|

LATAM conclui com sucesso operação especial dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016


LATAM conclui com sucesso operação especial dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 ...


Rio de Janeiro, setembro de 2016 – Após 50 dias de atenções concentradas nos aeroportos do Rio de Janeiro, a LATAM Airlines Brasil concluiu com sucesso a sua operação especial para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Em agradecimento e para demonstrar o orgulho de ter apoiado o evento, a companhia adesivou seu Airbus A319 (prefixo PT-TME) no último sábado (17). A aeronave já está operando voos domésticos no país com a frase “O Brasil realizou um sonho! Orgulho de apoiar os Jogos Rio 2016”.

De 1º de agosto a 19 de setembro, a LATAM Airlines Brasil somou quase 900 mil embarques e desembarques no Rio de Janeiro (Galeão e Santos Dumont) e quase 750 mil bagagens movimentadas nos dois aeroportos. Com soluções como o check-in remoto antecipado na Vila dos Atletas, a empresa agilizou o embarque de delegações olímpicas e paralímpicas de nações como Armênia, Austrália, Barbados, Brasil, Estados Unidos, Índia, Jamaica, México, Ruanda, St. Kitts & Nevis, Tailândia, Turquia e Uzbequistão.

“Superamos o desafio logístico dos Jogos Rio 2016 sem contingências nos aeroportos. Concluímos com sucesso esta missão com alto nível de serviço, pontualidade e segurança porque investimos em preparação, treinamento e inovação. Foi esse conjunto de iniciativas que nos permitiu lidar com tarefas complexas, como o embarque e o desembarque massivos de cadeirantes, e agora se torna verdadeiro legado para todos os nossos clientes”, afirma Eduardo Costa, diretor Sênior de Serviços e Inovação da LATAM Airlines Brasil.

A LATAM repetiu na operação paralímpica, que representou o maior desafio dos Jogos com a sua demanda expressiva de passageiros com deficiência, o mesmo sucesso da primeira fase do evento, quando a empresa também não havia registrado contingências operacionais no Santos Dumont ou no Galeão. 

Um dos principais legados são as cadeiras de roda desenvolvidas pela LATAM junto a um fabricante nacional. Elas serão distribuídas pelos 42 aeroportos com operação aérea regular da empresa no Brasil.  

Embarques e desembarques ágeis e seguros
Para o período paralímpico, a LATAM adaptou de forma temporária algumas regras, franquias e limites, para facilitar a viagem do grande fluxo de passageiros com deficiência em voos com destino ao Rio de Janeiro. Para agilizar os embarques e desembarques, a companhia desenvolveu e adquiriu junto a uma fabricante brasileira 48 unidades de um modelo próprio de cadeira que é capaz de acessar o finger e os corredores de todas as aeronaves da frota da empresa.

As 48 cadeiras especiais de embarque da LATAM foram alocadas nos movimentados aeroportos de São Paulo (Congonhas e Guarulhos), Brasília e Rio de Janeiro (Santos Dumont e Galeão). Elas permitiram ao passageiro com deficiência acessar e sair de seu assento com segurança e agilidade, enquanto sua cadeira pessoal era acondicionada com segurança no porão da aeronave, por meio de até 7 plataformas elevatórias contratadas pela empresa.

O novo procedimento para cadeirantes
Para embarcar, o passageiro cadeirante percorreu com a sua própria cadeira de rodas o finger que acessa a aeronave ou foi conduzido à aeronave por meio do ambulift, conforme já ocorria antes. Na porta esquerda do avião, no entanto, ele era transferido para uma das 48 cadeiras de rodas especiais de embarque da LATAM, para ingressar ao corredor de qualquer aeronave da empresa e ser devidamente acomodado com prioridade em seu assento.

Simultaneamente, a cadeira de rodas pessoal do passageiro era desembarcada via plataforma elevatória pela porta direita da aeronave, para ser acomodada com agilidade no porão do mesmo avião, em embalagem protetora especial e com cintos reutilizáveis para garantir uma fixação segura.

Operação especial é resultado de treinamento e preparação
Iniciada há um ano e desenvolvida por uma equipe multidisciplinar, a preparação da LATAM para a operação nos Jogos Rio 2016 contou com três exercícios próprios e outros dois em cooperação com a SAC (Secretaria de Aviação Civil) nos aeroportos de São Paulo (Congonhas e Guarulhos) e do Rio de Janeiro (Santos Dumont e Galeão) para testar cenários de demanda concentrada.

Também serviram como melhores práticas as referências de outros grupos e operadores aeroportuários que já atenderam o público em edições anteriores do evento. Além disso, mais de 1 mil funcionários das áreas de aeroportos, de bagagens e de bordo foram treinados para manuseio de itens de mobilidade, operação de ambulift e plataforma elevatória, além de atendimento de passageiros com deficiência.

Central de Controle e check-in remoto na Vila dos Atletas são reativados
Para os Jogos Paralímpicos, foi mantida a Central Especial de Controle, com uma equipe multidisciplinar da empresa, que acompanhou em horário integral a operação e os voos críticos ao Rio de Janeiro desde 1º de agosto. O objetivo dessa equipe de plantão era mitigar impactos e criar soluções com agilidade para o passageiro em eventuais casos de contingências. Na Vila Paralímpica, os atletas novamente tiveram à sua disposição o check-in e o despacho de bagagens remotos e antecipados nos últimos dias do evento.

Outras novidades a bordo
Adicionalmente, a bordo de voos mais curtos entre São Paulo e Rio de Janeiro, como é o caso da ponte aérea Congonhas-Santos Dumont, a LATAM adaptou o serviço de bordo, oferecendo um kit especial com conteúdo adaptado para permitir um serviço mais rápido durante o voo.

Como a companhia dispõe de apenas 18 minutos para executar o serviço de bordo padrão em alguns voos mais curtos, como na ponte aérea São Paulo-Rio de Janeiro, o kit se apresentou como importante solução para voos com grandes grupos de cadeirantes embarcados e acesso mais restrito ao corredor único da aeronave.

Com o kit especial, além de celebrar os Jogos com todos os clientes, foi possível assegurar o mesmo nível de atendimento a todos os passageiros embarcados, com economia de 50% no tempo dedicado tradicionalmente à operação do serviço de bordo.

Sobre o Grupo LATAM Airlines
LATAM Airlines Group S.A. é a nova denominação da LAN Airlines S.A., resultado da sua associação com a TAM S.A. O LATAM Airlines Group S.A. agora inclui a LAN Airlines e suas filiais no Peru, Argentina, Colômbia e Equador, e LAN CARGO e suas filiais; bem como a TAM S.A. e suas filiais TAM Linhas Aéreas S.A., incluindo suas unidades de negócios, TAM Transportes Aéreos del Mercosur S.A. (TAM Airlines (Paraguai) e Multiplus S.A. Esta associação gera um dos maiores grupos de companhias aéreas do mundo em malha aérea, oferecendo serviços de transporte de passageiros para cerca de 140 destinos, em 25 países, e serviços de carga para aproximadamente 140 destinos, em 29 países, com uma frota de 324  aviões. No total, o LATAM Airlines Group S.A. tem em torno de 48 mil funcionários e suas ações são negociadas nas bolsas de Santiago, Nova York (na forma de ADRS).
LATAM é a nova marca adotada pelas companhias aéreas do Grupo, e que já começou a ser implementada nos espaços físicos e aeronaves. O Grupo seguirá implementando a marca LATAM e LATAM Airlines em seus produtos e serviços em um plano de integração gradual que durará cerca de três anos.
Qualquer consulta deve ser feita em www.latam.com. Mais informações em www.latamairlinesgroup.net.


Leia também:









Receba as Últimas Notícias por e-mail, RSS,
Twitter ou Facebook


Entre aqui o seu endereço de e-mail:

___

Assine o RSS feed

Siga-nos no e

Dúvidas? Clique aqui




◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share



Eventos






Publicidade






Recently Added

Recently Commented