|

NOTIMP - Noticiário da Imprensa - 24/10/2016 / Edição da Folha deste domingo teve anúncio da Embraer, de tamanho recorde

Imagem

Edição da Folha deste domingo teve anúncio da Embraer, de tamanho recorde ...

A edição deste domingo (23) da Folha trouxe o maior anúncio já veiculado nos 95 anos de história de jornal. Com tamanho equivalente a 20 páginas standard, ação publicitária da Embraer faz uma homenagem ao Dia do Aviador, celebrado neste domingo, e promove o seu cargueiro militar KC-390.

De acordo com Saulo Passos, diretor de Comunicação e Marketing da Embraer, a temática do anúncio é reconhecer grandes feitos da aviação: por um lado, Santos Dumont e o primeiro voo do 14 Bis, ocorrido há 110 anos; por outro, o maior avião já produzido no país, o KC-390, dando continuidade à tradição aeronáutica brasileira.

"A maneira mais natural de celebrar esses feitos é por meio do jornal de maior circulação do país", diz Passos.

O anúncio, criado pela agência Africa, tem 1,12 metro de altura por 1,56 metro de largura. "É o maior anúncio na Folha e também, pelo que temos notícia, o maior anúncio do mundo", diz Marcelo Benez, diretor-executivo comercial do jornal.

Benez explica ainda que o material foi encartado estrategicamente em parte da circulação do jornal deste domingo.

O diretor-executivo comercial da Folha destaca o impacto causado pelo anúncio, pelo seu gigantismo.

"À medida que ele vai sendo desdobrado, a mensagem vai sendo transmitida", diz. "Essa ação reforça o pioneirismo da Folha no mercado publicitário, que ocorre tanto no meio impresso quanto no digital", afirma.



Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.




PORTAL G-1


Ultraleve faz pouso forçado em área de mata no município de Benevides

Havia apenas um ocupante na aeronave que sofreu leves escoriações. A vítima precisou fazer um pouso forçado em um assentamento da cidade

Do G1 Pa

ImagemO Corpo de Bombeiros Militar do Pará confirmou a ocorrência da queda de um ultraleve, no município de Benevides, região metropolitana de Belém, na manhã deste domingo (23). A equipe foi acionada por volta das 9h, havia apenas um ocupante na aeronave que sofreu leves escoriações.
A vítima foi identificada como Coronel Sereno da Reserva da Aeronáutica. Ele precisou fazer um pouso forçado no assentamento chamado Touro Brabo, na localidade de Murinim, em Benevides. Ele foi atendido pela viatura de resgate dos Bombeiros e passa bem.

Avião de carga que fez pouso forçado é retirado da pista do aeroporto

Aeronave foi levada para o pátio militar do Aeroporto Internacional do Recife. Trabalho de remoção contou com 150 pessoas, um guindaste e uma carreta.

Do G1 Pe

ImagemO acidente com o avião de carga da Sterna Linhas Aéreas, que fez um pouso forçado e, desde às 6h30 da sexta-feira (21), ficou com o bico para baixo na pista do Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre, no bairro da Imbiribeira, Zona Sul da capital pernambucana, teve um desfecho na tarde do sábado (22). Por volta das 14h, o trabalho de remoção da aeronave foi concluído pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), responsável pela administração do terminal aeroviário.
A ação de retirada do avião contou com a participação de 150 pessoas. Com a utilização de um guindaste e de uma carreta, o A300 de 165 toneladas foi deslocado para o pátio militar do aeroporto. Durante a operação, foram retiradas 20 toneladas de carga e de 11 mil litros de combustível.
"Esses procedimentos foram necessários para aumentar a segurança da operação, além de deixar a aeronave mais leve, facilitando o trabalho. Outro desafio enfrentado pelas equipes foi o de destravar as rodas do trem de pouso, que chegaram a dificultar o deslocamento da aeronave", informou a Infraero em nota.
Ainda de acordo com a Infraero, "os pousos e decolagens ocorreram normalmente, com 96% da movimentação média sendo atendida mesmo com as restrições, o que destacou a capacidade das equipes em garantir o funcionamento do aeroporto, reduzindo os impactos".

O acidente
O avião, que é uma aeronave de carga postal, partiu de Guarulhos, em São Paulo, e estava com três tripulantes a bordo, mas ninguém ficou ferido. A Infraero esclareceu que o pouso do avião não foi forçado. A aeronave chegou ao terminal no horário previsto, mas, em vez de descer na pista central, colidiu na pista de taxeamento, onde os aviões fazem as manobras para estacionar.
Logo após o acidente, o Corpo de Bombeiros entrou em ação no aeroporto. Os militares fizeram manobras de combate a incêndio na aeronave, de 60 toneladas. De acordo com a corporação, no momento da aterrissagem, as engrenagens do trem de pouso travaram, deixando de responder aos comandos do piloto. Foram mobilizadas três viaturas, com 11 militares. Foi lançada uma camada de íquido gerador de espuma na pista e sobre toda aeronave.
Por conta do acidente, todas as operações de pousos e decolagens foram suspensas no terminal aeroviário do Recife, das 6h51 às 8h55 da sexta. O ocorrido provocou alterações em 13 voos: oito foram redistribuídos para outros aeroportos próximos e cinco partidas, da companhia Azul Linhas Aéreas, acabaram sendo canceladas. Em nota, a companhia informou que prestou assistência aos passageiros dos voos cancelados e que os clientes foram reacomodados em outros voos.
Sobre as causas do acidente, a Infraero informou que vai aguardar o resultado da perícia realizada pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) para se pronunciar. Já a Sterna Linhas Aéreas Ltda, empresa responsável pelo avião acidentado, informou, por meio de nota, que está estudando as causas do problema. "Assim que efetuarmos levantamentos preliminares, emitiremos outra nota com mais detalhes", traz o texto.

JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO


Edição da Folha deste domingo tem anúncio de tamanho recorde


A edição deste domingo (23) da Folha trouxe o maior anúncio já veiculado nos 95 anos de história de jornal. Com tamanho equivalente a 20 páginas standard, ação publicitária da Embraer faz uma homenagem ao Dia do Aviador, celebrado neste domingo, e promove o seu cargueiro militar KC-390.
ImagemDe acordo com Saulo Passos, diretor de Comunicação e Marketing da Embraer, a temática do anúncio é reconhecer grandes feitos da aviação: por um lado, Santos Dumont e o primeiro voo do 14 Bis, ocorrido há 110 anos; por outro, o maior avião já produzido no país, o KC-390, dando continuidade à tradição aeronáutica brasileira.
"A maneira mais natural de celebrar esses feitos é por meio do jornal de maior circulação do país", diz Passos.
O anúncio, criado pela agência Africa, tem 1,12 metro de altura por 1,56 metro de largura. "É o maior anúncio na Folha e também, pelo que temos notícia, o maior anúncio do mundo", diz Marcelo Benez, diretor-executivo comercial do jornal.
Benez explica ainda que o material foi encartado estrategicamente em parte da circulação do jornal deste domingo. Outra parte será utilizada pela Embraer.
O diretor-executivo comercial da Folha destaca o impacto causado pelo anúncio, pelo seu gigantismo.
"À medida que ele vai sendo desdobrado, a mensagem vai sendo transmitida", diz. "Essa ação reforça o pioneirismo da Folha no mercado publicitário, que ocorre tanto no meio impresso quanto no digital", afirma.

REVISTA VEJA BRASÍLIA


O HOMEM QUE VOAVA


Felipe Vilicic

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
.
PORTAL BRASIL


Pilotos da FAB participam das comemorações do Dia do Aviador

Base Aérea de Brasília recebeu apresentação teatral que uniu o passado e o presente da aviação nacional

Na última sexta-feira (21), a Força Aérea Brasileira realizou cerimônia na Base Aérea de Brasília em comemoração ao Dia do Aviador (23 de outubro). A apresentação teatral, que uniu o passado e o presente da aviação, contou com a participação de pilotos da instituição.
Ao coronel Francisco Garonce, coube uma tarefa importante: representar o patrono da aviação brasileira, Santos Dumont. "Foi um momento muito especial, porque nós pudemos resgatar a história e apresentar uma perspectiva de futuro [para a aviação]", disse Garonce.
A apresentação em Brasília ainda contou com a participação do piloto Ramon Fórneas. Militar da Força Aérea Brasileira (FAB) há 17 anos, ele teve o privilégio e a responsabilidade de ser o primeiro brasileiro a receber treinamento e a pilotar o novo caça Gripen, comprado de uma empresa sueca.
Para o piloto da FAB, ser aviador “é gratificante”, mas o 23 de outubro representa muito mais. Segundo ele, esse é o momento de homenagear civis, militares e instituições “que contribuem para o desenvolvimento da Força Aérea, para o desenvolvimento da defesa aérea do País”, e de lembrar o “feito de Santos Dumont.”
O curso para pilotar o novo caça Gripen, na Suécia, começou em dezembro de 2014 e durou quase seis meses. Primeiro, a parte teórica e, em seguida, a simulação de combates, pilotando um modelo do novo caça. “O nosso treinamento constituiu, basicamente, combates aéreos, a curtas distâncias, a distâncias maiores, 70, 80 quilômetros. E, ao final, nós fomos capacitados, homologados pilotos de defesa aérea na aeronave Gripen.”
Fórneas está na Aeronáutica desde 1999. Passou quatro anos na Academia da Força Aérea em Pirassununga (SP) e foi selecionado para ser piloto da aviação de caça. Atualmente, comanda uma aeronave F-5, que faz a defesa do espaço aéreo brasileiro. Esse mesmo modelo foi usado na defesa da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016. Hoje, o capitão-aviador serve na Base Aérea de Anápolis, em Goiás, onde ficarão os primeiros dos 36 caças Gripen que chegarem ao País, a partir de 2019.

JORNAL CORREIO BRAZILIENSE


Perdidos na selva


No novo reality show do canal Discovery, Desafio celebridades, personalidades enfrentam os desafios da vida selvagem. Com estreia marcada para hoje, às 21h30, a atração apresenta convidados que precisam sobreviver a dois dias na floresta, passando por cavernas e rios, procurando abrigo e caçando a própria comida.
Eles também precisam equipar o próprio kit de sobrevivência antes da viagem, colocando os instrumentos que consideram essenciais para o desafio. Precisando de algo a mais durante a aventura, os instrutores ensinam como improvisar em situações precárias, como por exemplo, transformar um travesseiro inflável em cantil.
Na estreia, o ator e comediante Fábio Porchat visitará a Serra do espinhaço, ao norte de Minas Gerais, acompanhado do instrutor, o coronel Leite. Juntos, eles passam por aventuras que incluem fazer rapel, criar armadilhas para animais e passar por pequenos espaços dentro de uma caverna.
No segundo, a dupla é formada pelo vocalista da banda NXZero, Di Ferrero e pela médica especialista em sobrevivência, Karina Oliani. Eles estarão no Superagui, litoral norte do Paraná, onde passarão por trilhas perigosas, navegar em uma canoa em um trecho fluvial complicado e capturar caranguejos para o jantar.
ImagemA modelo Isabeli Fontana, o skatista Bob Burnquist e o músico Iggor Cavalera são alguns dos participantes dos 10 episódios desta temporada, que se passará em diversas localidades do Brasil, como o Delta do Paraíba, no Maranhão, e a Serra da capivara, no Piauí.
Serviço
Desafio celebridades
Discovery. Hoje, às 21h30
. Não recomendado para menores de 14 anos.
Os instrutores
Coronel Leite é especialista em resgates de alto risco e consultor internacional de sobrevivência, além de mestre em salvamento e resgate aéreo. Ele comandou as operações para o resgate das vítimas do acidente com o Boeing 737 da Gol, em 2006.
A paulistana Karina Oliani é médica, bicampeã brasileira de Wakeboard, e recordista em mergulho livre. Especialista em medicina de emergência, é fundadora da entidade Medicina da aventura, que busca fortalecer este conceito médico no país.

REVISTA ÉPOCA


DESAFIO CELEBRIDADES - DISCOVERY BRASIL


Imagem
OUTRAS MÍDIAS


PODER AÉREO.JOR


Caças da Marinha e da FAB realizam voo de reabastecimento


No dia 18 de outubro, em Anápolis (GO), o Primeiro Esquadrão de Aviões de Interceptação e Ataque da Marinha do Brasil (MB), o Primeiro Grupo de Caça e o Primeiro Grupo de Defesa Aérea, ambos da Força Aérea Brasileira (FAB), realizaram uma operação de Reabastecimento em Voo (REVO) entre aeronaves de caça.
No treinamento, o objetivo era que as aeronaves AF-1 da MB provessem um apoio aéreo aplicável à tarefa de sustentação ao combate, transferindo combustível para as aeronaves de uma esquadrilha de caças F-5M da FAB e, por conseguinte, ampliando a autonomia/alcance das aeronaves recebedoras.
O fato, inédito no Brasil, se deu graças à capacidade de a MB atuar com aeronaves de caça como reabastecedoras, através do POD de reabastecimento Buddy Store (sistema que permite a passagem de combustível de uma aeronave para outra). Conectado à estação central das aeronaves AF-1, o Buddy Store foi projetado para permitir a realização do REVO de maneira rápida e eficaz em operações navais nucleadas em porta-aviões, assim como cumprir as funções de reabastecedor em aeródromos pequenos. Também pode ser empregado no caso de pane de reabastecedor ou em uma possível falta desse tipo de aeronave.
O exercício contribuiu para o desenvolvimento e para a otimização do emprego conjunto dos recursos materiais das Forças Armadas, bem como para aumentar o nível de padronização de doutrina e dos procedimentos. A operação demonstra o esforço da MB e da FAB para intercambiarem serviços, sem comprometerem suas funcionalidades e consubstanciando o conceito de interoperabilidade.

JCNET.COM (SP)


Temer discute prisões de Polícia do Senado

Presidente manteve encontro com ministro da Justiça, Alexandre Moraes após irritação do presidente do Senado, Renan Calheiros que considerou a Operação Métis como medida abusiva

Brasília - O presidente Michel Temer se reuniu na manhã de ontem com o ministro Alexandre de Moraes (Justiça) para discutir a deflagração na sexta-feira da Operação Métis, que prendeu quatro policiais legislativos dentro do Senado.
No encontro, realizado em São Paulo, o ministro apresentou ao presidente um relatório sobre o que motivou a iniciativa e a legalidade da medida, realizada com autorização judicial. Com o relatório, o presidente pretende telefonar neste sábado para o presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB-AL), que ficou irritado com a operação policial e a considerou abusiva. Detalhe: na própria sexta-feira o presidente e o Ministro da Justiça haviam se encontrado em , cerimônia na Força Aérea Brasileira (FAB), ao participarem da entrega da Ordem do Mérito Aeronáutico, em comemoração ao Dia do Aviador e da FAB, comemorados de forma adiantada, já que o dia é hoje. Naquele momento o encontro entre Temer e Moraes foi 100% amistoso.
Na sexta-feira, horas depois do ocorrido o ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) foi um dos primeiros a entrar em contato com Renan para discutir as motivações da operação.
Como uma reação ao Poder Judiciário, o grupo do presidente do Senado pretende abrir espaço para aprovar o projeto que estabelece punições para autoridades que cometerem abusos. O texto, no Congresso Nacional desde 2009, é alvo de críticas de integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato, que afirmam que a medida serve para cercear as investigações de operações que atingem políticos.
O grupo do peemedebista também cogita aprovar lei que retira o direito de um juiz receber aposentadoria integral caso seja afastado do cargo por ter cometido ilegalidades.
A cúpula do Senado avalia questionar ainda a legalidade dos procedimentos adotados pela Polícia Federal.
Renan pediu para que seja analisado juridicamente se os mandados de prisão e de busca e apreensão realizados teriam de ser autorizados pelo STF (Supremo Tribunal Federal).
O uso de grampos escondidos pela Polícia Federal nas residências particulares de senadores foi visto com reserva também por integrantes do governo federal. Eles dizem temer um "estado policialesco" no país.

SÓ NOTÍCIAS


Ordem do mérito

O presidente Michel Temer entregou, no final de semana, a Comenda da Ordem do Mérito Aeronáutico, durante solenidade alusiva ao Dia do Aviador e Da Força Aérea Brasileira. Os senadores Ronaldo Caiado, Aloysio Nunes e Flexa Ribeiro também foram homenageados. A honraria é concedida pela FAB a militares e pessoas que em suas áreas foram apontadas como tendo prestado ações de relevância aos interesses da Nação.



Leia também:









Receba as Últimas Notícias por e-mail, RSS,
Twitter ou Facebook


Entre aqui o seu endereço de e-mail:

___

Assine o RSS feed

Siga-nos no e

Dúvidas? Clique aqui




◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share



Eventos






Publicidade






Recently Added

Recently Commented