|

ANAC aprova sua Política de Segurança Operacional e atualiza checklist para pilotos da aviação geral


ANAC aprova sua Política de Segurança Operacional e atualiza checklist para pilotos da aviação geral ...


Brasília, dezembro de 2016 – A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) aprovou em 18/10, a Política de Segurança Operacional da Agência, que tem como principal objetivo promover boas práticas e uma cultura positiva de segurança operacional no sistema de aviação civil. A aprovação da política pela nova diretoria da ANAC também reforça a importância da continuidade do Programa de Segurança Operacional Específico da Agência (PSOE-ANAC), representando o compromisso da ANAC com a busca da melhoria contínua nos níveis de segurança operacional da aviação civil brasileira.

O PSOE-ANAC contempla as diretrizes e requisitos para orientar a implantação dos novos conceitos de gestão da segurança operacional na aviação civil brasileira. Um dos principais objetivos do programa é estruturar o desenvolvimento de Sistemas de Gerenciamento da Segurança Operacional – SGSO nos provedores de serviço de aviação civil - PSAC de forma a garantir a melhoria contínua do desempenho dos distintos segmentos que compõem a aviação civil brasileira.

A ANAC revisou, também,  a lista de verificação (checklist) pessoal de requisitos mínimos operacionais voltados para a aviação geral e inseriu novos itens e orientações. O checklist é composto por itens considerados importantes pela ANAC e devem ser observados pelos pilotos das aeronaves antes da decolagem, com foco, principalmente, no planejamento do voo.

Com apoio de representantes da Associação de Pilotos e Proprietários de Aeronaves -  AOPA Brasil e da Escola de Aviação Civil EFAI, a Agência revisou o documento, lançado pelo antigo Departamento de Aviação Civil (DAC), e adequou o texto aos novos requisitos estabelecidos pela ANAC e ao cenário atual da aviação geral brasileira. Originalmente, a iniciativa da elaboração da lista partiu da Federal Aviation Administration (FAA) e está disponível também no site daquela organização.

O novo checklist busca conscientizar os pilotos sobre a necessidade de conhecer os recursos da aeronave, seus limites pessoais e os fatores de riscos que afetam o voo, contribuindo para aumentar a consciência situacional na cabine da aeronave e, consequentemente, colaborar para um nível elevado de segurança operacional - que é o principal objetivo da ANAC.

Para acessar o Checklist Pessoal de Mínimos Operacionais clique aqui

Conheça alguns mínimos que constam do Checklist

 minimos_operacionais.jpg

Mínimos operacionais - Piloto:
Lembre-se que antes de decolar, as prerrogativas que são conferidas ao detentor de um certificado de habilitação técnica (CHT) somente poderão ser exercidas quando forem atendidos três requisitos:1) estar com certificado médico aeronáutico (CMA) válido e adequado à licença/certificado de que é titular; 2) estar com as habilitações correspondentes válidas e 3) possuir experiência recente correspondente à licença ou ao certificado.
Para relembrá-lo, no Checklist consta a experiência recente prevista no RBAC n° 61.
Outra dica importante é fazer a simulação do seu voo no sistema DCERTA.
Sua aeronave pode estar suspensa e você poderá ser surpreendido após uma ocorrência.

Mínimos Operacionais - Aeronave:
Você conhece as limitações da aeronave e está familiarizado com todo o equipamento a bordo, principalmente com os novos aviônicos? E a aeronavegabilidade da aeronave? Será que ela foi submetida à todas inspeções recentemente? A aeronave tem o combustível necessário? Você está satisfeito com o peso, balanceamento e desempenho para o voo? As cartas e os bancos de dados da aeronave estão atualizados?
Para auxiliá-lo, no Checklist estão listados os documentos de porte obrigatório e que devem estar a bordo da aeronave.
Lembre-se que no sistema DCERTA é possível verificar a situação da aeronavegabilidade da sua aeronave.

Mínimos Operacionais - Meio Ambiente /Aeródromos:
Como está o tempo? Você está confortável e possui experiência suficiente para voar nas condições de previsão do tempo? Você já pensou em todas as suas opções? Você está atualizado na operação IFR? Você está satisfeito e confortável com as condições de vento, visibilidade, teto, nebulosidade e previsões de forma geral? Você está confortável em realizar o voo em espaço aéreo congestionado? Você está familiarizado com o terreno?
No Checklist constam os itens que devem ser verificados nos aeródromos de decolagem, destino, alternativa e em rota.

Mínimos Pessoais - Pressões externas:
Você está estressado ou ansioso? É este voo que está fazendo você se sentir estressado ou ansioso? Existe pressão para chegar ao seu destino de forma rápida? Você tem um plano B? Você está lidando com os passageiros difíceis ou com uma cultura de segurança inexistente? Você está sendo honesto consigo mesmo e com os outros sobre suas habilidades de piloto e limitações? Conhece algumas situações que podem levar o piloto operando manual (VFR) entrar involuntariamente em condições de voo por instrumentos (IFR)?
No Checklist consta orientações para se evitar uma entrada inadvertida em voo IFR (voo por instrumentos) assim como orientações de como lidar com pressões externas.


Leia também:









Receba as Últimas Notícias por e-mail, RSS,
Twitter ou Facebook


Entre aqui o seu endereço de e-mail:

___

Assine o RSS feed

Siga-nos no e

Dúvidas? Clique aqui




◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share



Eventos






Publicidade






Recently Added

Recently Commented