|

Grupo Emirates anuncia performance do primeiro semestre do ano fiscal 2016-17


Grupo Emirates anuncia performance do primeiro semestre do ano fiscal 2016-17 ...


São Paulo, novembro de 2016 – O Grupo Emirates anunciou em 09/11 seus resultados do primeiro semestre do ano fiscal 2016-17. O Grupo manteve-se estável em relação a receita, mas o lucro foi atingido pelo impacto da força do dólar americano e por conta do ambiente operacional desafiador para a companhia aérea e a indústria de viagens.

A receita do Grupo Emirates foi de AED 46,5 bilhões (US$ 12,7 bilhões) nos primeiros seis meses do ano fiscal 2016-17, aumento de 1% em relação aos AED 46 bilhões (US$ 12,5 bilhões) registrados no mesmo período do ano passado.

Após um dos seus melhores desempenhos no ano passado, o Grupo reportou um lucro líquido de AED 1,3 bilhão (US$ 364 milhões) nesta primeira metade do ano 2016-17, o que representa uma redução de 64%. Em 30 de setembro de 2016, o caixa do Grupo registrava AED 14,9 bilhões (US$ 4,1 bilhões), comparados aos AED 23,5 bilhões (US$ 6,4 bilhões) em 31 de março de 2016.

Isto ocorre por conta dos investimentos em andamento, principalmente em termos de novas aeronaves, projetos de infraestrutura, aquisições de negócios e reembolsos de investimentos totalizando AED 4,1 bilhões (US$ 1,1 bilhão), empréstimos e obrigações financeiras.

“Nossa performance no primeiro semestre do ano fiscal 2016-17 continua sendo impactada pela força do dólar em relação à maioria das outras moedas. Aumento da competitividade, bem como as incertezas econômicas e políticas sustentadas em muitas partes do mundo, aumentaram a pressão e reduziram a demanda por viagens”, afirmou Sua Excelência Sheikh Ahmed bin Saeed Al Maktoum, diretor e presidente executivo da Emirates Airline e do Grupo Emirates.

“As perspectivas econômicas globais parecem ser a nova norma, sem uma resolução imediata em vista. Contra este cenário, o Grupo manteve-se rentável e as nossas sólidas bases de negócios continuam nos mantendo em uma boa posição. Nos primeiros seis meses do ano, a Emirates e a dnata continuaram crescendo em termos de habilidade e capacidade. Nossos investimentos em produtos e serviços estão agora se pagando, o que nos permite manter clientes de alto valor e atrair novos clientes – o que foi refletido no crescimento de passageiros na companhia aérea para 2,3 milhões de pessoas. Continuamos fazendo investimentos estratégicos porque sabemos que temos que trabalhar ainda mais duro para cada cliente, e fazer com que cada dólar gasto valha mais por meio de inovação e eficiência em nosso negócio”, acrescentou ele.

Nos últimos seis meses, o Grupo continuou desenvolvendo e expandindo sua base de funcionários, aumentando a equipe para 103 mil pessoas, crescimento de 9% comparado a 31 de março de 2016. Este fator deve-se às recentes aquisições nos negócios dnata e também ao aumento da frota da Emirates.

Emirates Airline
A Emirates continua investindo nas mais avançadas aeronaves de fuselagem larga para melhorar a eficiência e experiência do cliente. Neste período, a Emirates recebeu 16 aeronaves de fuselagem larga – 8 Airbus A380 e 8 Boeing 777, com mais 20 aeronaves programadas para serem entregues até o final do ano fiscal. Também foram retiradas 19 aeronaves da frota, com 8 aeronaves a retornarem até 31 de março de 2017.

A Emirates expandiu sua malha aérea com o lançamento de serviços para quatro novos destinos – Yinchuan, Zhengzhou, Yangon e Hanói. Em 30 de setembro, a malha aérea da Emirates contava com 155 destinos em 82 países, com Fort Lauderdale a ser incluso em 15 de dezembro de 2016.
Operando a maior frota de A380 e Boeing 777 do mundo, a Emirates continua oferecendo as melhores conexões para seus clientes com apenas uma parada em Dubai.

A capacidade total nestes seis primeiros meses do ano aumentou 9% para 30,2 bilhões em volume de toneladas de quilômetros (ATKM). A capacidade medida em assentos disponíveis por quilômetro (ASKM) cresceu 12%, enquanto o tráfego de passageiros transportado medido em receita de passageiro por quilômetro (RPKM) ficou acima de 8%, com média de assentos para passageiros reduzido para 75,3%, comparado aos 78,3% do ano passado.

A Emirates transportou 28 milhões de passageiros entre 1º de abril e 30 de setembro de 2016, aumento de 9% em relação ao mesmo período do ano passado. O volume de carga permaneceu estável, com 1,3 milhão de toneladas, um sólido desempenho em um mercado de transporte aéreo tão desafiador.
Na primeira metade do ano fiscal 2016-17, o lucro líquido da Emirates foi de AED 786 milhões (US$ 214 milhões), queda de 75% após um dos melhores desempenhos de metade de ano fiscal da companhia aérea no mesmo período do ano passado.

A receita da Emirates, incluindo outras receitas operacionais, foi de AED 41,9 bilhões (US$ 11,4 bilhões), com uma ligeira queda de 1% comparado aos AED 42,3 bilhões (US$ 11,5 bilhões) de recorde no ano passado. Isto ocorreu devido ao ambiente desfavorável da moeda corrente, em que o dólar americano continua forte em relação à maioria das outras moedas, além do aumento da concorrência que resulta em tarifas médias mais baixas. A companhia aérea também foi afetada pela desvalorização e baixa da moeda em alguns países africanos, além da redução da demanda por viagens por conta da economia fraca e ameaças de segurança em alguns dos principais mercados de sua malha aérea.

Os custos operacionais da Emirates cresceram 5% em relação ao aumento da capacidade total de 9%. Em média, o custo do combustível foi 10% mais baixo comparado ao mesmo período do ano passado. No entanto, o combustível permaneceu o maior componente do custo da companhia aérea, representando 24% dos custos operacionais em comparação com 28% nos primeiros seis meses do ano passado.

dnata
A dnata continuou fortalecendo seus negócios globais que agora abrangem 83 países. Na primeira metade de 2016-17, as operações internacionais da dnata representaram mais de 67% de sua receita total.

A receita da dnata, incluindo outras operações, foi de AED 6 bilhões (US$ 1,6 bilhão), um robusto aumento de 14% comparado aos AED 5,2 bilhões (US$ 1,4 bilhão) do ano passado. Esta sólida performance foi sustentada pela consolidação de aquisições recentes nos seus negócios de assistência na Europa e nas Américas. O lucro total da dnata diminuiu ligeiramente 1% para AED 549 milhões (US$ 150 milhões), principalmente por conta do impacto da força do dólar americano em repatriamento de moedas de seus negócios internacionais, e também por conta dos custos de investimentos em startup em algumas de suas novas aquisições.

As operações aeroportuárias da dnata permaneceram a maior contribuinte de sua receita com AED 3,1 bilhões (US$ 843 milhões), aumento de 31% comparado ao mesmo período do ano passado. Em todas as suas operações, o número de aeronaves controladas pela dnata aumentou significantemente em 75% para 297,721, e foi registrado um volume de 1,2 milhão de toneladas de carga, aumento de 28%, reflexo dos novos negócios adquiridos, bem como aumento no tráfego do Aeroporto Internacional de Dubai em relação ao mesmo período do ano passado.

A divisão de viagens da dnata contribui com AED 1,5 bilhão (US$ 404 milhões) em sua receita, queda de 13% em relação ao mesmo período do ano passado. As vendas líquidas subjacentes da divisão diminuíram 14% para AED 5,3 bilhões (US$ 1,4 bilhão), o que explica o impacto das incertezas econômicas e aumento da concorrência de preços da indústria de viagem e turismo.
As operações de catering nos voos contribuíram com AED 1 bilhão (US$ 286 milhões) de sua receita total, aumento de 3%. O número de refeições foi de 34,2 milhões no primeiro semestre do ano fiscal, aumento de 5% comparado ao registro de 32,7 milhões no ano passado. 

Sobre a Emirates Airline
A Emirates é uma das companhias aéreas que mais rapidamente crescem no mundo. Recebeu cerca de 500 prêmios internacionais pela sua excelência e conta com 16 milhões de membros Skywards. Atualmente, voa para 155 destinos em 82 países e opera uma frota de 247 aeronaves de fuselagem larga, incluindo o número recorde na indústria de 83 aviões A380. A companhia aérea é a maior operadora mundial de aeronaves A380s e Boeing 777s. Para mais informações, acesse www.emirates.com.


Leia também:









Receba as Últimas Notícias por e-mail, RSS,
Twitter ou Facebook


Entre aqui o seu endereço de e-mail:

___

Assine o RSS feed

Siga-nos no e

Dúvidas? Clique aqui




◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share



Eventos






Publicidade






Recently Added

Recently Commented