almirantes brasileiros exerceram o cargo de Comandante da Força e vários de navios brasileiros já atuaram como seu capitânia, alguns por até três missões intercaladas, como é o caso da Fragata Liberal.

OUTRAS MÍDIAS


JORNAL O NORTÃO


Força Aérea Brasileira - FAB (Aeronáutica) divulga processos seletivos

Os profissionais voluntários prestarão serviço militar temporário durante o ano de 2017. Há 46 vagas para Magistério do Ensino Médio e Superior
A Força Aérea Brasileira (FAB) está realizando novos processos seletivos para recomposição do Quadro de Oficiais da Reserva de 2ª Classe Convocados (QOCon). São 450 vagas de nível superior distribuídas para as especialidades de Magistério e outras especialidades.
Os profissionais voluntários prestarão serviço militar temporário durante o ano de 2017. Há 46 vagas para Magistério do Ensino Médio e Superior se dividem nas seguintes áreas: Artes Plásticas, Biologia, Educação Física, Filosofia, Física, História, Língua Espanhola, Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Sociologia, Administração, Economia, Geografia/ Relações Internacionais, Matemática e Sistemas de Informação. Essas vagas são para as cidades de Pirassununga e Guaratinguetá (SP), Barbacena (MG), Rio de Janeiro (RJ), São Luis ou Alcântara (MA), Belém (PA), Belo Horizonte, Lagoa Santa ou Confins (MG).
Também são ofertadas 404 vagas, distribuídas para as seguintes áreas: Administração, Análise de Projetos (administração, engenharia civil), Arquitetura, Arquivologia, Análise de Sistemas, Biologia, Biblioteconomia, Ciências Atuariais, Ciências Contábeis, Economia, Educação Física, Enfermagem, Engenheiro Agrimensor, Engenharia Civil, Engenharia da Computação, Engenharia Elétrica, Engenharia Eletrônica, Engenharia Mecânica, Engenharia Metalúrgica, Engenharia Química, Engenharia de Segurança do Trabalho, Engenharia de Telecomunicações, Estatística, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Jornalismo, Museologia, Nutrição, Pedagogia, Psicologia, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas, Serviço Social, Serviços Jurídicos, e Terapia Ocupacional.
Dentre as condições para participar dos processos seletivos, destaca-se o candidato ser brasileiro nato; ser voluntário; ter menos de 45 anos de idade; e possuir, menos de sete anos de efetivo serviço prestado a qualquer uma das Forças Armadas, contínuos ou não, contabilizada qualquer espécie de Serviço Militar. Ressalte-se que é importante verificar os documentos obrigatórios para a inscrição, bem como os necessários para a Avaliação Curricular, que terá no máximo cem pontos.
Para participar do processo seletivo serão obrigatórios o preenchimento e a assinatura do Requerimento de Inscrição e Termo de Compromisso, em que nos quais deverão ser encadernados juntamente com os documentos necessários (solicitados na portaria) à avaliação curricular. A entrega desses documentos deve ser feita até o dia 18 de novembro de 2016, nas organizações militares listadas em cada Comando Aéreo Regional (COMAR). Todas as informações estão disponíveis no endereço eletrônico http://www.qocon2017.aer.mil.br.
As seleções serão constituídas das seguintes etapas: inscrição; avaliação curricular; concentração inicial; inspeção de saúde inicial (INSPSAU); concentração final; e habilitação à incorporação. Para profissionais do Magistério, além das etapas citadas haverá ainda avaliação didática.
Editais e outras informações devem ser conferidas atentamente na página oficial da FAB: https://goo.gl/LmDkWH
Fonte: concursosnobrasil.com.br

JORNAL O SÃO GONÇALO (RJ)


Sonho interrompido por acidente

Samuel Castro
O corpo da atriz cabofriense Aline Barreto Pais, de 24 anos, que morreu por causa da explosão em uma galeria subterrânea na Lapa, no Rio, foi sepultado na manhã de ontem, no Cemitério Santa Izabel, em Cabo Frio. Aline é do bairro Guarani, e estava morando no Rio há aproximadamente seis anos tentando prosperar na profissão que abraçou. Segundo a família, ela estava trabalhando nos bastidores de uma peça, era formada em filosofia e havia acabado de ser aprovada no mestrado em Sociologia.
O acidente
A explosão da galeria subterrânea que fez o tampão de um bueiro ser lançado para o alto, aconteceu na esquina da Rua do Senado com a Avenida Gomes Freire, na Lapa, na noite de 24 de setembro.
Aline havia saído da comemoração do aniversário de um amigo quando foi atingida pelas chamas. Ela teve 50% do corpo queimado e foi uma entre as oito vítimas. Dos outros feridos, cinco já foram liberados e dois permanecem internados.
Aline ficou mais de um mês internada no Hospital da Força Aérea do Galeão. A morte foi confirmada pela assessoria da Força Aérea Brasileira (FAB) na noite da última terça-feira. A Polícia Civil indiciou três funcionários da Light, que vão responder por explosão, homicídio culposo e sete lesões culposas, quando não há intenção de matar. A Light disse que está colaborando com a polícia, mas que não foi informada sobre o indiciamento dos funcionários. A empresa lamentou a morte de Aline e disse que está prestando assistência à família dela e das outras vítimas.



Leia também:









Receba as Últimas Notícias por e-mail, RSS,
Twitter ou Facebook


Entre aqui o seu endereço de e-mail:

___

Assine o RSS feed

Siga-nos no e

Dúvidas? Clique aqui




◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share



Eventos






Publicidade






Recently Added

Recently Commented