|

NOTIMP - Noticiário da Imprensa - 13/07/2016 / Embraer e Boeing acertam parceria para vender aeronave de transporte militar KC-­390


Embraer e Boeing acertam parceria para vender aeronave de transporte militar KC­-390 ...


São Paulo ­ - A Embraer e a Boeing fecharam parceria global para venda e suporte da aeronave militar KC-­390. O jato de transporte militar fabricado pela Embraer terá suporte operacional da Boeing, e juntas as companhias explorarão novas oportunidades de negócio. Em 2012 havia sido informada intenção de comercializar conjuntamente a aeronave.

“A expansão do nosso relacionamento permitirá oferecer o melhor avião de transporte médio para os nossos clientes, ao mesmo tempo em que os mantêm respaldados pelo melhor serviço de suporte disponível”, afirmou o presidente e CEO da Embraer Defesa e Segurança, Jackson Schneider, por meio de nota.

“O acordo de parceria entre Boeing e Embraer reúne duas empresas fortes e reforça o nosso compromisso de ampliar a oferta de serviços a aeronaves que não são produzidas pela Boeing”, completou o presidente da Boeing Global Services and Support, Ed Dolanski, mencionando o alcance global da Boeing para flexibilidade e aproveitar as sinergias “que ajudam a reduzir custos e repassar esta economia aos clientes”.

O avião, que nasceu de um projeto da Força Aérea Brasileira (FAB), fez seu primeiro voo do protótipo em fevereiro de 2015 e outros dois modelos estão atualmente em campanha de testes, em turnê por oito países. A Embraer informa que espera receber a certificação até o final de 2017 e que a expectativa é que as entregas comecem durante o primeiro semestre de 2018.

Perspectivas ­
A demanda por aeronaves no mundo nos próximos 20 anos será de 39,620 mil unidades, prevê a Boeing. Em seu relatório anual de perspectivas de mercado, o número representa um aumento de 4,1% na comparação com o anúncio do ano passado. Em valor, a demanda deve somar US$ 5,9 trilhões, conforme divulgado ontem, no Salão Aeronáutico de Farnborough, no Reino Unido.

A previsão é de aumento do tráfego de passageiros de 4,8% ao ano durante as próximas duas décadas, declarou o vice­-presidente de marketing da Boeing Aviação Comercial, Randy Tinseth. Apesar dos recentes acontecimentos que têm impactado os mercados financeiros, o setor da aviação continuará crescendo em uma visão de longo prazo, com a frota comercial dobrando de tamanho”, disse. A Ásia, incluindo a China, seguirá na liderança do total de entregas de aeronaves nesse período.

Para o segmento de corredor único, cujo mercado será puxado por companhias aéreas de baixo custo e mercados emergentes, a estimativa é de 28,140 mil novas aeronaves, 4% a mais que nas previsões do ano passado. Nesse segmento, a Boeing destaca o novo 737 MAX 8 e o atual 737­-800. Para jatos regionais, com 90 assentos ou menos, as novas entregas de aeronaves até 2025 serão de 2,380 mil, ou o equivalente a US$ 110 bilhões, ainda conforme a projeção da Boeing.

No segmento de fuselagem larga são previstos 9,1 mil aviões, com potencial de substituição de unidades entre 2021 e 2028. “A Boeing ainda prevê uma mudança contínua da demanda de aviões de fuselagem larga para os de pequeno e médio portes, como o 787, o 777 e o 777X”, informa o relatório.

Em carga, o tráfego deve crescer 4,2%. A previsão é de 930 novos aviões e outros 1,44 mil cargueiros convertidos.

Por região, a Ásia deverá responder por 15,130 aeronaves até 2035, seguida por América do Norte , com 8,33 mil; Europa, 7,57 mil; Oriente Médio; 3,31 mil; América Latina, 2,960 mil; África, 1,15 mil e Comunidade de Estados Independentes, com 1,17 mil novas entregas previstas. (AE)




Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.




PORTAL DEFENSA.COM (Espanha)


La Marina de Brasil compra el UAV SARP FT-100


Javier Bonilla

La Marina de Brasil ha suscrito un contrato con FT Sistemas para la adquisición de un SARP FT - 100, certificado por el Ministerio de Defensa como PED (Producto Estratégico de Defensa ). El sistema será utilizado por los Grupos Operativos de los Fusileros Navales en las misiones de monitoreo y vigilancia. Esta es la primera negociación que la empresa, basada en el Parque Tecnológico de São José dos Campos, realiza con la Marina, ya que tiene contratos con el Ejército y ha desarrollado tecnología de navegación y de control para la Fuerza Aérea.
Según el presidente de FT Sistemas, Nei Brasil, "somos pioneros en este segmento y, hoy en día, prácticamente la única compañía nacional en cumplir contratos con las tres fuerzas, lo que también ayuda al fortalecimiento de nuestra presencia en los mercados nacionales y extranjeros”. La aeronave no tripulada FT - 100 tiene propulsión eléctrica y puede ser lanzada manualmente. Con una envergadura de 2,7 metros, longitud de 1,9 metros y un peso de alrededor de ocho kilos, estos aviones pueden ser utilizado en misiones militares, de gobierno, y en proyectos privados agrícolas o académicos.
El Horus FT - 100 fue diseñado junto con el Ejército de Brasil, a través de su Centro de Tecnología y el Instituto de Ingeniería Militar, ambas instituciones del Departamento de Ciencia y Tecnología, para ser utilizado en aplicaciones típicas de corto alcance realizadas por pelotones, compañías o batallones. Se puede usar de manera eficiente para la adquisición de blancos, reconocimiento, seguridad perimetral, o en el apoyo a las acciones de infiltración y exfiltración. En el sector privado, en especial la agricultura, puede ser utilizado para reconocimiento aéreo en diferentes aplicaciones, en general, para los clientes que requieren flexibilidad y movilidad para las operaciones en distancias cortas.
El FT - 100 volará en los próximos Juegos Olímpicos, precisamente para el Ejército.


PORTAL SPUTNIK BRASIL


Governo interino libera R$78 milhões para Forças Armadas atuarem nas Olimpíadas


O governo federal interino vai destinar R$ 78 milhões para que as Forças Armadas atuem na segurança dos Jogos Olímpicos Rio 2016, segundo informou hoje (12) o ministro do Esporte, Leonardo Picciani, após reunião no Palácio do Planalto.
Segundo relata a Agência Brasil, a solicitação havia sido feita pelo Ministério da Defesa ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.
“O ministério da Defesa precisa estar com seu funcionamento pleno. Foi feito um pedido pelo Ministério da Defesa de um espaço orçamentário", disse Picciani, acrescentando que este "é o valor necessário para que a defesa cumpra sua tarefa”.
O ministro disse ainda que o presidente interino Michel Temer editará, "nos próximos dias", a chamada Garantia da Lei e da Ordem (GLO), norma que permitirá às Forças Armadas atuar durante os Jogos Olímpicos a partir do próximo dia 24 de julho.

PORTAL G-1


Sorocaba recebe pela primeira vez órgão transportado pela FAB

É a primeira missão deste gênero na cidade do interior de SP. Órgão foi retirado de adolescente morto em acidente de trânsito.

Adriana Pellegrino E Amanda Campos Do G1 Sorocaba E Jundiaí

Um homem de 56 anos será submetido, pela segunda vez, a um transplante de fígado em Sorocaba (SP). O órgão, retirado do corpo de um jovem morto em um acidente de trânsito em Alvares Machado (SP), vai ser implantado no corpo do paciente nesta terça-feira (12). Esta é a primeira vez que um órgão chega ao município transportado por um avião da Força Aérea Brasileira (FAB).
De acordo com a Força Aérea, desde o decreto presidencial, 22 transportes de órgãos já foram realizados pela FAB. Nesta missão, foi utilizada uma aeronave de médio porte – C97 Brasília. A equipe que acompanhou a missão é formada por um piloto, um co-piloto, um mecânico e um comissário, além da equipe médica.
Ainda segundo a FAB, o avião partiu do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, foi para o aeroporto de Guarulhos (SP) e lá embarcou a equipe médica. Em seguida, pousou em Presidente Prudente (SP), onde pegou o fígado e seguiu para o aeroporto de Sorocaba.
Transplante
O cirurgião de transplante de fígado Renato Hidalgo, que estará à frente do procedimento, afirma ao G1 que o paciente – natural de Rondônia – é vítima de cirrose hepática causada por hepatite C e tem boas chances de recuperação. "Da primeira vez, o órgão já funcionou. Mas não da maneira como esperávamos. Não houve uma rejeição, por exemplo. Acreditamos que desta vez o resultado será melhor.", diz o médico.
O procedimento será realizado em um hospital particular, mas será custeado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O médico lembra que essa decisão se deve a infraestrutura do local, que entre 2003 e 2010 realizou 70 transplantes. "Houve uma pausa nesses procedimentos porque aconteceram mudanças estruturais e na equipe, coisas normais."
Para Hidalgo, a realização do procedimento só é possível por meio da junção de uma série de profissionais. "A família tem o ato de coragem ao optar pela doação e o transplante envolve muita gente. São cirurgiões, enfermeiros, fisioterapeutas, enfim. Sem eles, não seria possível nada disso", destaca.
Sorocaba se tornou referência para transplante de fígado. De março até julho de 2016, já foram feitos oito; todos pelo SUS. O especialista explica que Rondônia é um dos Estados do Brasil que não têm ainda uma equipe que faz transplantes de fígado.
"Hoje, Rondônia já tem pessoas que estão desenvolvendo essa atividade lá, mas ainda não conseguiram concretizar. Os pacientes desses lugares procuram centros que passa transplante, porque não existe uma rede de referenciamento específica para isso, como ocorre em outras doenças. No caso transplante de fígado, o paciente ou quem cuida do paciente, conhece os centros transplantadores que podem ser capaz de ter sucesso e encaminha os pacientes", completa o médico.

RJ pede que Forças Armadas fiquem no estado até o fim das eleições

Procuradoria diz que pedido leva em conta morte de 10 pré-candidatos. Durante a Olimpíada, 21 mil homens das Forças vão ajudar no patrulhamento.

O procurador Regional Eleitoral do Estado, Sidney Madruga, pediu ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que também é o procurador-geral Eleitoral, que interceda, junto ao Ministério da Defesa, para que as Forças Armadas permaneçam no estado depois dos Jogos Olímpicos até 48 horas depois do fim das eleições para garantir a segurança de eleitores e candidatos.
Madruga disse que o pedido leva em conta a morte de dez pré-candidatos, nos últimos meses, na Baixada Fluminense e cita ainda a crescente influência de milícias em comunidades do estado.
A PRE também requereu à Superintendência Regional da Polícia Federal que instaure inquérito para apurar os casos de homicídio contra os dez pré-candidatos, já que, caso sejam confirmadas as suspeitas de que os assassinatos têm ligação com crimes eleitorais, passaria a ser da Polícia Federal a atribuição para conduzir as investigações.
No documento enviado à PGR, o procurador regional eleitoral Sidney Madruga destacou a situação de calamidade pública decretada pelo Governo do Rio de Janeiro e sua consequência na política de segurança pública. Cita ainda que, segundo levantamento feito pela Assembleia Legislativa, as milícias ocupam um total 170 regiões em todo o Estado.
Simulação de patrulhamento
No último sábado (9), o Rio recebeu uma simulação do patrulhamento que será feito pelas Forças Armadas durante a Olimpíada. Cerca de mil militares participaram da operação e os carioca puderam ver um pouco de como a cidade vai ficar durante os Jogos.
Na orla de Copacabana, Zona Sul do Rio, uma fragata da Marinha fazia o patrulhamento em alto mar enquanto fuzileiros navais circulavam pelas ruas e no calçadão. Homens também ocuparam as passarelas do Aterro do Flamengo e um blindado ficou posicionado em frente ao monumento aos pracinhas.
Na Praça Mauá, um blindado fazia a simulação no entorno do Museu do Amanhã. Na Transolímpica inaugurada neste sábado, homens do exército, três blindados e um aerocoptero também faziam treinamento. Os participantes do teste fazem parte do Exército, Marinha e Aeronáutica.
Apesar da simulação ter sido realizada, os militares ainda não têm poder de polícia porque o decreto que permite a ação das Forças Armadas nas ruas do Rio ainda não foi assinado pelo presidente em exercício, Michel Temer.
O coordenador geral de Defesa de Área, general Fernando Azevedo e Silva, afirmou que os militares não substituem as forças de segurança pública. “A ideia é verificar os pontos, posicionar a tropa no terreno, que a gente chama, nas vias, testar a comunicação e controle, é lógico que qualquer coisa extra, um auto de prisão em flagrante, será feito. Nós não substituímos as forças de segurança pública, nós somamos esforços”.
Mais de 20 mil homens
Durante a Olimpíada, 21 mil homens das Forças Armadas vão ajudar no patrulhamento a partir do dia 24. A operação vai contar também com 12 navios, mais de mil viaturas, 70 blindados, além de helicópteros, embarcações e motos.
O exército vai ocupar parte da Transolímpica; um trecho da Avenida Brasil, na região de Deodoro; a Ponte Rio-Niterói; a Avenida Ayrton Senna, entre a Abelardo Bueno e o terminal Alvorada, na Barra; ao redor do Maracanã e em duas estações de trem: Magalhães Bastos e Vila Militar.
Já os fuzileiros navais vão tomar conta da Praça Mauá, da orla de Copacabana e do Aterro do Flamengo. A aeronáutica estará na região do Aeroporto do Galeão.

Comissão aprova teto de 12% para ICMS sobre querosene de aviação

Alíquota do tributo, atualmente, varia de 3% a 25%, dependendo do estado. Projeto de resolução ainda tem de ser analisado pelo plenário do Senado.

Laís Alegretti

Com 10 votos a favor e 8 contra, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou nesta terça-feira (12) o projeto de resolução que prevê a criação de um teto menor, de 12%, para a cobrança de ICMS sobre querosene usado em aviões.
O texto ainda tem de ser aprovado pelo plenário do Senado. Por se tratar de um projeto de resolução, não precisa passar pela Câmara dos Deputados.
Atualmente, a alíquota de ICMS sobre o combustível varia de 3% a 25%, dependendo do estado em que a aeronave é abastecida.
De um lado, o governo federal e as companhias do setor defendem a proposta. As empresas aéreas calculam um alívio de R$ 490 milhões anuais com o teto do ICMS a 12%. Elas não garantem que a medida levará a redução no valor das passagens, mas afirmam que "historicamente" o setor repassa cortes de custos aos consumidores.
De outro lado, os estados criticam a possível mudança, que levará a uma queda na arrecadação num momento em que eles já enfrentam redução de receitas com impostos devido à crise econômica.
Só em São Paulo, de acordo com cálculos do governo do estado, a perda de arrecadação será de R$ 300 milhões se o projeto for aprovado. Atualmente, São Paulo pratica alíquota de 25%.
A compra de combustível é um dos principais custos das empresas aéreas que, aqui no Brasil, vêm registrando resultados negativos. Só a Gol teve prejuízo de R$ 4,29 bilhões em 2015.
Portanto, a redução do teto de ICMS serviria para socorrer as aéreas. Atualmente, elas também enfrentam dificuldades devido à queda na demanda por passagens - outra consequência da crise.
De autoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), o texto original previa um teto maior, de 18%, mas a alíquota foi reduzida pelo relator, senador Jorge Viana (PT-AC).
O relator argumentou que existe uma "guerra fiscal" com o querosene da aviação. "E somos o único país do mundo em que estados cobram imposto sobre combustível da aviação", complementou.

PORTAL GLOBO.COM


ILIMAR FRANCO


Segurança na Rio 2016
O presidente interino, Michel Temer, e o prefeito do Rio, Eduardo Paes, falaram ao telefone ontem. Temer informou que, a partir de amanhã, aviões da FAB começam a desembarcar no Rio transportando homens das Forças Armadas.

JORNAL VALOR ECONÔMICO


Governo destinará R$ 78,5 milhões para Forças Armadas atuarem no Rio


Fábio Pupo E Andrea Jubé

BRASÍLIA - O ministro do Esporte, Leonardo Picciani (PMDB-RJ), afirmou nesta terça-feira que o governo federal vai liberar R$ 78,5 milhões para o Ministério da Defesa reforçar a segurança dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro.
“O ministério da Defesa precisa estar com seu funcionamento pleno. Foi feito um pedido por parte do Ministério da Defesa de um espaço orçamentário, mas algo dentro do previsto, para ele cumprir as tarefas que assumiu nos últimos dias por solicitação do governo do Estado do Rio. Esse valor estará disponível”, afirmou, após uma reunião sobre a Olimpíada no Palácio do Planalto.
Picciani também disse que o presidente interino Michel Temer vai publicar nos próximos dias a chamada Garantia da Lei e da Ordem (GLO), que permitirá que as Forças Armadas possam atuar no Rio. Segundo informações do Palácio do Planalto, a GLO permite uma operação militar, de forma episódica, em área previamente estabelecida e por tempo limitado com o objetivo de preservar a ordem pública quando há esgotamento dos meios de segurança em determinado evento.
O ministro do Esporte afirmou que “não há divergências” entre o governo federal e o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, sobre a Olimpíada deste ano na capital fluminense. A declaração foi dada após ele ser questionado sobre afirmações negativas de Paes a respeito dos Jogos e do momento do país. “Trabalhamos em conjunto. O prefeito é um parceiro”, disse ele, acrescentando que Paes já teria esclarecido suas falas.
Em entrevista ao jornal britânico “The Guardian” nesta semana, o prefeito do Rio afirmou que a Olimpíada é uma "oportunidade perdida". "Não estamos nos apresentando bem", disse. "Com essa crise econômica e política, com todos esses escândalos, este não é o melhor momento para estar nos olhos do mundo”, afirmou.

REVISTA VEJA


Adiada a exibição de caças Gripen

Aviões de combate semelhantes aos que foram comprados pelo Brasil fariam sobrevoos e seriam exibidos pelo país. FAB planeja uma nova data para os eventos

ImagemOs planos da Força Aérea Brasileira (FAB) de realizar uma série de voos de exibição de caças Gripen, semelhantes aos que foram comprados pelo Brasil, foram adiados. As aeronaves, que chegariam nas próximas semanas, seriam exibidas em eventos públicos e seriam empregadas, durante algumas semanas, em atividades de treinamento dos pilotos brasileiros. Chegou-se a cogitar voos de exibição durante os Jogos Olímpicos.
A assessoria da imprensa da FAB informou que devido ao grande envolvimento da Força Aérea com a Olimpíada, optou-se em adiar o evento. Uma possível data para apresentação do Gripen está sendo discutida. A mais provável é o dia do aviador, comemorado em 23 de outubro. A FAB e a sueca SAAB, fabricante do Gripen, ainda não definiram quantos aviões virão para essas exibições no país.

PORTAL BRASIL


Aviação executiva recebe simulação de inspeção de segurança para Rio 2016

A partir desta terça-feira (12), oito aeroportos receberão testes da barreira extra de segurança

Com o foco na Rio 2016, a Secretaria de Aviação Civil realizará, a partir deste terça (12), oito simulados operacionais para testar procedimentos de inspeção de segurança na aviação executiva.
As medidas, já usadas na aviação comercial, criam barreiras extras de proteção para pouso e decolagem de aeronaves executivas com destino ou origem no Rio de Janeiro ou nas cidades do futebol.
As regras são válidas para o período de 3 a 22 de agosto e 7 a 19 de setembro, conforme a Circular de Informação Aeronáutica nº 07/2016 e seguindo as normas das áreas restritas do espaço aéreo brasileiro para o evento.
O calendário de testes contempla oito aeroportos onde serão realizadas vistorias de tripulantes, passageiros, bagagens e cargas antes da chegada da aeronave executiva ao Rio.
Participam dos simulados os aeroportos de Cabo Frio/RJ, dia 14; Guarulhos/SP e Porto Alegre/RS, dia 15; Recife/PE e Manaus/AM, dia 18; Brasília/DF, já testado no dia 8; além de Galeão e Santos Dumont, no Rio, com testes agendados para esta terça e quarta-feiras (12 e 13), respectivamente.
A ação é organizada pelo Comitê Técnico de Operações Especiais (CTOE), vinculado à Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero) e coordenado pela Secretaria de Aviação Civil. A iniciativa conta com a supervisão da Polícia Federal, da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e do Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (COMDABRA), bem como a participação das empresas homologadas para a prestação de serviço de inspeção de segurança.
Operação do setor aéreo nos jogos
A Secretaria de Aviação Civil, vinculada ao Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, coordenou a elaboração do Manual de Planejamento do Setor Aéreo para os Jogos Rio 2016. O documento consiste em um grande acordo operacional e de planejamento, que padroniza a operação dos 40 aeroportos sob regime especial de funcionamento durante o megaevento.
O manual foi construído após cerca de 400 horas de debates, análises técnicas, revisão de procedimentos, ações de alinhamento e cooperação para as Olimpíadas e Paralimpíadas e carimbado pelos 27 órgãos que compõem o Comitê Técnico de Operações Especiais da Conaero (Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias).
Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos devem trazer ao Brasil delegações de 206 países e mais de 100 chefes de Estado. Em torno de 2.200 controladores de voo já receberam treinamento específico para administração do fluxo da aviação no período da competição e mais de 1 mil vagas extras já estão mapeadas nos pátios dos terminais para estacionamento de aeronaves no período. Os dez principais aeroportos que devem atender à demanda majoritária do evento terão um efetivo aproximado de 11 mil profissionais no período.

PORTAL UOL


Teste internacional anticorrupção aprova só uma multinacional brasileira


Bbc

Apenas uma multinacional brasileira foi aprovada em um teste anticorrupção divulgado pela ONG Transparência Internacional nesta segunda-feira (11). A Embraer, com 5,6 pontos, foi a única entre as 12 grandes companhias brasileiras analisadas no estudo sobre países emergentes a obter nota acima de 5 em uma escala que vai de 0 (empresa menos transparente) a 10 (mais transparente).
O relatório "Transparência em Relatórios Corporativos: Avaliando Multinacionais de Mercados Emergentes" analisou cem empresas sediadas em 15 países e que operam em 185 mercados.
Segundo o estudo, 75% das empresas analisadas obtiveram pontuação abaixo de 5 no teste. A nota média foi de apenas 3,4 pontos, levemente abaixo do resultado da última pesquisa, em 2013.
Para a ONG, os resultados "ruins" atestam que a grande maioria das empresas de países emergentes "não mostra bom desempenho em relação à transparência de suas atividades, criando um ambiente que proporciona a proliferação da corrupção nos negócios e nos lugares onde operam".
A Embraer está entre as 20 empresas consideradas mais transparentes pelo estudo. A fabricante de cosméticos Natura obteve a segunda melhor pontuação (4,7) entre as empresas brasileiras analisadas.
A lista inclui companhias que são alvos da investigação da Lava Jato, como a Odebrecht e o grupo JBS, que obtiveram, respectivamente, 3,6 pontos e 3,1 no teste. Questionada pela BBC Brasil, a JBS preferiu não se pronunciar.
O grupo Camargo Corrêa obteve apenas 2,1 pontos no estudo. Ele possui várias empresas, entre elas a construtora que é alvo da Lava Jato.
"A holding Camargo Corrêa S.A. esclarece que as informações sobre os programas de combate à corrupção das empresas que compõem o seu portfólio de negócios não foram levadas em consideração na referida análise e reitera que exige das empresas nas quais participa o contínuo aprimoramento, com adoção das melhores práticas internacionais de governança e compliance", se referindo à área que visa a garantir o cumprimento de normas legais e também monitora as atividades da companhia para evitar e detectar irregularidades nos negócios.
A companhia têxtil Coteminas, que pertence à família do ex-vice-presidente José Alencar (1931-2011), é a brasileira com a pior nota no relatório, apenas 1,1 ponto.
Seu presidente, Josué Gomes da Silva, disse à BBC Brasil que a empresa "buscará aperfeiçoar seus relatórios de modo a adotar as melhores práticas quanto a divulgação das ações anticorrupção, criação de canais de denúncia e formas de combate a desvios, já que o recente relatório da Transparência Internacional aponta deficiências de divulgação que a companhia precisa corrigir".
As outras multinacionais brasileiras que ficaram abaixo da média no estudo são: BRF, Gerdau, Magnesita Refratários, Marcopolo, Votorantim e Weg. A Latam Airlines (criada após a fusão das companhias aéreas LAN e TAM) também integra o relatório, mas, como sua sede é no Chile, a empresa aparece como chilena no documento.

Corrupção e pobreza
"Níveis patéticos de transparência em grandes empresas de mercados emergentes levantam a questão da importância que o setor privado dá para o combate à corrupção como meio de eliminar a pobreza e reduzir a desigualdade nos lugares onde faz negócios", afirma José Ugaz, presidente da Transparência Internacional.
"Vemos repetidamente enormes escândalos de corrupção envolvendo multinacionais como o Grupo Odebrecht ou a China Communications Construction, o que traz danos enormes às economias locais", completa Ugaz.

AGÊNCIA SENADO


Comissão Especial do Código Brasileiro de Aeronáutica é instalada


Da Redação

A Comissão Especial do Código Brasileiro de Aeronáutica (Ceaero) foi instalada na tarde desta terça-feira (12). Por indicação do presidente do Senado, Renan Calheiros, o senador Vicentinho Alves (PR-TO) será o presidente da comissão. O vice-presidente do colegiado será o senador Pedro Chaves (PSC-MS), enquanto a relatoria ficará sob a responsabilidade do senador José Maranhão (PMDB-PB).
A comissão vai analisar o anteprojeto do Novo Código Brasileiro de Aeronáutica (PLS 258/2016). Com 374 artigos, o anteprojeto foi elaborado por uma comissão de especialistas no tema, instituída pela Presidência do Senado, e encaminhado para exame do Congresso Nacional. A proposta foi transformada em projeto, que será analisado pela comissão especial de senadores, devendo seguir para avaliação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e, depois, para o Plenário.
A comissão de especialistas – criada por uma sugestão do senador Vicentinho, piloto profissional – foi instalada em junho de 2015 e funcionou durante um ano. Presidida pelo advogado Georges Ferreira, a comissão entregou o anteprojeto do código para o presidente Renan Calheiros no último dia 21 de junho. Vicentinho destacou o trabalho da comissão de especialistas e elogiou a liderança de Georges Ferreira.
- São sugestões importantes para o nosso trabalho. Esta comissão vai trabalhar no texto que representa o marco regulatório da aviação nacional – declarou.
Conforme informou Vicentinho, todos os senadores, inclusive os que não são membros da comissão, poderão apresentar emendas ao projeto até o dia 25 de agosto. O senador acrescentou que outros projetos relacionados ao código serão assumidos pela comissão e convocou uma nova reunião para o dia 2 de agosto.
Plano de trabalho
A comissão especial também aprovou o plano de trabalho apresentado pelo relator, senador José Maranhão. Serão realizadas seis audiências públicas, para ouvir “todos os segmentos do setor aéreo brasileiro”. Ele disse que para o código ser realmente efetivo precisa da colaboração de todos os setores envolvidos. Temas como serviços, tarifas, capital estrangeiro e aviação experimental serão abordados nas audiências – que devem ser realizadas ao longo do mês de agosto.
A apresentação do relatório será feita no dia 8 de setembro e a votação final deve ocorrer no dia 13 do mesmo mês. Maranhão lembrou que quando estava em seu primeiro mandato como deputado federal, na década de 1980, foi relator do texto que se transformou na atual legislação do setor aéreo (Lei 7.565/1986). Ele fez questão de ressaltar a importância do trabalho da comissão de juristas e ressaltou a necessidade de atualização do código aeronáutico.
- O novo código está chegando com certo atraso, pois nesse tempo a aviação evoluiu muito – afirmou Maranhão.
Na visão do vice-presidente, senador Pedro Chaves, a comissão tem um importante trabalho pela frente. Ele disse que a participação de vários setores da sociedade nas audiências públicas será essencial para a elaboração do código, em referência a representantes da Aeronáutica, da Infraero, dos aeronautas, de juristas e de entidades do setor aéreo que acompanharam a instalação da comissão.

Senado aprova reajuste para as Forças Armadas


O Plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (12) o projeto (PLC 37/2016) que aumenta a remuneração dos militares das Forças Armadas em até 25% até 2019, em quatro parcelas. O impacto financeiro do projeto será, em 2016, de R$ 2,8 bilhões. Já em 2017, o impacto será de R$ 3,5 bilhões. Em 2018 e no ano seguinte, o impacto financeiro será de R$ 3,8 bilhões em cada ano.
OUTRAS MÍDIAS


DIÁRIO DO COMÉRCIO (MG)


Embraer e Boeing acertam parceria para vender aeronave de transporte militar KC­390

São Paulo ­ - A Embraer e a Boeing fecharam parceria global para venda e suporte da aeronave militar KC­390. O jato de transporte militar fabricado pela Embraer terá suporte operacional da Boeing, e juntas as companhias explorarão novas oportunidades de negócio. Em 2012 havia sido informada intenção de comercializar conjuntamente a aeronave.
“A expansão do nosso relacionamento permitirá oferecer o melhor avião de transporte médio para os nossos clientes, ao mesmo tempo em que os mantêm respaldados pelo melhor serviço de suporte disponível”, afirmou o presidente e CEO da Embraer Defesa e Segurança, Jackson Schneider, por meio de nota.
“O acordo de parceria entre Boeing e Embraer reúne duas empresas fortes e reforça o nosso compromisso de ampliar a oferta de serviços a aeronaves que não são produzidas pela Boeing”, completou o presidente da Boeing Global Services and Support, Ed Dolanski, mencionando o alcance global da Boeing para flexibilidade e aproveitar as sinergias “que ajudam a reduzir custos e repassar esta economia aos clientes”.
O avião, que nasceu de um projeto da Força Aérea Brasileira (FAB), fez seu primeiro voo do protótipo em fevereiro de 2015 e outros dois modelos estão atualmente em campanha de testes, em turnê por oito países. A Embraer informa que espera receber a certificação até o final de 2017 e que a expectativa é que as entregas comecem durante o primeiro semestre de 2018.
Perspectivas ­
A demanda por aeronaves no mundo nos próximos 20 anos será de 39,620 mil unidades, prevê a Boeing. Em seu relatório anual de perspectivas de mercado, o número representa um aumento de 4,1% na comparação com o anúncio do ano passado. Em valor, a demanda deve somar US$ 5,9 trilhões, conforme divulgado ontem, no Salão Aeronáutico de Farnborough, no Reino Unido.
A previsão é de aumento do tráfego de passageiros de 4,8% ao ano durante as próximas duas décadas, declarou o vice­presidente de marketing da Boeing Aviação Comercial, Randy Tinseth. Apesar dos recentes acontecimentos que têm impactado os mercados financeiros, o setor da aviação continuará crescendo em uma visão de longo prazo, com a frota comercial dobrando de tamanho”, disse. A Ásia, incluindo a China, seguirá na liderança do total de entregas de aeronaves nesse período.
Para o segmento de corredor único, cujo mercado será puxado por companhias aéreas de baixo custo e mercados emergentes, a estimativa é de 28,140 mil novas aeronaves, 4% a mais que nas previsões do ano passado. Nesse segmento, a Boeing destaca o novo 737 MAX 8 e o atual 737­800. Para jatos regionais, com 90 assentos ou menos, as novas entregas de aeronaves até 2025 serão de 2,380 mil, ou o equivalente a US$ 110 bilhões, ainda conforme a projeção da Boeing.
No segmento de fuselagem larga são previstos 9,1 mil aviões, com potencial de substituição de unidades entre 2021 e 2028. “A Boeing ainda prevê uma mudança contínua da demanda de aviões de fuselagem larga para os de pequeno e médio portes, como o 787, o 777 e o 777X”, informa o relatório.
Em carga, o tráfego deve crescer 4,2%. A previsão é de 930 novos aviões e outros 1,44 mil cargueiros convertidos.
Por região, a Ásia deverá responder por 15,130 aeronaves até 2035, seguida por América do Norte , com 8,33 mil; Europa, 7,57 mil; Oriente Médio; 3,31 mil; América Latina, 2,960 mil; África, 1,15 mil e Comunidade de Estados Independentes, com 1,17 mil novas entregas previstas. (AE)

FLIGHT GLOBAL


FARNBOROUGH: KC-390`s long way to show debut

Get all the coverage from Farnborough air show on our dedicated landing page
Alan Warnes
Having flown for 13h, stopping at five airports on a journey spanning 4,500nm (8,320km), the Embraer KC-390 tanker-transport has probably made the longest journey to Farnborough. The company`s first prototype – PT-ZNF – which has been flown from the Embraer facility in São José dos Campos, Brazil, is making the aircraft`s international debut, before heading off on a sales drive around Europe, the Middle East and North Africa.
The company`s two prototypes have now completed more than 350h of flight testing, during which the twinjet has reached its full flight envelope limits of Mach 0.8 and 36,000ft.
Paulo Gastao, vice-president KC-390, says: “The last four weeks have seen a very intense test period, flying more than 40h, with paratroopers jumping through side doors and off the cargo ramp, in addition to free and static line jumps. All the module predictions were matched and we have had no big surprises as we head towards certification.”
Embraer`s flight testing campaign will take 2,000h to complete certification, which should come in late 2018. Meanwhile, the first production aircraft of 28 ordered by the Brazilian air force will fly in the first half of 2018.

USA TODAY


Scenes from the 2016 Farnborough Airshow (Tuesday)

Imagem
A crew member stands at the door o Brazilian Air Force aircraft at the Farnborough Airshow on july 12, 2016. Hannah Mc Kay, EPA

FINANCIAL NEWS (LONDRES)


Embraer, Boeing to collaborate on sales, support of KC-390 medium airlift

Gulli Arnason IN AIR AND TRAVEL
Embraer and Boeing have signed an agreement to market and support the KC-390, a multi-mission mobility and aerial refueling aircraft, the companies said.
Under the agreement the companies will jointly pursue new business opportunities, both for the aircraft itself and for aircraft support and sustainment. Embraer will provide the aircraft while Boeing will be responsible for in-service support.
The agreement expands an existing collaboration between the two companies; in 2012, the two companies first announced their intention to market the aircraft together.
The Embraer KC-390 is a tactical transport aircraft that can perform a variety of missions such as cargo and troop transport, troop and cargo air delivery, aerial refueling, search and rescue and forest fire fighting. It is a project of the Brazilian Air Force (FAB) that, in 2009, hired Embraer to perform the aircraft development. The first prototype has performed its first flight in February 2015 and two prototypes are currently in flight test campaign, averaging two flights a day and proving aircraft readiness. The aircraft is currently on an eight-nation tour, and expects to receive certification by the end of 2017. Deliveries are expected to begin during the first half of 2018.
Embraer Defense and Security is a company in the aerospace and defense industry of Latin America, offering integrated solutions such as C4I (command, control, communication, computers and intelligence Center) applications, technologies in the production of radars, advanced information and communication systems, integrated systems for border monitoring and surveillance, as well as military and government transportation aircraft.
Boeing Defense, Space and Security is a manufacturer of military aircraft. Headquartered in St. Louis, the company is a USD30 billion business.

DEFENSE WORLD (ÍNDIA)


Embraer KC-390 Tanker Demos Cobham Aerial Refuelling System

ImagemEmbraer Defence and Security has achieved a significant milestone in the KC-390 Tactical Military Tanker and Transport Aircraft program by demonstrating the Cobham aerial refuelling systems installed in KC-390`s prototype 001.
Configured as a tanker for the first time, a KC-390 test aircraft fitted with Cobham 912E wing mounted pods completed a series of successful flight trials during May 2016. Operating from Embraer`s Gavião Peixoto facility in Brazil, the flight involved hose stability and trail and rewind tests with both High Speed and Low Speed Drogues fitted.
The 912E pod is a bespoke design solution utilising the latest technology for the KC-390 to meet the aircrafts high performance criteria including its ability to satisfy a wide number of receivers at extended ranges. The Brazilian Air Force is the launch customer for the aircraft which is scheduled to enter service in 2018.



AVIATION WEEK


Embraer Offers End To End Security Space Management

Sponsored by Embraer
Situational awareness is only truly useful when it can be acted upon. Conversely, action without awareness may be useless or even counterproductive. At the Farnborough Air Show, Embraer Defense & Security will highlight a family of systems which effectively combine the capacity to develop an informed picture for decision-making with the ability to act on it.
"Embraer has cultivated over four decades of experience in providing defense products worldwide, and we understand the importance of working together with our customers in order to develop integrated and effective solutions that are tailor made to their needs", says Jackson Schneider, President and CEO of Embraer Defense & Security.
KC-390
The KC-390 stands out in the medium-airlift category long dominated by turboprop aircraft. It leverages the speed and range advantages of a multi-engine turbofan with the ability to perform missions from cargo and troop transport to search and rescue.
Developed for the Brazilian Air Force, which signed a contract to acquire 28 examples, the KC-390 can transport payloads up to 26 metric tons. Full digital avionics and an advanced cargo handling system, offer multimission flexibility further expanded by the KC-390’s ability to receive aerial refueling or offload fuel as a tanker. Two prototypes are currently in testing with certification expected in 2017 and first deliveries in 2018.
A-29 Super Tucano
As of early June, Embraer A-29 Super Tucanos supplied to the Afghan Air Force through the United States Air Force Light Air Support program had flown more than 260 sorties, including close-air-support, as part of the joint Afghan/NATO effort to stabilize Afghanistan.
While 20 A-29s are slated to be delivered to Afghanistan by 2018, Embraer has already delivered more than 220 Super Tucanos to ten air forces on three continents. With more than 150 weapons configurations certified, advanced targeting systems and datalinks, the A-29 provides rapidly acquirable strike capability.
EMB-145 ISR Family
Embraer’s widely used EMB-145 regional jet is the platform for a family of three ISR aircraft the company offers including Airborne Early Warning & Control (AEW&C), Multi Intel (Remote Sensing/Surveillance) and Maritime Patrol versions.
Some 17 units of the EMB-145 ISR family are in service with the air forces of Brazil, Mexico, Greece and India. The EMB-145 ISR variants blend efficiency and affordability with powerful sensors like Saab’s EriEye AESA radar and a suite of optional missions systems.
Electronic Systems and Sensors
Bradar develops projects and high-tech sensors as defense radars for ground and aerial surveillance, electronic warfare and intelligence equipment, and airborne remote sensing solutions for mapping and monitoring using company`s synthetic aperture radar (BradarSAR) that generates high-resolution precision maps on day or night and all weather conditions. Brazilian Armed Forces have employed the M-60 Low Altitude Antiaircraft Artillery radar for security at major events including the Rio +20 Environment Conference and the Fifa World Cup 2014 for the surveillance, classification, and tracking of targets.
Systems of Systems Integration
Embraer`s Savis is an engineering company, fully owned subsidiary, specialized in the development, integration, project management, implementation and life cycle support of border protection projects and defense of strategic structures. Savis is the lead system integrator for Brazilian Army`s SISFRON, which is the largest ongoing border surveillance project on Earth. The full scope of the SISFRON will encompass the surveillance and protection of 16,886 kilometers of Brazilian western land borders, stretching through 11 Brazilian states and 10 neighboring countries, covering 27% of Brazilian land mass.
Space Systems Integration, Satellite Communications and Remote Sensing Services
Embraer has partnered with Brazilian telecommunications company, Telebras, to form Visiona Space Technologies, a company focused on space systems integration. Visiona is the prime contractor for Brazil`s Defense and Strategic Communications Geostationary Satellite System, a satellite devoted to supply Internet capacity for the Brazilian Government`s National Broadband Plan and strategic military communications. The company is also offering satellite communication solutions for critical applications in Brazil and abroad. Visiona Space Technologies offers in partnership with Airbus, Digital Globe, SIIS and Restec a broad portfolio of orbital remote sensing products including imagery from a constellation of 24 satellites with all sorts of capabilities, elevation models and, mapping and monitoring solutions.
Control
Atech is Brazil`s leading system house that integrates and manages complex command and control systems for several Brazilian defense programs. It has been at the forefront of large strategic programs such as SIVAM Amazon surveillance system and also the nation`s Air Defense and Air Traffic Control system. Atech’s experience extends to developing the Tactical Data Management System for the Brazilian Navy’s EC-725 helicopter and facilitating airspace management in Brazil via its SIGMA Integrated System for Managing Air Movement. In partnership with Deutsche Flugsicherung, Atech recently delivered its Skyflow ATFM system to India. The company is also developing a reactor control system for the future Brazilian Navy nuclear submarine.

BLOG DO PLANALTO


Confira a retrospectiva de dois meses do governo Temer

Retrospectiva
Ajuste fiscal e reforço a políticas sociais, como o reajuste do Bolsa Família, são marcas do início da gestão do presidente em exercício
Em dois meses de governo do presidente em exercício, Michel Temer, diversas medidas foram adotadas para assegurar ao País a retomada do crescimento e garantir a continuidades dos programas sociais. 
Neste período, foram anunciadas medidas econômicas e fiscais, a reforma administrativa do governo, com cortes de despesas e redução de cargos comissionados, além de medidas de reforço a programas sociais, como o FIES, o Minha Casa Minha Vida e o Bolsa Família.
Com a adoção dessas políticas, o governo interino pretende criar um ambiente de segurança para investidores que proporcione a retomada da confiança, com geração de emprego e renda.
As medidas garantiram a melhora do humor de agentes econômicos, o que se traduziu em projeções mais favoráveis para a recuperação do crescimento, a partir de 2017, e a desaceleração da inflação para os consumidores, observada pelos números recentes do custo de vida.

CRUZEIRO DO SUL


FAB traz fígado para paciente em Sorocaba

Priscila Fernandes
A Força Aérea Brasileira (FAB) realizou, na tarde desta terça-feira (12), o transporte de um fígado que será transplantado em um paciente de Sorocaba. O órgão chegou ao aeroporto da cidade por volta das 16h30, vindo de Presidente Prudente, e foi encaminhado para o Hospital Dr. Miguel Soeiro, da Unimed de Sorocaba, no bairro Parque Santa Isabel, onde o procedimento será realizado. 
O paciente é um homem de 46 anos, que sofre de cirrose hepática, provocada por uma hepatite C. O médico responsável pela cirurgia, Renato Hidalgo, conta que o transplante é a esperança do paciente. "O estado de saúde dele é delicado, mas acreditamos que ele possa se curar", disse.
O sofrimento do homem se estende há três anos, quando ingressou na lista de espera por um órgão. Desde março ele é tratado no hospital da Unimed - local que já realizou 85 transplantes de fígado nos últimos 14 anos, sendo que este será o sétimo, desde março, realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), por meio de convênio com o poder público. A expectativa dos médicos é de que a cirurgia tenha por volta de quatro horas de duração e termine após as 22h desta terça-feira.
Desde junho, a Força Aérea Brasileira (FAB) tem auxiliado no transporte de órgãos, após o Governo Federal ordenar que a Aeronáutica disponibilize permanentemente um jato para realizar esse tipo de serviço. Ao chegar em Sorocaba, no Aeroporto Bertram Luiz Leupolz, o órgão foi recepcionado por uma equipe do hospital da Unimed, que o transportou por meio de uma ambulância.
Hidalgo fez questão de ressaltar a importância do gesto praticado pela família do doador, identificado apenas como um homem de Presidente Prudente. " É um ato de coragem e solidariedade da família que doa o órgão para que a engrenagem da vida continue rodando", afirmou.

PORTOGENTE (SP)


Aeroporto Internacional de Cabo Frio apresenta novidades para os Jogos Olímpicos Rio 2016

O Aeroporto Internacional de Cabo Frio investiu em melhorias para os Jogos Olímpicos para atender o aumento do número de voos, além do volume de cargas importadas e passageiros movimentados, já que, em breve, a capital fluminense realizará o maior evento esportivo do mundo, recebendo diversas delegações, Chefes de Estado e uma grande quantidade de turistas. “Assim como na Copa do Mundo de 2014 e na Rio+20, o Aeroporto atenderá com excelência a demanda gerada pelas Olimpíadas e estará preparado para receber o aumento significativo no volume de passageiros, cargas e aviação executiva”, afirma Kleber Meira, diretor-geral.
Entre as mudanças realizadas, está a possibilidade de operar 24h por dia (on request), além das parcerias estratégicas com empresas de táxi aéreo que oferecerão serviços de shuttle aéreo e rodoviário, por meio de helicópteros e carros executivos, de Cabo Frio até o Rio de Janeiro.
“Como não temos restrições no espaço aéreo, ao contrário dos aeroportos do Galeão e Santos Dumont, conforme estabelecido pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) e estarmos em uma localização estratégica, perto da cidade do Rio de Janeiro, a apenas 20 minutos via aérea e 2 horas via terrestre, somos a melhor opção aeroportuária para aviação geral e executiva”, destaca Kleber.
Outro destaque para o período dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos será a agilidade do desembarque de passageiros e suas bagagens. Isso será possível graças às equipes adicionais, que também atuarão na segurança operacional e no estacionamento das aeronaves.
Além das melhorias, o Aeroporto já oferece uma área alfandegada de 80.000 m2, um armazém geral com 19.257 m², área disponível para hangaragem coberta e a céu aberto, além de um Posto de Abastecimento de Aeronaves com capacidade para 280.000 litros. Sua pista de pouso e decolagem é a segunda maior do estado e uma das mais seguras do país com 2.550 metros e capacidade para receber os maiores aviões do mundo.
Conta com a presença de todos os órgãos anuentes, como Policia Federal, Receita Federal, Anvisa e Vigiagro, além de equipamentos de rampa, preços competitivos e forte estrutura de segurança para as cargas armazenadas e passageiros que passam por lá.

INFODEFENSA (ESPANHA)


Brasil desmiente que Suecia le preste sus "Gripen" para los Juegos Olímpicos

Roberto Caiafa
ImagemLa Fuerza Aérea de Brasil (FAB) ha salido públicamente a desmentir el supuesto préstamo de aviones Saab Gripen C/D de la Real Fuerza Aérea Sueca (Flygvapnet) como refuerzo durante los Juegos Olímpicos de Río 2016. El desmentido llega tras la difusión en varios medios locales de la notica, donde incluso ligaban ya los aparatos a las bases de Galeao y Santa Cruz.
La FAB ha reconocido en un comunicado oficial, hecho público este misma semana desde el Centro de Comunicación Social de la Fuerza Aérea (Cecomsaer), que sí se contempla el arribo al país de estas aeronaves, pero sin fecha determinada y con el objetivo de realizar una demostración en una gira que las llevará por varias bases aéreas.
En cuanto a la seguridad de los Juegos, la Fuerza Aérea explicó que las instalaciones olímpicas estarán protegidas por los cazas Northrop F-5EM, aviones modernizados que puede lanzar misiles BVR Derby de combate aéreo a larga distancia y Python IV para las cortas distancias (además de disponer de un cañón Pontiac M-39).
Los F-5 trabajarán con el apoyo de cazas turbohélices Embraer A-29 Super Tucano, que pasa por ser el avión más adecuado para interceptar objetivos de bajo rendimiento como pequeños aviones, helicópteros, aviones no tripulados y otros objetivos. Los cazas también estarán apoyados por aeronaves AWACS/ISR del Escuadrón Guardião.

PORTAL DIÁRIO DO AMAZONAS


Métodos de prevenção contra acidentes em aeronaves serão debatidos em Manaus

7º Simpósio de Segurança de Voo da Amazônia Ocidental será neste sábado, no auditório da Universidade Paulista 
Patrick Marques
Manaus - O Serviço Regional de Prevenção e Investigação de Acidentes Aeronáuticos (Seripa VII) vai promover o 7º Simpósio de Segurança de Voo da Amazônia Ocidental, neste sábado (16), às 7h30, no auditório da Universidade Paulista (Unip), localizado na Avenida Mário Ypiranga, Parque 10. O evento é aberto ao público e vai abordar métodos de prevenção contra acidentes em aeronaves envolvendo não só pilotos, mas até profissionais e estudantes da área de saúde e entusiastas de aviação.
De acordo com o tenente coronel André Luiz Mota, da Força Aérea Brasileira e responsável pelo Seripa VII, o simpósio trata de diversos assuntos relacionados a aviação. Entre eles está a manutenção de aeronaves e questões fisiológicas que possam acarretar os acidentes. “É interessante para engenheiros e até mesmo para pessoas envolvidas na área de saúde”, disse.
Sobre os pontos a serem abordados no simpósio, o tenente coronel informou que serão explicados pontos que ajudem na prevenção dos acidentes. Entre os palestrantes do Simpósio está o superintendente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Wagner William. Ele falará sobre a importância de ter uma certificação e regulação de uma aeronave. Segundo o tenente coronel, é um fator que ajuda muito na prevenção de acidentes.
Outro quesito importante que será abordado no simpósio será a parte psicológica. Para esse assunto, o tenente coronel comentou que existem taxis aéreos e pessoas que pilotam sozinhos. “A chamada tripulação de um homem só. Vamos abordar como isso influencia o voo, como a fadiga que ele pode sentir e o que ela transmite para os acidentes aeronáuticos”, disse.
Durante o simpósio também serão abordados os ‘Sete Pecados Capitais da Manutenção’ das aeronaves. Para esse ponto, o tenente enfatizou que é necessário prezar um equipamento em excelente manutenção para voar sem nenhum risco.
As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site www.e-inscricao.com ou pelo email previne@seripa7.aer.mil.br.




Leia também:









Receba as Últimas Notícias por e-mail, RSS,
Twitter ou Facebook


Entre aqui o seu endereço de e-mail:

___

Assine o RSS feed

Siga-nos no e

Dúvidas? Clique aqui




◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share



Eventos






Publicidade






Recently Added

Recently Commented