|

NOTIMP - Noticiário da Imprensa - 07/02/2017 / Uber contrata engenheiro da Nasa para desenvolver carro voador


Uber contrata engenheiro da Nasa para desenvolver carro voador ...  

Brad Stone ...  

(Bloomberg) -- Em 2010, um engenheiro de aeronaves avançadas do Centro de Pesquisa Langley da Nasa chamado Mark Moore publicou um informe delineando a viabilidade de aeronaves elétricas que poderiam decolar e pousar como helicópteros, mas menores e mais silenciosas. Os veículos seriam capazes de oferecer uma alternativa veloz às tediosas viagens matinais ao trabalho.

A pesquisa de Moore sobre o chamado VTOL -- sigla em inglês para "decolagem e pouso vertical", ou, mais coloquialmente, carros voadores -- inspirou pelo menos um bilionário da tecnologia. Após ler o informe, o cofundador do Google, Larry Page, criou e financiou sigilosamente duas startups do Vale do Silício, Zee Aero e Kitty Hawk, para desenvolverem a tecnologia, reportou a Bloomberg Businessweek no verão passado (Hemisfério Norte).

Agora Moore está deixando os limites da Nasa, onde trabalhou nos últimos 30 anos, para se juntar a um dos rivais do Google: o Uber. Moore vai assumir um novo cargo na empresa de carona compartilhada, de diretor de engenharia para a aviação, e trabalhará em uma iniciativa de carros voadores conhecida como Uber Elevate. "Não consigo pensar em outra companhia em posição mais vantajosa para ser líder desse novo ecossistema e para transformar o mercado do VTOL elétrico urbano em realidade", diz ele.

O Uber ainda não está construindo um carro voador. Em seu informe técnico, publicado em outubro passado, a companhia definiu uma visão radical para os deslocamentos aéreos e identificou os desafios técnicos que afirmou que queria ajudar o setor nascente a resolver, como poluição sonora, eficiência veicular e duração de bateria limitada. Moore consultou o informe e ficou impressionado com a visão e com o possível impacto da companhia.

Moore reconheceu que há muitos obstáculos no caminho e que eles não são apenas técnicos. Ele diz que cada empresa de carros voadores precisaria negociar de forma independente com os fornecedores para reduzir os preços e fazer lobby com os órgãos reguladores para certificar as aeronaves e flexibilizar as restrições ao tráfego aéreo.

Mas ele afirma que o Uber, com seus 55 milhões de usuários ativos, pode demonstrar de forma única que pode haver um mercado enorme, rentável e seguro. "Se você não tem um argumento comercial que faça sentido do ponto de vista econômico, então isso não passaria de um jogo tecnológico maluco, não seria de fato um investimento inteligente", diz Moore.

A visão do Uber é sedutora, particularmente para os fãs de ficção científica. A empresa vislumbra que as pessoas tomarão Ubers convencionais de suas casas até "vertiportos" próximos, que se espalhariam pelos bairros residenciais. Depois, viajariam pelo ar e pela cidade até o vertiporto mais próximo de seu trabalho. ("Não precisamos de nenhuma porcaria de ponte!", diz Moore).

Esses táxis aéreos precisarão de autonomias de apenas 80 a 160 quilômetros, e Moore acha que eles poderão ser pelo menos parcialmente recarregados enquanto os passageiros estiverem entrando ou saindo da aeronave. Ele também prevê que veremos diversos carros voadores bem desenvolvidos dentro de um a três anos e que haverá pilotos humanos, pelo menos para gerenciar os computadores de bordo, em um futuro próximo.



Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.




PORTAL UOL


Uber contrata engenheiro da Nasa para desenvolver carro voador


Brad Stone (bloomberg)

(Bloomberg) -- Em 2010, um engenheiro de aeronaves avançadas do Centro de Pesquisa Langley da Nasa chamado Mark Moore publicou um informe delineando a viabilidade de aeronaves elétricas que poderiam decolar e pousar como helicópteros, mas menores e mais silenciosas. Os veículos seriam capazes de oferecer uma alternativa veloz às tediosas viagens matinais ao trabalho.
A pesquisa de Moore sobre o chamado VTOL -- sigla em inglês para "decolagem e pouso vertical", ou, mais coloquialmente, carros voadores -- inspirou pelo menos um bilionário da tecnologia. Após ler o informe, o cofundador do Google, Larry Page, criou e financiou sigilosamente duas startups do Vale do Silício, Zee Aero e Kitty Hawk, para desenvolverem a tecnologia, reportou a Bloomberg Businessweek no verão passado (Hemisfério Norte).
Agora Moore está deixando os limites da Nasa, onde trabalhou nos últimos 30 anos, para se juntar a um dos rivais do Google: o Uber. Moore vai assumir um novo cargo na empresa de carona compartilhada, de diretor de engenharia para a aviação, e trabalhará em uma iniciativa de carros voadores conhecida como Uber Elevate. "Não consigo pensar em outra companhia em posição mais vantajosa para ser líder desse novo ecossistema e para transformar o mercado do VTOL elétrico urbano em realidade", diz ele.
O Uber ainda não está construindo um carro voador. Em seu informe técnico, publicado em outubro passado, a companhia definiu uma visão radical para os deslocamentos aéreos e identificou os desafios técnicos que afirmou que queria ajudar o setor nascente a resolver, como poluição sonora, eficiência veicular e duração de bateria limitada. Moore consultou o informe e ficou impressionado com a visão e com o possível impacto da companhia.
Moore reconheceu que há muitos obstáculos no caminho e que eles não são apenas técnicos. Ele diz que cada empresa de carros voadores precisaria negociar de forma independente com os fornecedores para reduzir os preços e fazer lobby com os órgãos reguladores para certificar as aeronaves e flexibilizar as restrições ao tráfego aéreo. Mas ele afirma que o Uber, com seus 55 milhões de usuários ativos, pode demonstrar de forma única que pode haver um mercado enorme, rentável e seguro. "Se você não tem um argumento comercial que faça sentido do ponto de vista econômico, então isso não passaria de um jogo tecnológico maluco, não seria de fato um investimento inteligente", diz Moore.
A visão do Uber é sedutora, particularmente para os fãs de ficção científica. A empresa vislumbra que as pessoas tomarão Ubers convencionais de suas casas até "vertiportos" próximos, que se espalhariam pelos bairros residenciais. Depois, viajariam pelo ar e pela cidade até o vertiporto mais próximo de seu trabalho. ("Não precisamos de nenhuma porcaria de ponte!", diz Moore). Esses táxis aéreos precisarão de autonomias de apenas 80 a 160 quilômetros, e Moore acha que eles poderão ser pelo menos parcialmente recarregados enquanto os passageiros estiverem entrando ou saindo da aeronave. Ele também prevê que veremos diversos carros voadores bem desenvolvidos dentro de um a três anos e que haverá pilotos humanos, pelo menos para gerenciar os computadores de bordo, em um futuro próximo.

REVISTA VEJA


Vitória deve receber 2 mil militares para deter onda de violência

Ministro da Defesa, Raul Jungmann, diz que soldados devem ir para as ruas ainda nesta segunda-feira; cidade tem saques e escolas e lojas fechadas

O governo federal estima deslocar em torno de 2 000 homens das Forças Armadas para as ruas da Grande Vitória, no Espírito Santo, para conter a onda de violência que tomou conta da região em razão de protestos que têm inviabilizado o patrulhamento normal das ruas. Houve um aumento nos casos de assaltos e homicídios, e lojas foram saqueadas.
Desde sábado, parentes de policiais militares começaram a protestar em frente aos batalhões impedindo a saída dos veículos, o que praticamente deixou as ruas sem policiamento. Eles reivindicam reajuste salarial e pagamento de auxílio-alimentação, auxílio-periculosidade, insalubridade e adicional noturno aos PMS.
Segundo o diretor social e de relações públicas da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar (ACS), Thiago Bicalho, o movimento foi espontâneo. De acordo com a entidade, o salário-base de um policial no estado é 2 600 reais, enquanto a média nacional chega a 4 000 reais. A entidade argumenta que há anos os policiais não têm aumento salarial e que essa situação acabou por motivar familiares dos policiais a fazerem as manifestações em frente aos quartéis.
De acordo com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, desde sábado, ao menos 51 pessoas foram assassinadas na Grande Vitória. O Instituto Médico Legal (IML) da capital está sobrecarregado. Imagens feitas pela população – e divulgadas nas redes sociais – mostram lojas sendo saqueadas e assaltantes agindo livremente nas ruas sem serem incomodados. Lojas e postos de saúde foram fechados e a volta às aulas na rede pública, prevista para esta segunda-feira, foi adiada.
O governo estadual informou em nota que trocou o comando da PM “para restabelecer a ordem e disciplina” e que irá continuar conversando com os policiais para garantir o policiamento nas ruas. A administração estadual também disse ter obtido uma decisão favorável do Tribunal de Justiça contra a paralisação da PM, com fixação de multa diária de 100 mil reais caso os policiais não cumpram a determinação de retornar às atividades.
O desembarque de tropas federais na Grande Vitória deverá ocorrer na noite desta segunda-feira. “Há uma situação de gravidade lá (em Vitória) porque as polícias estão impedidas de se deslocarem para exercerem suas funções. Isso tem levado a uma situação que, praticamente, não se tem Polícia Militar na rua”, afirmou Jungmann, que está indo para Vitória. A intervenção foi pedida pelo governo do Estado e autorizada pelo presidente Michel Temer.
O governador Paulo Hartung (PMDB) está internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para tratar de um tumor – o vice-governador César Colnago (PSDB) está no cargo interinamente.
Segundo Jungmann, o efetivo militar que irá para as ruas deverá ser deslocado do Exército, da Marinha e da Aeronáutica do próprio Espírito Santo, além de tropas de estados vizinhos.
Cada vez mais comum
Nos últimos seis meses, o uso das Forças Armadas foi empregado, além do Rio Grande do Norte, em Pernambuco, Maranhão e Amazonas. Questionado se esse recorrente emprego das tropas federais representava a falência da segurança pública nos estados, o ministro negou.
“De forma alguma. O que existe hoje é que o crime se nacionalizou. Os Estados não lidam mais com uma criminalidade local. Hoje, o crime está se nacionalizando, sobretudo no Sudeste”, declarou. “Nenhum governador pode ter o controle ou capacidade de resolver isolado quando há uma crise.”

PORTAL G-1


"Missão com sucesso", diz Jungmann sobre ação de militares em Natal

Durante 16 dias, Forças Armadas atuaram no combate a ataques criminosos. Operação Potiguar II custou R$ 8,8 milhões.

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, apresentou nesta segunda-feira (6) os resultados da Operação Potiguar II. A ação, que durou 16 dias, contou com a presença de cerca de 1,8 mil homens da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira no combate a ataques criminosos iniciados após a matança de pelo menos 26 presos da penitenciária estadual de Alcaçuz. Para Jungmann, a ação foi um "sucesso".
Imagem"A missão foi um sucesso. E isso se deveu pela articulação com forças de segurança do Rio Grande do Norte. Tivemos um bom resultado graças à essa integração. O presidente Michel Temer, eu e as Forças Armadas continuamos à disposição deste estado e agradecemos o apoio que encontramos nas ruas por parte da população", falou o ministro. Segundo Jungmann, a Operação Potiguar II teve um custo de R$ 8,8 milhões.
O governador Robinson Faria também participou da apresentação. "Tenho gratidão pela rapidez com que o presidente Temer autorizaram as Forças Armadas para apoiar a segurança em nosso estado. Foi uma operação exitosa, o RN voltou à normalidade. Essa luta é em todo Brasil", falou.
O emprego das Forças Armadas foi autorizado pelo presidente Temer no dia 19 de janeiro, quando decretou ações de Garantia da Lei e da Ordem entre os dias 20 e 30 de janeiro, período posteriormente prorrogado por 5 dias. Segundo o ministro Jungmann, o objetivo da Operação Potiguar II foi a preservação da ordem pública e a incolumidade das pessoas e do patrimônio da região metropolitana de Natal, em razão da deflagração de ações de criminosas.
A força-tarefa era composta por cerca de 1.850 militares das Forças Armadas, sob controle operacional do Exército Brasileiro, que realizaram mais de 3.800 ações em prol da segurança pública no Rio Grande do Norte.
Durante a Operação Potiguar II, foram guardadas 296 áreas de interesse; instalados 710 pontos estáticos, 139 pontos de segurança, 20 pontos de bloqueio de estradas, e 44 pontos de controle de vias urbanas. Foram realizadas 635 patrulhas à pé, 1.964 motorizadas, 12 fluviais e 6 aéreas, além de 28 escoltas e 54 ações de reconhecimento.

Quatro filhos de policiais estão entre mortos em chacina em Porto Seguro

Informação foi confirmada ao G1 pela Polícia Civil, nesta segunda-feira (6). Oito pessoas morreram e uma ficou ferida no atentado no sul da Bahia.

Dois filhos de um policial civil, dois filhos de policiais militares e um cabo da Aeronáutica estão entre as oito vítimas da chacina que aconteceu na noite domingo (5), em Porto Seguro, região sul da Bahia. As informações foram confirmadas ao G1 pela Polícia Civil na cidade.
De acordo com a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), as vítimas foram atacadas dentro de uma casa após retornarem de uma “festa paredão”. Unidades especiais da Polícia Militar foram enviadas para ajudar na busca pelos suspeitos em Porto Seguro. Até por volta das 12h30, ninguém havia sido preso.
O delegado Bruno Barreto Garcia, de Porto Seguro, informou que as vítimas foram identificadas Felipe Ricardo Lopes Borges; Vinícius Bispo dos Santos (Cabo da Aeronáutica); Vitor Claudio do Nascimento Bispo e Caio Felipe do Nascimento Bispo (filhos de policial civil); Gabriel de Jesus Feitosa; Leandro de Jesus Feitosa; Gabriel Lobo Fernandes (filho de um PM já falecido); Igor Lélis dos Santos Santana (filho de um PM).
Além dos oito mortos, um homem ficou ferido e foi socorrido para o Hospital Regional Luís Eduardo Magalhães, também em Porto Seguro. Segundo a polícia, o estado dele era grave. Ainda não há informações do que motivou o crime. A polícia pede que quem tiver informações sobre os suspeitos de participar da chacina entre em contato por meio do Disque Denúncia no interior do estado, pelo telefone 181.
Crime
Uma chacina deixou oito homens mortos e um ferido no bairro de Porto Alegre I, em Porto Seguro, município no extremo sul da Bahia, na noite de domingo (5). Segundo informações da Polícia Militar (PM), nove homens fortemente armados cometeram o crime e fugiram em seguida.
Ainda de acordo com a PM, o grupo chegou a bordo de uma caminhonete Ranger de cor vermelha e efetuou vários disparos. Três corpos foram encontrados do lado de fora da casa, e outros cinco dentro do imóvel.
O veículo usado pelos bandidos foi encontrado por policiais e levado para o pátio da delegacia. Segundo informações da polícia o automóvel havia sido roubado horas antes. No local do crime foram encontradas cápsulas de fuzil calibre 556, segundo a polícia. A Polícia Civil vai investigar o caso.

ES tem apoio das Forças Armadas e Nacional, diz governador em exercício

As duas Forças foram confirmadas pelos ministérios da Defesa e da Justiça. Sem policiais nas ruas, o estado vive uma onda de violência.

Viviane Machado Do G1 Es

O Espírito Santo vai receber militares das Forças Armadas e homens da Força Nacional para fazer a segurança das ruas do estado. O pedido foi feito pelo governo estadual nesta segunda-feira (6) em razão da falta de policiamento. Desde sábado (4), protestos de familiares por reajuste salarial impedem a saída de PMs de quartéis em várias cidades.
Militares do Exército já estão no 38º Batalhão de Infantaria, em Vila Velha, aguardando o planejamento do Ministério da Defesa para o início dos trabalhos.
O governador em exercício, César Colnago, afirmou que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Alexandre Moraes, autorizou o envio de 200 homens da Força Nacional para o policiamento, sendo que 80 vêm do Rio de Janeiro e 120, de Brasília. O Ministério da Justiça confirmou a informação e disse que os homens devem chegar a Vitória no início desta noite.
A falta de policiamento nas ruas vem provocando uma onda de violência. Um ônibus foi incendiado, uma guarita da PM foi queimada e há relatos de arrastões e assaltos a lojas. A Prefeitura de Vitória suspendeu o início do ano letivo na rede municipal nesta manhã. As unidades de saúde da capital não funcionam, com exceção dos pronto-atendimentos da Praia do Suá e São Pedro. Órgãos da Justiça também fecharam as portas.
Forças Armadas
O Ministério da Defesa confirmou que as Forças Armadas atuarão na segurança do estado e que já planeja a operação. Agora, o presidente Michel Temer precisa publicar um decreto sobre isso.
A divulgação de mais detalhes sobre a chegada do Exército depende da área em que as tropas vão atuar – se será somente na região metropolitana ou em outras cidades.
A assessoria de imprensa do ministro da Defesa, Raul Jungmann, informou que ele deve chegar ao Espírito Santo à noite para acompanhar de perto a situação no estado. No início desta tarde, o ministro estava a caminho de Natal, que vive uma crise penitenciária.
"Greve"
A Justiça decretou o movimento ilegal e já determinou que os manifestantes saiam das portas dos quartéis. No entanto, na manhã desta segunda os protestos continuavam, e a polícia ainda não estava trabalhando. As manifestações acontecem em toda a Região Metropolitana de Vitória, Guarapari, Linhares, Aracruz, Colatina e Piúma.
Os familiares protestam no lugar dos PMs, porque eles são proibidos pelo Código Penal Militar de fazer greve ou paralisação. A pena para o PM que participar em atos desse tipo pode chegar a dois anos de prisão.
Decisões
Na manhã desta segunda-feira, o secretário de Segurança Pública André Garcia anunciou uma série de decisões tomadas para conter as manifestações e a violência na Grande Vitória. São elas:
- Suspensão de negociações com os policiais enquanto não voltarem ao trabalho de patrulhamento nas ruas e o atendimento das ocorrências.
- Troca do comando da Polícia Militar do Espírito Santo. O coronel Laércio Oliveira, que tinha sido nomeado em 16 de janeiro, foi substituído pelo coronel Nilton.
- Ação judicial pedindo a ilegalidade do movimento.
- Pedido do apoio da Força Nacional ao Ministério da Justiça e da Segurança Pública.
- Pedido do apoio das Forças Armadas ao Ministério da Defesa.
Nesta segunda-feira, o desembargador Robson Luiz Albanez declarou a paralisação ilegal e decidiu:
- Restauração imediata da segurança pública;
- Multa diária de R$ 100 mil contra a Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar do Espírito Santo (ACS-PMBM-ES), Associação dos Subtenentes e Sargentos da Polícia e Bombeiro Militar do Espírito Santo (ASSES), Associação dos Bombeiros Militares do Espírito Santo (ABMES), Associação dos Oficiais Militares do Espírito Santo (ASSOMES), Associação dos Militares da Reserva, Reformados, da Ativa da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros Militar e Pensionistas de Militares (ASPOMIRES).
Outro lado
O presidente da Associação de Cabos e Soldados, cabo Renato Martins Conceição, informou que representantes das cinco associações de militares estão reunidos no Clube dos Oficiais, analisando a decisão judicial que decretou a ilegalidade do movimento.
A reunião só deve terminar no início da tarde. As associações foram notificadas da decisão da Justiça durante a manhã.
O major Rogério Fernandes Lima, da Associação dos Oficiais Militares, disse que a associação não é responsável pelo movimento e não serão eles que vão repreender a ação dos familiares dos policiais.
"O movimento é legítimo, pleiteando melhorias salariais, visto que tem o pior salário do Brasil. Mas, se não somos nós que organizamos, como podemos ser penalizados?", questionou.
Suspensão de atividades
O Sindicato dos Rodoviários (Sindirodoviários-ES) informou que os ônibus estarão paralisados a partir das 16h. A circulação ficará suspensa até que a situação da segurança seja normalizada.
A Prefeitura de Vitória suspendeu o atendimento em todas as unidades de saúde da capital, inclusive a vacinação contra a febre amarela. Já os pronto-atendimentos da Praia do Suá e São Pedro continuam normais neste início de semana, segundo nota da prefeitura.
A Prefeitura de Vila Velha também anunciou a suspensão das atividades administrativas a partir das 14h.
No estado, escolas e faculdades públicas e particulares cancelaram as aulas nesta segunda. São elas:
- Escolas públicas municipais de Vitória (matutino), Vila Velha, Cariacica (período matutino), Viana e Linhares;
- Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes): campi Goiabeiras, Maruípe, Alegre e São Mateus;
- Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes): campi Cariacica, Guarapari, Serra, Viana, Vila Velha e Vitória;
- Faculdade de Ensino Superior de Linhares (Faceli);
- Faculdade de Direito de Vitória (FDV);
- Emescam;
- Faculdade Multivix: unidades de Vitória, Vila Velha, Cariacica, Serra e Cachoeiro;
- Escola São Domingos;
- Escola Leonardo da Vinci;
- Darwin: unidades Cachoeiro de Itapemirim, Colatina e Linhares;
- Up: todas as unidades;
- Colégio Ápice Jacaraípe.
Os seguintes órgãos públicos estão com atividades paralisadas:
- Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MP-ES);
- Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo (TJ-ES): fóruns de Vitória, Serra, Vila Velha, Cariacica e Viana fechados. Expediente mantido na sede do Tribunal de Justiça;
- Ministério Público do Trabalho no Espírito Santo (MPT-ES).
Mortes
A Grande Vitória registrou 51 mortes violentas desde o início dos protestos de familiares de policiais militares, segundo o Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo. A Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) ainda não tem um balanço.
Se confirmado, o número de mortos nos últimos três dias significa um aumento de mais de 1.000% em relação a todo o mês de janeiro, quando ocorreram apenas quatro registros no Departamento Médico Legal (DML).
Lojas arrombadas
Várias lojas de Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica e Guarapari foram arrombadas por criminosos. Por causa disso, os estabelecimentos não vão funcionar nesta segunda.
No bairro da Glória, em Vila Velha, o equivalente a um caminhão de mercadorias foi roubado das Casas Bahia. O portão da loja foi arrombado e, segundo o gerente, os criminosos destruíram muita coisa dentro do local. A Eletrocity também foi alvo da ação de assaltantes.
Em Guarapari, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) informou que 35 lojas da cidade haviam sido assaltadas até o início da manhã desta segunda.

AGÊNCIA REUTERS


Forças Armadas vão para as ruas no ES reforçar segurança durante greve da polícia


(Reuters) - Homens das Forças Armadas e da Força Nacional começarão a patrulhar as ruas da região metropolitana de Vitória, capital do Espírito Santo, nesta segunda-feira, em uma operação para reforçar a segurança diante de uma "grave situação" provocada pela greve da Polícia Militar, anunciou o governo federal.
Tropas da Marinha, do Exército e da Aeronáutica atuarão sob a chamada Garantia da Lei e da Ordem (GLO) em atendimento a pedido do governador em exercício, César Roberto Colnaghi, à Presidência da República, que autorizou a atuação dos militares.
O ministro da Defesa, Raul Jungmann, conversou por telefone com autoridades do Estado e viajará também nesta segunda para Vitória, informou o Ministério da Defesa em comunicado.
Além das Forças Armadas, o Espírito Santo também receberá 200 homens da Força Nacional para o reforço do policiamento em Vitória, de acordo com o Ministério da Justiça e Segurança Pública.
A greve dos policiais militares do Espírito Santo resultou em uma série de crimes na região metropolitana de Vitória no fim de semana, de acordo com a Polícia Civil do Estado. Vídeos divulgados nas redes sociais flagraram assaltos nas ruas da cidade, provocando pânico entre moradores.
O governo do Estado informou em nota que trocou o comando da PM "para restabelecer a ordem e disciplina", e disse que irá continuar conversando com os policiais para garantir o policiamento nas ruas.
A administração estadual também disse ter obtido uma decisão favorável do Tribunal de Justiça contra a paralisação da PM, na qual foi determinada multa diária de 100 mil reais caso os policiais não cumpram a determinação de retornar às atividades.
A crise na segurança no Espírito Santo ocorre semanas após uma série de rebeliões em presídios do país em consequência de conflitos entre facções criminosas, que deixaram ao menos 130 mortos e levaram o governo federal a autorizar o envio das Forças Armadas a penitenciárias para a realiação de varreduras.

JORNAL DIÁRIO DE PERNAMBUCO


Aeronáutica divulga cinco editais para cargos de nível superior

As oportunidades são para dentistas, farmacêuticos, oficiais de apoio,engenheiros e capelães de diversas especialidades

Hellen Leite

A Aeronáutica publicou cinco editais que somam 55 vagas para diversos cargos de nível superior. As oportunidades foram divulgadas no Diário Oficial da União, na sexta-feira, (3/2).
As vagas são para Dentistas, Farmacêuticos, Oficiais de Apoio, Engenheiros e Capelães de diversas especialidades. O edital nº 06/2017 tem dez vagas para Dentistas nas especialidades de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facil (2), Clínica Geral Odontológica (1), Endodontia (2), Odontogeriatria (1), Radiologia Odontológica e Imaginologia (2).
Já o edital nº 07/2017, divulga quatro vagas para o curso de Adaptação de Farmacêuticos, distribuídas nas especialidades de Farmácia Bioquímica (1) e Farmácia Hospitalar (3). Enquanto as áreas de Administração (3), Análise de Sistemas (1), Ciências Contábeis (1), Enfermagem (1), Fisioterapia (1), Pedagogia (2), Psicologia (1), Serviços Jurídicos (5) e Serviços Social (2), têm vagas no edital nº 08/2017, para o exame de Admissão ao Estágio de Adaptação de Oficiais de Apoio da Aeronáutica.
A seleção de nº 09/2017 dispõe de 20 oportunidades ao Exame de Admissão ao Estágio de Adaptação de Oficiais Engenheiros, nas especialidades de Engenharia Civil (1), Engenharia Cartográfica (1), Engenharia da Computação (3), Engenharia Elétrica (2), Engenharia Eletrônica (5), Engenharia Mecânica (5), Engenharia Metalúrgica (1), Engenharia Química (1) e Engenharia de Telecomunicações (1).
Por fim o edital de nº 10/2017, tem quatro vagas ao Exame de Admissão ao Estágio de Instrução e Adaptação para Capelães, distribuídas entre Sacerdote Católico Apostólico Romano (2) e Pastor Evangélico (2).
Os concursos serão compostos de diversas etapas de avaliação, começando pelo exame de escolaridade e de conhecimentos especializados, análise da Secretaria da Comissão de Promoções de Oficiais ou da Secretaria da Comissão de Promoções de Graduados, inspeção de saúde, exame de aptidão psicológica, teste de avaliação do condicionamento físico, prova prático-oral e análise e conferência dos critérios exigidos e da documentação prevista para a matrícula no Curso.
O cronograma das provas será divulgado assim que saírem os editais completos, as provas escritas acontecem nas cidades de Belém-PA, Recife-PE, Salvador-BA, Natal-RN, Fortaleza-CE, Rio de Janeiro-RJ, Belo Horizonte-MG, São Paulo-SP, Campo Grande-MS, Porto Alegre-RS, Canoas-RS, Curitiba-PR, Brasília-DF e Manaus-AM.
As provas serão organizadas e aplicadas pela própria Força Aérea Brasileira. Os interessados devem se inscrever através do site, no período de 20 de fevereiro a 21 de março. 

RÁDIO CBN


Rastreamento de aviões por satélite da Nasa vai proteger aeronaves


Ethevaldo Siqueira Mundo Digital

Atualmente, os aviões são rastreados por meio de radares. O novo sistema será instalado numa rede de 66 satélites e terá a capacidade de acompanhar as aeronaves até mesmo quando sobrevoam o oceano.
PORTAL DEFENSA.COM (Espanha)


La Fuerza Aérea Brasileña acelera su reestructura activando y dando de baja unidades


Javier Bonilla

ImagemEn el marco del proceso de reestructuración que acomete, La Fuerza Aérea de Brasil sigue activando nuevas unidades militares. El objetivo es hacer más eficiente la institución y centrarla en su actividad principal. El 1 de febrero se constituía así oficialmente el Ala 6 en la norteña ciudad amazónica de Porto Velho. La ceremonia marcó la Asunción del Coronel Aviador Celio Octavio Araujo Galvão como comandante de dicha Ala y la desactivación de la Base Aérea de Porto Velho. La nueva unidad cuenta con un escuadrón de combate, el Grifo (2° / 3° GAV) ­ compuesto por aviones A­ 29 Super Tucano y un escuadrón de helicópteros, el Poti (2° / 8° GAV) ­ integrado por los MI­35M/AH­2 Sabre.
Antes, el 27 de enero, se constituía el Ala 11, basada em Galeao / Río de Janeiro. La nueva unidad es responsable de dirigir, coordinar y controlar la operativa, logística, seguridad y defensa de la región. El evento también marcó las desactivaciones de la II y V Fuerza Aérea ,así como de la Base Aérea de Galeao (BAGL). El comando del Ala 11 está a cargo del brigadier del aire Mozart de Oliveira Farias, antes comandante de la V FAE. Consta de las siguientes unidades de transporte aéreo: Escuadrón Pionero (3ª ETA), Escuadrón Cóndor (1º / 2º GT), Escuadrón Corsario (2º / 2º GT), Escuadrón Gordo (1º / 1º GT), el Escuadrón Cascavel (1 GTT) y el Grupo de Seguridad y Defensa, que es el antiguo Batallón de infantería Especial del Galeão. Además, es parte de la organización, el Grupo Logístico.
Hace pocos días se activó también el nuevo Ala 5 en Campo Grande, Mato Grosso do Sul. La ceremonia marcó la Asunción del coronel aviador Daniel Cavalcanti de Mendonça como comandante de la nueva unidad. En ese momento se desprogramó la Base Aérea de Campo Grande(BACG). La nueva estructura alberga a los mismos tres escuadrones aéreos pre­existentes: uno de combate, el Escuadrón Flecha (3º / 3º GAV); uno de Transporte, el Escuadrón Onza (1° /15 GAV); y uno de Búsqueda y Rescate, el Escuadrón Pelícano (2º / 10º GAV), estos últimos equipados con Airbus C295. Además, forman parte del Ala 5, el Escuadrón Aeroterrestre de Rescate (EAS), conocido como PARASAR, y la Agrupación de Apoyo de Campo Grande (GAPGC).
La Base Aérea de Manaus (BAMN), del Séptimo Comando Aéreo Regional (COMAR VII), ha sido, asimismo, desafectada. El mismo día, 2 de enero, que la Fuerza Aérea activó el Ala 8, que será comandada por el tenientebrigadier del Aire, Waldeísio Ferreira Campos. Constará de los mismos escuadrones aéreos, grupos especializados en el mantenimiento de aeronaves, suministro, armamento, seguridad y defensa. La parte administrativa del ala será gestionada por otro organismo creado para la reestructuración de la FAB.
Integran el Ala 8 , el 1er. Escuadrón del Grupo de Aviación 9º (1/9 GAV) o Escuadrón Arara­ cuya flota está compuesta por aviones C295­, el 7º. Escuadrón del 8º. Grupo de Aviación (7º./8º. GAV) Escuadrón Harpía, dotado de helicópteros H­ 60L (Sikorsky UH­60L Black Hawk), 7° Escuadrón de Aviación (7º ETA), Escuadrón Cobra , equipado con aviones C­95 y C­95B (Embraer EMB 110 Bandeirante), C­ 98 (Cessna 208) y C­97 Brasilia (Embraer EMB­120 Brasilia), 1er. Escuadrón del 4º Grupo de Aviación (1º/4ºGAv), Escuadrón Pacau (aeronaves F­5EM), Hospital deAeronáutica de Manaus, el Grupo de Seguridad y Defensa, que es el antiguo Batallón de infantería Especial de Manaus, etc.
A su vez, entre el 17 y 18 de enero fueron desactivadas las Bases Aéreas de Brasília ­junto al Sexto Comando Aéreo Regional (VI COMAR)­ y Anápolis para crear el Ala 1, bajo el Comando del Brigadier del Aire Ary Soares Mesquita, y el Ala 2 al mando del cnel. Francisco Bento Antunes Neto, respectivamente. Desde Anápolis (futura sede prioncipal de los Gripen NG), el Escuadrón Carcará ­1o./6o. GAV, integrado por aeronaves Learjet 35 , equipadas para Reconocimiento, fue desplazado a Recife, la que fue su primer sede, en 1953. (Javier Bonilla)


OUTRAS MÍDIAS


LA PRENSA (BOLÍVIA)


Bolivia blinda sus fronteras contra 4 tipos de delito

July Rojas Medrano
Para el control de la criminalidad, en los últimos años Bolivia ha priorizado la consolidación de acuerdos bilaterales con los cinco países vecinos con los que comparte 6.834 kilómetros lineales de frontera. El objetivo es reforzar el control de zonas donde los agentes de seguridad han detectado la presencia de bandas criminales que se dedican a la comisión de delitos transnacionales como narcotráfico, trata y tráfico de personas y otros.
ImagemSegún el Gobierno, Bolivia tiene suscritos acuerdos bilaterales con Perú, Brasil, Paraguay, Argentina y Chile para combatir los delitos en frontera como el narcotráfico, trata y tráfico de personas, contrabando, tráfico de armas en otros delitos conexos. El viceministro de Defensa Social y Sustancias Controladas, Felipe Cáceres, afirmó que estos acuerdos de cooperación han tenido buenos resultados y han permitido “cerrar las fronteras” de Bolivia a estos delitos, sobre todo, al narcotráfico por lo tanto este año se incidirá aún más en los operativos combinados.
“En la gestión pasada, estas operaciones vía área, fluvial y terrestre han dado resultados para la incautación de drogas como también para la detención de narcotraficantes importantes”, señaló en enero pasado.
Por su parte, el director Nacional de la Fuerza especial de Lucha Contra el Narcotráfico (Felcn), Santiago Delgadillo, aseguró que Bolivia se ha convertido en un “muro de contención”, que evita que grandes cantidades de droga ingresen a países vecinos.
El ministro de Gobierno, Carlos Romero, en noviembre del año pasado, durante una reunión multinacional que se desarrolló en Brasil, detalló que existen 39 puntos vulnerables a los delitos transnacionales en toda la extensión fronteriza que tiene Bolivia.
Dijo que con Brasil son nueve, con Perú son 10, con Argentina son nueve, con Chile son seis y con Paraguay son cinco los puntos débiles que requieren ser reforzados por la Policía de ambos países. Por lo mismo, la mayor parte de los acuerdos señalan como tareas primordiales el intercambio de información de los agentes de inteligencia, realizar operativos conjuntos, intercambiar oficiales de enlace y compartir datos estadísticos sobre los diferentes delitos.
Según un informe elaborado por el Ministerio de Gobierno, titulado “Situación de la Seguridad en Frontera” y publicado en noviembre del año pasado, en cuanto a narcocriminalidad, Bolivia se constituye en país tránsito de drogas, por ejemplo, cocaína del Perú y marihuana de Paraguay ingresan al país para ser trasladados a otros países de la región.
“Se estima que existe una mayor proporción de ingreso de cocaína del Perú, especialmente de la localidad del Vraem. Es común el ingreso de aeronaves que transportan cocaína al norte de La Paz, Pando y Beni, donde es acopiada para posteriormente trasladarla vía aérea y terrestre hacia el Brasil”, señala el informe oficial.
Indica que se ha generado una relación fluida y dinámica con Brasil en la lucha contra el tráfico ilícito de drogas. En contraste, Chile es el país con el que menos mecanismos de coordinación se han desarrollado; sin embargo, este año se ha firmado un acuerdo de cooperación mutua.
Una nueva modalidad identificada de tráfico de droga, según la Felcn, es el “bombardeo o lluvia de droga”, detectada sobre todo en el occidente del país.
En relación al tráfico ilícito de armas, el informe señala que conforme al reporte de la Fuerza Especial de Lucha Contra el Crimen (Felcc) sobre tráfico y tenencia ilegal de armas, la frontera Bolivia-Brasil, reporta mayor cantidad de casos registrados, principalmente en las poblaciones de Puerto Suarez, Puerto Pérez y San Matías.
“Se constata la ausencia de instrumentos internacionales bilaterales o multilaterales específicos para la prevención y control del tráfico ilegal de armas de fuego”, indica el informe.
En cuanto a la trata y tráfico, Bolivia también es considerada país tránsito para este delito. “La ruta crítica en la región inicia en los países limítrofes y se dirige hacia Estados Unidos, Europa y Asia”, señala el documento.
Indica también que la mayor cantidad de víctimas bolivianas han sido repatriadas de Argentina y Perú y que fueron captadas para explotación sexual y laboral, sobre todo en fábricas textiles.
En la Rinconada, población minera de Puno (Perú), se reportan casos de explotación laboral en la minas (en su mayoría de hombres) y explotación sexual (en su mayoría de mujeres bolivianas).
CENTRO DE INTELIGENCIA TRILATERAL
En junio del año pasado, las autoridades antidrogas de Bolivia y Brasil reunidas en la ciudad de Santa Cruz concretaron un acuerdo para crear un Centro de Inteligencia Policial destinado a combatir el tráfico de drogas entre ambos países. A este convenio se sumará Perú, con lo que esta oficina será trilateral.
El convenio fue suscrito por el embajador de Brasil en Bolivia, Raymundo Santos Rocha Magno, y el viceministro de Defensa Social y Sustancias Controladas, Felipe Cáceres, en el marco de la IX Reunión de la Comisión Mixta Sobre Drogas y Delitos Conexos, que se desarrolló en la capital oriental. Además, este convenio contempla acciones de lucha contra el tráfico de armas, robo de vehículos, contrabando y trata de personas, entre otros.
 CONTROL MIGRATORIO
En relación a la migración, el informe elaborado por el Ministerio de Gobierno señala que hay avances “significativos” en la regularización del tránsito fronterizo, en especial con Brasil y Argentina, a partir de la obtención y uso de las Tarjetas Vecinales Fronterizas.
Apunta que la falta de puestos de control integrado en puntos fronterizos con Brasil facilita el ingreso de gente que comete ilícitos.
Es por eso que recomienda avanzar en consolidar mecanismos que posibiliten el intercambio de información migratoria, para la toma de decisiones oportunas y seguras entre países vecinos.
Sobre el delito de secuestros, el informe señala que existe vulnerabilidad en la frontera Bolivia-Brasil, en Pando, debido a la cantidad de casos de secuestro ocurridos en los últimos dos años, donde la participación de los organismos de prevención, control, investigación y persecución penal no son considerados por las personas afectadas debido al temor a represalias.
La mayor cantidad de secuestros en territorio nacional son cometidos por brasileños, quienes piden rescate en moneda brasilera (reales). La Policía no es parte de las negociaciones de rescate, añade el informe.




Leia também:









Receba as Últimas Notícias por e-mail, RSS,
Twitter ou Facebook


Entre aqui o seu endereço de e-mail:

___

Assine o RSS feed

Siga-nos no e

Dúvidas? Clique aqui




◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share



Eventos







Publicidade






Recently Added

Recently Commented