|

NOTIMP - Noticiário da Imprensa - 08/10/2016 / Faltam verbas para pesquisa aeroespacial, apontam especialistas


Faltam verbas para pesquisa aeroespacial, apontam especialistas ...


Prejudicada pela falta de investimentos públicos, a indústria aeroespacial brasileira precisa de mais participação do setor privado em pesquisa e desenvolvimento, afirmaram nesta sexta-feira (7) os participantes de audiência pública da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT). O debate foi realizado no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP).

O diretor científico da Fundação de Pesquisa de São Paulo (Fapesp), Carlos Henrique Cruz, afirmou que o governo investe 0,6% do PIB em ciência e tecnologia — proporção semelhante à dos padrões internacionais — enquanto as empresas só investem 0,5% da riqueza que geram. Cruz sublinhou que, em países como Estados Unidos e Canadá, o setor privado investe o dobro disso. Para o diretor da Fapesp, o desafio do Brasil é aumentar o número de pesquisadores trabalhando nas empresas, competir no cenário mundial e elevar o número de patentes.

Porém, a fabricante de aviões Embraer, sediada em São José dos Campos, pediu ajuda do governo para o desenvolvimento de produtos mais competitivos. Os executivos da empresa afirmaram que a Embraer já investe 10% de seu faturamento em pesquisa, e suas concorrentes no mundo contam com incentivos estatais.

Representantes da Força Aérea Brasileira (FAB) acrescentaram críticas à falta de verba e à carência de mão de obra para desenvolver a indústria espacial. Mas o pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Leonel Perondi, declarou que o Brasil tem o sexto maior programa espacial do mundo e, com reforço nos investimentos, tem condições de buscar uma melhor posição.

Supercomputador

No encontro com a comitiva de senadores da CCT, representantes do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) pediram dinheiro do Orçamento federal para a compra de um novo supercomputador, no valor de R$ 100 milhões. O equipamento atualmente em uso é de 2010 e já está obsoleto. Sem esse supercomputador — argumentam os pesquisadores — o país pode ficar sem serviços essenciais do instituto, como a previsão do tempo.

O presidente da CCT, senador Lasier Martins (PDT-RS), se disse convicto de que os recursos para o supercomputador são mesmo necessários e que tentará convencer os colegas a destinar emendas parlamentares para adquiri-lo. O prazo para apresentação das emendas na CCT termina em 20 de outubro.
Ele também expressou preocupação com a PEC que congela gastos públicos (PEC 241/2016), a tramitar na Câmara, e criticou os cortes de recursos dos fundos de ciência e tecnologia.

Ciclo

O evento faz parte de ciclo destinado a avaliar como as atividades de pesquisa e inovação podem criar condições favoráveis ao desenvolvimento regional. O primeiro debate foi realizado em Porto Alegre, em 1º de julho. Na programação, estão previstos eventos nos municípios do Rio de Janeiro (RJ), Belém (PA) e Campina Grande (PB).



Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.



PORTAL R3 (SP)


Guaratinguetá recebe exposição sobre a Força Aérea Brasileira


O Buriti Shopping, em Guaratinguetá, recebe até o dia 9 de outubro, a exposição estática sobre a Força Aérea Brasileira em comemoração ao mês do Aviador e da Força Aérea Brasileira. Realizada pela Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), a exposição contará com estandes de informações sobre as diversas formas de ingresso na FAB.

Entre as curiosidades da exposição está a oficina de camuflagem para as crianças, o Helicóptero Militar H-13 e os diversos equipamentos das especialidades Mecânica de Aeronaves,Bombeiro de Aeronáutica, Equipamento de Voo, Enfermagem, Guarda & Segurança.

Oficiais graduados e alunos da EEAR estarão presentes nos estandes explicando ao público como é a rotina de trabalho na FAB, esclarecendo dúvidas sobre os equipamentos e sobre o trabalho da Força Aérea Brasileira.

O objetivo do evento é propiciar a interação entre a Escola de Especialistas de Aeronáutica e a comunidade de Guaratinguetá e região. A exposição está no corredor da expansão do Buriti Shopping (em frente à Renner) até o dia 9 de outubro, das 10h às 22h.

TV GLOBO - JORNAL NACIONAL


Passagem do furacão Matthew no Caribe deixa 265 mortos

Furacão ganhou força rumo à costa Leste da Flórida. Ventos chegaram a 220 quilômetros por hora.

Chegou a 140 o número de mortos na passagem do furacão Matthew pela América Central. Os enviados especiais ao Haiti, Lília Teles, Leandro Cordeiro e Arthur Guimarães, conseguiram desembarcar na tarde desta quinta-feira (6) no país depois de ficarem retidos no Panamá por causa do cancelamento de voos. À noite, o número de vítimas foi atualizado e chegou a 265.

A equipe chegou a Porto Príncipe, capital do Haiti, no primeiro dia sem chuva desde a passagem do furacão Matthew há dois dias. Só agora é possível contabilizar os estragos provocados pelo furacão. O aeroporto foi reaberto e começa a chegar ajuda humanitária.

Depois de atingir as Bahamas, Matthew voltou a ganhar força em sua trajetória para a costa Leste da Flórida.

Os ventos chegaram a 220 quilômetros por hora.

E o furacão, que na quarta-feira (5) foi rebaixado para a categoria três, recuperou a classificação quatro, numa escala que vai até cinco.

Só no Haiti, a tempestade matou 136 pessoas. Outras quatro mortes foram registradas na República Dominicana.

Mais de 20 mil perderam as casas e estão desabrigados; 350 mil foram afetados.

A devastação é tão impressionante que as Nações Unidas já afirmam que esta é a pior crise humanitária desde o terremoto de 2010.

Na manhã da sexta-feira (7) cerca de 350 militares das Forças Armadas brasileiras vão seguir para a região sul do Haiti, que foi a parte mais afetada pelo furacão. A ponte que dava acesso mais fácil a Les Cayes e Jéremie foi arrastada pela água e agora é preciso fazer um desvio que leva em torno de oito horas para se chegar às pessoas que estão feridas, sem alimentos e desabrigadas.

Nos Estados Unidos, o presidente Barack Obama declarou estado de emergência.

Alertas foram emitidos do Sul da Flórida, passando pela Geórgia, até a Carolina do Sul, afetando dois milhões de pessoas.

Um milhão e meio de moradores receberam ordens do governo do estado para deixar as casas. E começaram a lotar 60 abrigos.

Por volta das 20h50 (hora de Brasília), as praias do Sul da Flórida já sofriam os efeitos do furacão Matthew, com muita chuva e ventos fortes. Mas o furacão só atinge as praias nas próximas horas. O olho estava no mar, a 150 quilômetros da costa, ao Norte de Miami.

Ele vai subir, se aproximar da terra, e deve atingir Cabo Canaveral por volta de 9h (horário de Brasília) de sexta-feira (7) e 12 horas depois ele vai passar perto de Jacksonville antes de seguir para a costa do estado da Geórgia. As imagens de satélite mostram o tamanho do furacão.

Todos os aeroportos da região estão fechados. No aeroporto de Miami, um dos mais movimentados, milhares de voos foram cancelados. A tempestade, de categoria 4 deve ter ventos de 230 quilômetros por hora, muita chuva e inundações causadas pela ressaca. O número de mortes causadas pela passagem do furacão no Caribe aumentou para 265, a maioria no Haiti.

PORTAL G-1


Réplicas de caça e de míssil da FAB são expostos em Ribeirão Preto

Réplicas de caça e de míssil da FAB são expostos em Ribeirão Preto. Visitantes podem entrar na cabine da aeronave e conhecer funcionalidades. Exposição no Ribeirão Shopping acontece até o próximo sábado (15).

Do G1 Ribeirão E Franca

Uma réplica em tamanho real do futuro caça da Força Aérea Brasileira (FAB) "Gripen NG" é exposta até o próximo sábado (15) no Ribeirão Shopping. A ação integra uma exposição sobre a história da Passaredo Linhas Aéreas, cuja sede fica em Ribeirão Preto (SP).

Além de conferir detalhes da aeronave, os visitantes também podem entrar e interagir com o painel, conhecendo todas as funcionalidades do caça. Ao lado dele, são expostos protótipos de armamentos, como o míssil "A-Darter".

Com guia infravermelho, o míssil de quinta geração foi desenvolvido pelo Exército Brasileiro em parceria com a África do Sul e substituirá o "U-Darter". O primeiro lote do projétil de curto alcance foi entregue em fevereiro desse ano.

Serviço - exposição Caça "Gripen NG".
Quando: até 15 de outubro.
Horário: de segunda a sábado, das 10h às 22h; domingos e feriados, das 12h às 20h.
Onde: Praça de Eventos A, na oitava expansão do Ribeirão Shopping, localizado na Avenida Coronel Fernando Ferreira Leite, n.º 1.540, no Jardim Califórnia.
Ingresso: gratuito - interessados em entrar na cabine e conhecer as funcionalidades do caça devem levar 1 quilo de alimento não perecível.

Polícia Federal investiga segurança de aeroporto após roubo de malotes

Cerca de 10 malotes transportados em avião foram roubados em Ourinhos. Seguranças de empresa de valores e criminosos trocaram tiros.

Do G1 Bauru E Marília

A Polícia Federal de Marília abriu uma investigação paralela à investigação da Polícia Civil para apurar uma possível falha na segurança do aeroporto de Ourinhos (SP) que pode ter facilitado a ação da quadrilha armada que roubou cerca de dez malotes de uma empresa de transporte de valores na tarde de quinta-feira (6). A polícia suspeita que o valor levado chegue a R$ 20 milhões.

“A Polícia Federal vai focar na exposição da aeronave em risco e também o embaraço aéreo, ou seja, é área de atribuição da Polícia Federal a fiscalização aeroportuária e cabe a Polícia Civil a investigação do roubo”, diz o delegado da Polícia Federal José Navas Junior. Ainda segundo a PF, as informações poderão ser oportunamente compartilhadas entre os órgãos.

O Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp) informou em nota que está à disposição da Polícia Federal para prestar todas as informações necessárias sobre as questões de segurança do aeroporto de Ourinhos.

O assalto


Segundo a polícia, os criminosos fortemente armados com fuzis entraram de carro na pista quando o avião pousou e renderam os pilotos enquanto a aeronave taxiava na cabeceira da pista. Houve troca de tiros entre os seguranças da empresa que aguardavam os malotes e os suspeitos. Um carro forte foi atingido por um tiro de fuzil, mas ninguém se feriu.

O grupo fugiu em dois carros. De acordo com informações da Polícia Militar, os veículos utilizados na fuga foram encontrados abandonados em um matagal do Jardim
Guaporé, em Ourinhos, mas os suspeitos não foram localizados. O helicóptero Águia da Polícia Militar também ajudou nas buscas.

Em nota, a empresa de valores Protege informou que está à disposição das autoridades para colaborar com as investigações ainda em curso.

Avião agrícola cai em propriedade rural em MT e piloto morre, diz PM

Piloto fazia a aplicação de defensivo agrícola no momento do acidente. Cenipa confirmou o acidente e diz que deve investigar o ocorrido.

Do G1 Mt

O piloto de uma aeronave agrícola morreu nesta nesta sexta-feira (7) após a queda de um avião na fazenda Menina Linda, na região rural de Ipiranga do Norte, a 455 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Militar, o socorro foi acionado pelo gerente da propriedade rural, que foi até a cidade porque o sinal de telefone não estava funcionando na região. O piloto foi identificado como Pedro Paulo Formehl, que morava em Sorriso, a 420 km de Cuiabá.

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) confirmou a ocorrência e informou que o órgão deve investigar as causas do acidente.

Segundo o agricultor Fernando Pozobom, que arrendou a propriedade rural, o piloto fazia a aplicação de defensivos agrícolas no momento do acidente. "A polícia e os bombeiros estiveram no local e recolheram provas para investigar o caso", disse.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foi acionada e deve fazer a liberação do corpo aos parentes do piloto.

PORTAL UOL


EUA prende espiões que tentavam roubar tecnologia militar para a Rússia


Gustavo Sumares

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos anunciou ontem que dois russos e um cidadão do país foram presos por conta de uma tentativa de roubar tecnologia militar. Os três haviam fundado empresas falsas para comprar circuitos integrados usados na fabricação de armas.

A venda desses circuitos, no entanto, é rigidamente regulada. De acordo com o Daily Dot, Alexey Barysheff, Dimitrii Karpenko e Alexey Krutilin usavam documentos falsificados e motivos falsos para fechar acordos com os vendedores. Os circuitos eram comprados por meio das empresas falsas BKLN Spektra e UIP Techno.

Esses materiais são utilizados na construção de satélites, radares e sistemas de navegação de mísseis, segundo o Engadget. Após a compra, eles eram despachados por navio para a Finlândia e só depois seguiam para a Rússia, seu destino final. Esse arranjo tinha a finalidade de despistar eventuais investigadores.

Barysheff, Karpenko e Krutilin terão hoje seu primeiro julgamento. Segundo o Departamento de Justiça, eles ainda gozam da presunção de inocência; no entanto, a sentença máxima para os três é de 25 anos de prisão e US$ 1 milhão em multas.

PORTAL BRASIL


Brasil e Chile têm interesse em aprofundar cooperação na área de defesa

Ministro da Defesa recebeu embaixador do Chile no Brasil para debater assunto. Na ocasião, foram apresentadas tecnologias brasileiras utilizadas nas Forças Armadas

Com o intuito de estreitar as relações bilaterais em indústria de defesa, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, recebeu, na quinta-feira (6), o embaixador do Chile no Brasil, Jaime Gazmuri Mujica, para tratar de assuntos do setor.

“Queremos aprimorar essas relações e o tema da indústria militar é de nosso interesse. Gostaríamos de ampliar a colaboração na área técnica”, afirmou o representante chileno.

De acordo com Jungmann, a reunião foi proveitosa e terá desdobramentos. "Quero dizer que a resposta é positiva e vamos dar seguimento a esse encontro, que foi rico e interessante. Já na próxima semana, vamos tratar disso quando teremos uma bilateral com o ministro da Defesa do Chile. Com relação ao mecanismo 2+2, nós iremos dar agilidade”, afirmou o ministro Jungmann.

Para Mujica, as experiências foram positivas quando visitou as Forças Armadas brasileiras. Na oportunidade, ele conheceu melhor a tecnologia utilizada nos submarinos da Marinha do Brasil, no exército, conversou sobre a parte de indústria militar terrestre, e, na Força Aérea, o embaixador pode ter mais conhecimento sobre os projetos da Embraer.

“Do ponto de vista político, temos muito interesse em um mecanismo que acordamos, que é o 2+2, que são reuniões periódicas entre os ministros de Relações Exteriores e de Defesa dos dois países. É uma instância de natureza bem estratégica na área de defesa e concordamos em iniciar esse mecanismo, este ano, com o Brasil”, acrescentou o embaixador.

JORNAL ZERO HORA


Base aérea de Canoas terá mudanças com a reestruturação da FAB

Alterações foram concebidas com o objetivo de modernizar operações e reduzir custos com pessoal

Guilherme Mazui


A Força Aérea Brasileira (FAB) passará por mudanças. No Rio Grande do Sul, nova nomenclatura e atribuições, além da transferência de um esquadrão de Florianópolis para Canoas, integram a reestruturação concebida para modernizar as operações e reduzir gastos com pessoal.

Sediado em Canoas, o V Comando Aéreo Regional (V Comar) será desativado até 31 de dezembro. Em seu lugar, a FAB criará a Ala 5, que manterá os efetivos e a representação institucional no sul do país e terá foco nas operações, como atividades de defesa aérea, patrulha e transporte. Comandante do V Comar, o brigadeiro Jeferson Domingues ficará à frente da Ala 5. Ala é um termo utilizando mundialmente em forças aéreas.

As novidades ocorrem em todo o país, em um processo que mira o centenário da FAB, daqui a 25 anos. Na análise do comando da Aeronáutica, a atual estrutura tem aspectos que remetem ao nascimento da instituição, em 1941, durante a II Guerra Mundial.

A meta é garantir em 2041 uma força aérea enxuta, eficiente e com forte capacidade de dissuasão. Nessa linha, a FAB decidiu regionalizar o controle das operações. Atualmente, os esquadrões que ficam nas bases de Canoas e Santa Maria atuam segundo as orientações de comandos localizados em Brasília e no Rio de Janeiro.

Com a mudança, a execução das tarefas fica com a Ala 5, que também absorve a base de Canoas e responderá pelas de Santa Maria e Florianópolis. No caso catarinense, a base ficará sem um esquadrão fixo, mas será utilizada com frequência, modelo repetido em outros locais do Brasil. No mesmo projeto, a reformulação da FAB prevê a redução de 25% do efetivo, realocando recursos para as operações.

A FAB ainda pretende ampliar a contratação de temporários, que ficam por até oito anos. No momento, cerca de 9,5% do efetivo de 75 mil pessoas é temporário — o percentual exclui soldados que cumprem serviço militar obrigatório. A reestruturação diminui profissionais de carreira em áreas como medicina, engenharia, jornalismo e administração. A medida corta despesas, já que os temporários não demandam gastos de transferência, residência e aposentadoria.
Esquadrões

V Comar

> Localizado em Canoas, tem unidades subordinadas no interior do Estado, Santa Catarina e Paraná. Os esquadrões sediados na região respondem nas operações aos comandos que ficam em Brasília e Rio. Canoas tem modelos F-5EM e F-5FM. O V Comar será desativado até 31 de dezembro.

ALA 5

> A nova estrutura mantém a representação da Aeronáutica no sul do país. Além disso, todos os esquadrões do Estado responderão operacionalmente ao comando da ALA.

> Composto por aeronaves P-95, o Esquadrão Phoenix será transferido até dezembro de Florianópolis para Canoas. A ALA terá sete esquadrões, entre caças, aviões de patrulha e transporte, helicópteros e aeronaves remotamente pilotadas.

> As estruturas das bases de Canoas, Santa Maria e Florianópolis ficam na ALA 5.

"Queremos as aeronaves que planejamos ter", diz brigadeiro Rossato

Em entrevista a ZH, brigadeiro Nivaldo Rossato explica que, apesar das mudanças na Força Aérea Brasileira (FAB), não está previsto o fechamento de bases.

O que muda na FAB?

Fizemos um estudo sobre a necessidade de modernizar a Força Aérea tanto na administração quanto no uso do meio aéreo. O objetivo é a melhoria das operações e a redução de custos na atividade-meio, de forma com que a atividade-fim tenha mais recursos. Esse é o ponto fundamental.

Qual a diferença entre Comar e ALA?

O comandante do V Comar tinha mais tarefas de administração e representação. A representação permanece, com a operação. As questões administrativas ficam com grupos de apoio, que reúnem atividades como boletins, comida e rancho, garagem e compras. É responsabilidade do comandante a segurança de voo, se os aviões são mantidos de forma correta.

Por que transferir um esquadrão de Florianópolis para Canoas?

Envolve economia de recursos, vamos concentrar as unidades aéreas em um número menor de bases pelo país. Quando há mais um esquadrão em Canoas, o aumento de efetivo para dar apoio à nova unidade é pequeno. Quando você opera em Florianópolis sozinho, a estrutura de uma base não muda muito se tiver um, dois ou três esquadrões.

A base de Florianópolis pode fechar?

Não vamos fechar nenhuma base. Haverá redução gradual de efetivo. Florianópolis ficará com uma base pronta para o uso.

A FAB pretende ampliar o número de temporários. Por quê?

Há uma infinidade de atividades administrativas que podem ser realizadas por temporários. Temos médicos, advogados, jornalistas, contadores, administradores que ficam até oito anos. Uma banda de música, por exemplo, tem 50 militares. Posso ter 20 de carreira e 30 temporários. Acharemos músicos qualificados, selecionados por concursos.

Reportagem do jornal Estado de São Paulo aponta que 60% da frota da FAB está no chão. A redução de custos vai colocar mais aviões para voar?

Não é verdadeiro falar que os aviões estão no chão. Um avião civil, que o empresário paga US$ 50 milhões a US$ 100 milhões, tem de voar mil horas por ano. Na atividade militar, é normal que aeronave voe 200 a 300 horas por ano. Ter 50% de disponibilidade, ou seja, aeronaves prontas para voo, é normal em qualquer força aérea. Temos de ter reserva de contingência, que são os outros aviões.

No futuro, é possível adquirir mais aeronaves?

Queremos as aeronaves que planejamos ter. O fundamental é termos o Gripen (comprado da empresa suéca SAAB) e o KC-390 (projeto da Embraer). Uma força aérea precisa de um avião de transporte, como o KC-390, e um caça multiemprego, como o Gripen, que faz defesa aérea, ataque ao solo e tem força de dissuasão.

A PEC do teto de gastos pode prejudicar projetos estratégicos?

A sensibilidade do governo para cada projeto define a priorização. O KC-390 tem potencial de exportação anual de US$ 1,5 bilhão a US$ 2 bilhões, com milhares de empregos na fase de desenvolvimento e de produção. É um investimento na capacitação tecnológica do país.

Em 2007, tivemos o caos aéreo. Qual o cenário hoje?

O tráfego aumentou demais de 2007 para hoje. Atualmente, a formação dos graduados é melhor, o nível da proficiência em inglês é melhor, os radares estão atualizados. No caso dos aeroportos concedidos, foram ampliados os pátios, o que ajuda muito. Temos uma estrutura mais consolidada.

JORNAL EXTRA


Furacão Matthew cancela voos entre o Brasil e os Estados Unidos


Diana Figueiredo

Com a chegada do furacão Mathew ao estado da Flórida, diversos voos que sairiam do Brasil em direção ao Estados Unidos estão cancelados. Os passageiros desses voos terão direito ao reembolso integral dos bilhetes ou à remarcação da viagem, conforme garante resolução 141 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras informou que cancelou alguns de seus voos. Estão cancelados os voos 8706 e 8707, que fariam as rotas São Paulo (Viracopos) - Orlando - São Paulo (Viracopos) nesta sexta-feira. Na quarta-feira e quinta-feira, voos dessas mesmas rotas já haviam sido cancelados.

Já o Rio Galeão informou que um voo da American Airlines que chegaria ao Rio de Janeiro nesta quinta-feira pela manhã foi cancelado em Miami. Ele estava previsto para 7h55. Além desse, a American Airlines já tinnha cancelado um voo que partiria do Riogaleão para Miami na quarta-feira à noite às 20h15.

Já a Latam Airlines informou também que voos com origem ou destino em Miami e Orlando foram cancelados ou reprogramados ao longo desta semana. Nesta sexta-feira, dois voos da empresa com destino ao Brasil foram cancelados, um da rota Miami - São Paulo e outro da rota Orlando - Sao Paulo. Os passageiros da Latam podem antecipar a viagem em até 7 dias ou adiar a viagem em até 15 dias, com base na data do voo original.

Centenas de voos cancelados nos Estados Unidos

O aeroporto de Miami informou que nesta sexta-feira 305 voos foram cancelados, enquanto o aeroporto internacional de Orlando cancelou todos os voos previstos para esta sexta-feira. Com a diminuição dos ventos e da tempestade, a operação deve voltar ao normal neste sábado em Orlando, segundo um comunicado divulgado pelo aeroporto nesta sexta-feira. A orientação é para que os passageiros acompanhem as informações junto às empresas aéreas.

JORNAL O POVO (CE)


Justiça eleitoral pede tropas federais para segundo turno

Com o aval do governador Camilo Santana, Tribunal Regional Eleitoral envia pedido de forças federais para reforçar segurança no segundo turno das eleições. Juízes relataram ameaças de PMs no último domingo

Daniel Duarte

Em sessão do Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE), juízes da Corte do órgão aprovaram, por unanimidade, pedido de convocação de tropas federais para o segundo turno das eleições em Fortaleza.
O governador do Estado, Camilo Santana (PT), manifestou-se favoravelmente ao pedido. Juízes eleitorais criticaram, nesta semana, atuação da Polícia Militar em documento solicitando o reforço de tropas extras. A solicitação segue agora para o Tribunal Superior Eleitoral, que ainda não tem data para deliberar.

No texto, assinado por treze juízes das zonas eleitorais da Capital, eles relatam casos de ameaças de policiais militares a servidores da Justiça Eleitoral no pleito do último domingo. Na origem dos episódios, estaria proibição da Justiça a uso de camisas do Capitão América no dia da votação.

Presidente do TRE-CE, o desembargador Abelardo Benevides disse que, inicialmente, havia considerado a eleição de domingo, 2, “limpa, sem problemas” e que não via necessidade da convocação (de segurança de fora). “Mas os juízes me ligaram e relataram fatos que eu não sabia”, informou o desembargador.

O desembargador destacou, contudo, o “excelente trabalho da Polícia Militar” e de “todos os que trabalharam” com a Justiça Eleitoral, e lembrou que policiais “também vão estar envolvidos na segurança nas ruas”, e que as tropas federais serão “uma força a mais”.

Marcelo Monte, procurador Regional Eleitoral, também não viu problemas na votação de domingo. Para ele, os casos registrados “foram isolados, sem influenciar o resultado do pleito”.
Favorável ao pedido, Monte sugere que seu voto é influenciado pela decisão de Camilo Santana. “É o comandante das forças armadas. Se ele concorda, fica difícil pedir o contrário”, disse. Conforme ele, a convocação, porém, é “mais para sossegar os ânimos” e dar “maior tranquilidade e segurança” sobre a lisura do pleito.

O atual prefeito Roberto Cláudio (PDT) vê a convocação com otimismo. Para ele, é “muito bom saber que as nossas instituições estão vigilantes e atuando de forma a garantir o pleno exercício da democracia”. Capitão Wagner (PR) concorda. “Quanto mais fiscalização melhor”, falou. Ambos se enfrentam no segundo turno na Capital.
De acordo com documento assinado por juízes, policiais militares “agiram de forma totalmente parcial em favor do Capitão Wagner”.

A assessoria do candidato afirmou, por nota, que, “em nenhum momento, autorizou, orientou ou incentivou qualquer servidor” a atuar em contrariedade à lei. Segundo a nota, os conflitos no domingo foram “pontuais”.

A nota critica ainda campanha de RC à Prefeitura em 2012, quando “eleitores foram constrangidos pelo abuso do poder econômico e político” e por “presença de vários cabos eleitorais do aliados políticos do atual prefeito, vindos do interior do Estado”.

Camisas no pleito

A juíza Jane Ruth Queiroga proibiu, na quarta-feira, 4, utilização de camisas que façam alusão a candidatos a prefeito no segundo turno de Fortaleza. A decisão foi publicada no Mural de Justiça Eletrônica do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE). Nela, reforça-se a proibição de camisas com símbolos de candidatos, com bonecos de “Robertinho” (mascote da campanha de Roberto Cláudio), pinguins e escudo do personagem de quadrinhos “Capitão América”. A decisão veio após conflitos com eleitores que se vestiram com camisas do Capitão América, adotado por eleitores de Capitão Wagner, e até mesmo policiais militares – como o caso da 1º sargento Eliuda Lima, que havia sido impedida de trabalhar por promotor eleitoral. De acordo com a resolução 23.457/2015 do TSE, “manifestação individual e silenciosa” pode ser feita apenas por “bandeira, broches, dísticos e adesivos’.

JORNAL VALOR ECONÔMICO


Inflação em queda fortalece ambiente positivo já instalado


Inflação em queda fortalece o ambiente positivo inspirado pela aprovação da PEC dos Gastos na Comissão Especial de novas regras para a exploração do pré-sal que livram a Petrobras de obrigatória participação em todos os campos. Ontem, os papéis da petroleira na Bovespa atingiram o maior nívem dois anos. Sinal da boa surpresa trazida pelo IBGE, de IPCA em alta de 0,08% em setembro ante projeção de 0,18%. Em 12 meses, o indicador que até agosto acumulava alta de 8,97% passou a 8,48% até setembro.

Inflação em queda fortalece o ambiente positivo inspirado pela aprovação da PEC dos Gastos na Comissão Especial de novas regras para a exploração do pré-sal que livram a Petrobras de obrigatória participação em todos os campos. Ontem, os papéis da petroleira na Bovespa atingiram o maior nível em dois anos. Sinal da boa surpresa trazida pelo IBGE, de IPCA em alta de 0,08% em setembro ante projeção de 0,18%. Em 12 meses, o indicador que até agosto acumulava alta de 8,97% passou a 8,48% até setembro.

A PEC dos Gastos, que segue agora para o plenário da Câmara dos Deputados onde a votação começará na segunda-feira e deve terminar na terça, ganhou um subteto incluído pelo relator Darcísio Perondi (PMDB-RS) em seu substitutivo. Com esse adicional, a PEC prevê um limite para a despesa que será igual a do ano anterior corrigida pela inflação e estará proibida a aprovação de crédito suplementar ou adicional ao Orçamento aprovado que implique em aumento de despesa.

O próximo passo do ajuste é a avaliação da PEC da Previdência. Edna Simão, do Valor, relata que o texto apresentado ao presidente Michel Temer por sua equipe técnica não contempla mudanças nas regras de concessão de aposentadoria e pensões dos militares. Temer analisará a proposta e poderá enviar essa proposta ainda em outubro para a Câmara, onde a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) deve aprovar sua admissibilidade, o que coloca em marcha a reforma essencial para que o ‘teto dos gastos’ seja respeitado.

O governo investiu, ontem, em consistente comunicação para ‘vender’ o ajuste fiscal à população. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, defendeu o limite de gastos em rede nacional de televisão e segue nos Estados Unidos onde participa da reunião do FMI e Banco Mundial e tem reuniões agendadas com investidores. A Câmara dos Deputados deu a Meirelles o ‘passaporte’ que analistas consideravam indispensável para convencer investidores estrangeiros de que o ‘novo’ governo do Brasil está empenhado em reequilibrar a economia.

A Câmara aderiu à campanha de esclarecimento das medidas que estão sendo tomadas pelo governo e publicou em seu portal na internet uma ilustração em que explica praticamente todos os detalhes da PEC dos Gastos de forma bem simples ou amigável.

Bancos ampliam a mobilização preparando relatórios também explicativos sobre a PEC dos gastos para distribuição entre investidores e clientes. O Departamento de Macroeconomia do Itaú Unibanco lançou um conjunto com as 17 questões mais frequentes sobre a PEC a serem esclarecidas. O BNP Paribas também esclarece investidores sobre o assunto em detalhado relatório.

AGÊNCIA SENADO


Faltam verbas para pesquisa aeroespacial, apontam especialistas


Prejudicada pela falta de investimentos públicos, a indústria aeroespacial brasileira precisa de mais participação do setor privado em pesquisa e desenvolvimento, afirmaram nesta sexta-feira (7) os participantes de audiência pública da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT). O debate foi realizado no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP).

O diretor científico da Fundação de Pesquisa de São Paulo (Fapesp), Carlos Henrique Cruz, afirmou que o governo investe 0,6% do PIB em ciência e tecnologia — proporção semelhante à dos padrões internacionais — enquanto as empresas só investem 0,5% da riqueza que geram. Cruz sublinhou que, em países como Estados Unidos e Canadá, o setor privado investe o dobro disso. Para o diretor da Fapesp, o desafio do Brasil é aumentar o número de pesquisadores trabalhando nas empresas, competir no cenário mundial e elevar o número de patentes.

Porém, a fabricante de aviões Embraer, sediada em São José dos Campos, pediu ajuda do governo para o desenvolvimento de produtos mais competitivos. Os executivos da empresa afirmaram que a Embraer já investe 10% de seu faturamento em pesquisa, e suas concorrentes no mundo contam com incentivos estatais.

Representantes da Força Aérea Brasileira (FAB) acrescentaram críticas à falta de verba e à carência de mão de obra para desenvolver a indústria espacial. Mas o pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Leonel Perondi, declarou que o Brasil tem o sexto maior programa espacial do mundo e, com reforço nos investimentos, tem condições de buscar uma melhor posição.

Supercomputador

No encontro com a comitiva de senadores da CCT, representantes do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) pediram dinheiro do Orçamento federal para a compra de um novo supercomputador, no valor de R$ 100 milhões. O equipamento atualmente em uso é de 2010 e já está obsoleto. Sem esse supercomputador — argumentam os pesquisadores — o país pode ficar sem serviços essenciais do instituto, como a previsão do tempo.

O presidente da CCT, senador Lasier Martins (PDT-RS), se disse convicto de que os recursos para o supercomputador são mesmo necessários e que tentará convencer os colegas a destinar emendas parlamentares para adquiri-lo. O prazo para apresentação das emendas na CCT termina em 20 de outubro.
Ele também expressou preocupação com a PEC que congela gastos públicos (PEC 241/2016), a tramitar na Câmara, e criticou os cortes de recursos dos fundos de ciência e tecnologia.

Ciclo

O evento faz parte de ciclo destinado a avaliar como as atividades de pesquisa e inovação podem criar condições favoráveis ao desenvolvimento regional. O primeiro debate foi realizado em Porto Alegre, em 1º de julho. Na programação, estão previstos eventos nos municípios do Rio de Janeiro (RJ), Belém (PA) e Campina Grande (PB).

OUTRAS MÍDIAS


PORTAL MAIS GOIÁS (GO)


Goianos assinam acordo com empresa árabe para construção de indústria bélica em Anápolis

Produtos serão destinados exclusivamente às forças policiais e reforçam combate ao crime organizado. Fábrica deve gerar 1.250 empregos diretos e indiretos

A empresa goiana Delfire Industria e Comércio de Extintores, com sede no Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), firmou nesta quinta-feira (06), em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, acordo com a Caracal International LLC, que tem como CEO o sheikh Hamad Salem Al Almeri, para a instalação de uma planta industrial dessa empresa no estado. A unidade é voltada para a produção de armamentos e munições exclusivas para forças de segurança pública do Brasil e com atenção voltada para o mercado da América Latina.

A iniciativa tem o apoio do governo de Goiás, que foi representado na cerimônia de assinatura de memorando de entendimento entre as duas empresas pelo secretário de Desenvolvimento Econômico (SED), Luis Maronezzi, e pelo superintendente de Ações e Operações Integradas da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), delegado federal Emmanuel Henrique. A previsão é de que sejam gerados com a consolidação do projeto cerca de 1.250 empregos diretos e indiretos.

Inicialmente estava prevista participação do vice-governador José Eliton na assinatura do acordo, mas ele não pôde viajar aos Emirados Árabes Unidos em face do atentado que sofreu no dia 28 de setembro, em Itumbiara. De acordo com o memorando de entendimento, as duas empresas se comprometem a trabalhar no sentido de viabilizar a instalação de uma indústria da Caracal no Brasil, buscando a aprovação inicial do governo brasileiro para a fabricação de armamentos. Se comprometem, também, a construir um plano de viabilidade para o empreendimento. As partes irão, ainda, elaborar um projeto para o início das atividades da indústria, primeiramente para montagem de peças e avançando para a fabricação de armas.

Para o empresário Augusto de Jesus Delgado Júnior, a assinatura do memorando de intenções com a Caracal, indústria bélica de ponta, que emprega alta tecnologia na fabricação de armas, representa uma quebra de paradigmas, por ser a primeira indústria bélica a ser instalada no país. Segundo ele, assim como o governador Marconi Perillo, iniciou em 2004 as negociações para a instalação da indústria automotiva no estado, este é um segundo passo na quebra de paradigmas. Conforme acentua, a Caracal Brasil foi planejada para entrar em funcionamento em aproximadamente 12 meses, a partir deste acordo.

Unidade em Anápolis

Os estudos preliminares para a instalação de uma planta da Caracal no estado de Goiás adiantam que a unidade deve ser sediada no município de Anápolis, onde se localiza a maior plataforma logística e de infraestrutura voltada ao transporte e exportação da região Centro-Oeste do país. “Viemos aqui exatamente discutir detalhes desse empreendimento, se inicialmente importaríamos os produtos acabados ou se já faríamos a importação em sistema CKD (Complete Knock-Down) para montarmos as armas no Brasil”, destaca Augusto Delgado.

A partir desse compromisso, serão providenciados os documentos, contratos e licenças para regulamentar o acordo nos próximos meses, com a vinda dos dirigentes da Caracal a Goiás. Para o empresário Paulo Humberto, a vinda da maior fabricante de armas de calibres especiais dos Emirados Árabes para o Brasil, particularmente para Goiás, representa uma inovação para o estado. A planta, segundo o empresário, é a que detém a maior tecnologia para armas de ponta em todo o mundo.

Atualmente, a Caracal tem como chefe de Operações o engenheiro mundial de armas, Robert Rich, que desenvolveu produtos bélicos para as alemãs Heckler & Koch GmbH (H & K) e SIG Sauer GmbH & Co.KG, entre outras. “Ele é um gênio do desenvolvimento de armamentos e não há hoje nenhuma tecnologia, sustentabilidade e resistência igual à oferecida pela Caracal”, afirma Paulo Humberto. A indústria produz uma linha de armas especiais que inclui fuzis, snipers, pistolas, metralhadoras semiautomáticas, carabinas automáticas, entre outros. Produz também munição e acessórios para armas.

PORTAL D24AM (AM)


Base Aérea de Manaus realiza "Portões Abertos" neste domingo
 

O acesso é gratuito, no entanto, o público pode levar alimentos, que serão doados a instituições carentes
Manaus – Neste domingo (9), para celebrar o 75º aniversário de criação da Força Aérea e o Dia do Aviador, o Sétimo Comando Aéreo Regional e a Base Aérea de Manaus (BAMN) promovem o ‘Portões Abertos’, das 9h às 17h30, para receber o público amazonense. Serão apresentadas as instalações, aeronaves e equipamentos operados pelas Unidades Sediadas e pelas Organizações Jurisdicionadas na Guarnição de Manaus.

A programação contará também com atrações musicais, paraquedismo civil, aeromodelismo, plastimodelismo e exposição estática de aeronaves. O acesso é gratuito, no entanto, o público pode levar alimentos, que serão doados a instituições carentes de Manaus.

Segundo a organização, a nova estrutura da Força Aérea Brasileira, em recente processo de implantação, possibilitará a manutenção das atividades do projeto, no entanto, será a despedida do ‘Portões Abertos’ com a Base Aérea como anfitriã do evento.

O "Portões Abertos" já se consolidou como uma atração tradicional no calendário de eventos da cidade, sendo visitado por admiradores das missões desenvolvidas pelo Comando da Aeronáutica em toda a Amazônia Ocidental.

PORTAL SÓ NOTÍCIAS (MT)


Avião agrícola cai em fazenda em município do Nortão

Cleber Romero e Bruno Bortolozo de Sorriso

O Corpo de Bombeiros de Sorriso confirmou, ao Só Notícias, que uma equipe se deslocou até uma fazenda, localizada a cerca de 50 quilômetros do município de Ipiranga do Norte (153 quilômetros de Sinop). A informação que a unidade recebeu é a de que um avião agrícola de pequeno porte caiu nesta propriedade rural, esta tarde.

O chefe da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) informou que um perito criminal se deslocou para esta localidade, pois há a informação de uma vítima fatal no local. Um dos funcionários da fazenda onde o avião caiu informou, ao Só Notícias, que a aeronave estava aplicando defensivo agrícola em uma plantação.

Ele teria visto o momento em que o avião teria se chocado contra o chão. No momento da colisão, a testemunha estava fazendo plantio em uma área próxima onde ocorreu o acidente. Ainda não se sabe o que teria provocado a queda do avião.

PORTAL N10 (RN)


Governo do RN irá entregar ciclovia da Rota do Sol em dezembro

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) entregará no mês de dezembro a ciclovia da RN-063, mais conhecida como Rota do Sol. O governo do estado iniciou a obra no mês de maio deste ano e agora está na fase de pavimentação. A ciclovia se estende por cinco quilômetros de extensão por três metros de largura, indo da rotatória do bairro Cidade Verde até a entrada de Pium.

A iniciativa do Governo dará a infraestrutura necessária à demanda natural de ciclistas que já circulam pela via, estimulando o transporte de forma segura em duas rodas.

O diretor geral do DER, general Jorge Fraxe, confirmou que a obra, que custou R$ 1,4 milhão, está em fase de acabamento e que antes do Natal será entregue aos potiguares. “A ciclovia passa na frente do Centro de Lançamento da Barreira de Inferno e nós adequamos o projeto às exigências de segurança pedidas pela Aeronáutica”, explicou o general.

Na opinião do presidente da Associação dos Ciclistas do Rio Grande do Norte, José Canuto Filho, a obra traz segurança viária aos ciclistas. “Lutamos há muito tempo por isso. Só eu já estou aqui há cinco anos. E só agora neste Governo conseguimos resolver de maneira satisfatória o problema”, declarou Canuto sobre os inúmeros acidentes ocorridos na via, nos últimos anos, por falta de uma ciclovia.



Leia também:









Receba as Últimas Notícias por e-mail, RSS,
Twitter ou Facebook


Entre aqui o seu endereço de e-mail:

___

Assine o RSS feed

Siga-nos no e

Dúvidas? Clique aqui




◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share



Eventos






Publicidade






Recently Added

Recently Commented