|

NOTIMP - Noticiário da Imprensa - 30/05/2016 / Empresa internacional fará busca de caixas-pretas do avião da Egyptair


Empresa internacional fará busca de caixas-pretas do avião da Egyptair ...


O Ministério da Aviação Civil egípcio assinou acordo com a empresa internacional Deep Ocean Search (DOS) para fazer a busca pelas caixas-pretas do avião da Egyptair, que caiu na semana passada no Mediterrâneo.

Em comunicado publicado no site do ministério, o Governo egípcio considera que o acordo foi assinado com "uma das melhores empresas neste domínio" e que essa empresa, sediada nas Maurícias, vai usar "a mais avançada tecnologia de leitura de sinais".

A nota acrescenta que o comite de investigação começou a estudar informações recebidas pelas autoridades gregas sobre o acidente.

Nenhum grupo terrorista reivindicou, até agora, a responsabilidade pela queda do avião Airbus A-320, que desapareceu do radar no espaço aéreo egípcio e perdeu altitude, caindo no mar.

As causas da queda do avião estão sendo apuradas. As autoridades egípcias defendem a possibilidade de atentado terrorista e as autoridades francesas lembram que, até agora, nada aponta para essa versão, depositando-se esperanças nas caixas negras do avião para esdclarecer o acidente.

Um total de 66 pessoas, incluindo passageiros e tripulantes, morreu na queda do avião na madrugada de 19 de maio no Mar Mediterrâneo, a sua maioria egípcios mas também 15 franceses e um português.




Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.




PORTAL G-1


Avião de pequeno porte que caiu e matou quatro estava regular, diz Anac

Certificado e manutenção estavam em dias; Cenipa apura causas da queda. Acidente aconteceu durante voo panorâmico em Corumbaíba, GO.

Murillo Velasco Do G1 Go

ImagemO avião de pequeno porte que caiu neste domingo (29), em Corumbaíba, sul de Goiás, estava com situação regular, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). De acordo com o órgão, a aeronave estava com o certificado e manutenção em dias. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, quatro pessoas morreram no acidente.
A assessoria de imprensa da Anac informou por telefone ao G1 que o Certificado de aeronavegabilidade (CA) da aeronave venceria em junho de 2019 e a Inspeção Anual de Manutenção (IAM), que avalia as condições mecânicas do avião, tinha validade até o 11 de junho deste ano. Além disto, de acordo com a agência, o número de passageiros também estava dentro do que é permitido.
O acidente aéreo aconteceu nesta tarde às margens da GO-139. A Polícia Rodoviária Estadual informou que a aeronave caiu no km 23, a 200 metros da rodovia e próximo a uma pista de pouso da região.
Com o impacto, um incêndio carbonizou o avião e também os corpos dos ocupantes. Após a queda, a polícia isolou o local e o Corpo de Bombeiros foi acionado para apagar o incêndio e retirar os corpos dos destroços.
"Está confirmado que era um piloto e três passageiros. Testemunhas disseram que ele fazia voos panorâmicos na região e, durante um desses passeios, aconteceu o acidente", explicou ao G1 o subtenente da corporação, Fábio Mesquita.
De acordo com a Polícia Civil, os corpos das vítimas estão sendo encaminhados ao Insituto Médico Legal (IML) de Catalão, onde será feito o trabalho de identificação.
Por telefone, a assessoria da Força Aérea Brasileira (FAB) informou que uma equipe do Cenipa já foi avisada e vai se deslocar para o local do acidente ainda nesta tarde para começar as investigações.

"Spotter Day" leva 100 fotógrafos a 300 m da pista do Aeroporto de Brasília

Segunda edição ocorreu no pôr do sol; período teve 80 movimentos aéreos. Evento passado teve 75 participantes; foram 480 inscrições para esta etapa.

Do G1 Df

ImagemO Aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília, realizou neste domingo (29) o segundo “Spotter Day”, evento destinado a fotógrafos amadores e profissionais apaixonados por aviação. Foram 100 participantes na edição “sunset”, ao pôr do sol.
Os selecionados puderam fazer imagens a uma distância de 300 metros da pista de pousos e decolagens, em um ponto restrito do terminal.
Os fotógrafos se concentraram no espaço entre 15h e 19h, quando foram registrados mais de 80 movimentos aéreos, segundo a Inframerica, concessionária que administra o aeroporto.
“O objetivo do "Spotter Sunset" realizado pelo Aeroporto de Brasília é fomentar o hobby de plane spotting, uma atividade muito comum nos aeroportos do mundo, que consiste em fotografar aviões. Nós desenhamos um evento para que os apaixonados por fotografia aeronáutica pudessem ficar pertinho das aeronaves”, afirma o gerente de operações do consórcio, Josmário de Brito.
Os participantes receberam orientações sobre os protocolos de segurança e as operações do terminal em uma reunião um dia antes do evento. Os 480 candidatos que estiveram na seletiva tiveram de enviar toda a documentação, incluindo as certidões negativas da Polícia Federal, Civil e Justiça Federal.
O número de participantes foi maior do que o realizado na primeira edição, quando 300 pessoas se inscreveram e 75 estiveram na área restrita ao lado da pista do aeroporto. O grupo passou a manhã registrando a movimentação do aeródromo. O evento teve fotógrafos da capital federal e também de Goiânia, São Paulo, Amapá e Belo Horizonte.
Os participantes receberam orientações do representante de uma empresa fabricante de câmeras fotográficas. A radialista Raquel Alves fez a melhor foto da primeira edição, e ganhou uma viagem com acompanhante para Natal, no Rio Grande do Norte.
A imagem vencedora mostra um avião decolando nas primeiras horas da manhã, com o céu avermelhado cheio de nuvens (veja abaixo). A escolha foi feita pela diretoria da Inframerica e contou com a participação do fotógrafo Vitor Schietti, de Brasília.

AGÊNCIA BRASIL


Empresa internacional fará busca de caixas-pretas do avião da Egyptair


O Ministério da Aviação Civil egípcio assinou acordo com a empresa internacional Deep Ocean Search (DOS) para fazer a busca pelas caixas-pretas do avião da Egyptair, que caiu na semana passada no Mediterrâneo.
Em comunicado publicado no site do ministério, o Governo egípcio considera que o acordo foi assinado com "uma das melhores empresas neste domínio" e que essa empresa, sediada nas Maurícias, vai usar "a mais avançada tecnologia de leitura de sinais".
A nota acrescenta que o comite de investigação começou a estudar informações recebidas pelas autoridades gregas sobre o acidente.
Nenhum grupo terrorista reivindicou, até agora, a responsabilidade pela queda do avião o Airbus A-320, que desapareceu do radar no espaço aéreo egípcio e perdeu altitude caindo no mar.
As causas da queda do avião estão sendo apuradas. As autoridades egípcias defendem a possibilidade de atentado terrorista e as autoridades francesas lembram que, até agora, nada aponta para essa versão, depositando-se esperanças nas caixas negras do avião para esdclarecer o acidente.
Um total de 66 pessoas, incluindo passageiros e tripulantes, morreu na queda do avião na madrugada de 19 de maio no Mar Mediterrâneo, a sua maioria egípcios mas também 15 franceses e um português.

JORNAL EXTRA


Funcionários das Forças Armadas esperam reajuste em agosto


ImagemEm meio ao discurso do governo federal sobre a necessidade de impor um limite aos gastos públicos e diante da proposta de elevar a contribuição previdenciária dos servidores da União de 11% para 14%, os 499.300 integrantes das Forças Armadas ainda esperam a sua vez, com a votação de um plano de reajustes para os próximos quatro anos, com a primeira parcela para agosto de 2016. O projeto de aumento já está no Congresso (foi enviado ainda no governo Dilma Rousseff). Além disso, há uma promessa do Ministério da Defesa de que nada mudará em relação às regras para os militares passarem para a reserva.
O ministro da Defesa, Raul Jungmann, há poucas semanas no comando da pasta, reforçou num discurso aos militares que sua maior preocupação era “solucionar a questão previdenciária da família militar”. Existe o temor de que haja um aumento da idade mínima para entrar na reserva e uma elevação da contribuição mensal para a geração de pensões, atualmente equivalente a 7,5%. Em nota oficial, porém, o Ministério da Defesa negou: “De acordo com a legislação, todos os militares (da ativa, da reserva e reformados) contribuem com o valor de 7,5% para a pensão militar, e não há previsão de alteração do atual regramento”.
Sobre os reajustes nos soldos, o Projeto de Lei 4.255 está tramitando em regime de prioridade na Câmara dos Deputados, desde o início maio. O problema é que os percentuais de aumento precisam ser aprovados logo. Já em agosto, uma parcela de 5,5% incidiria sobre os soldos de todas as patentes. Outras três estariam previstas para janeiro de 2017, 2018 e 2019.
“Vou procurar realizar o possível na atual conjuntura. Vou além na busca de soluções permanentes para a questão salarial das Forças Armadas”, disse Jungmann, num vídeo de apresentação no site da Defesa.
O ministério garante que o reajuste de 2016 está previsto na Lei Orçamentária. A base da carreira militar seria a mais beneficiada, com algumas patentes recebendo até 48,91%. A Defesa reforçou que os projetos seguem sem alterações, mesmo diante da necessidade de conter o aumento de gastos federais.
Servidores civis também cobram
A reivindicação dos militares é a mesma dos servidores civis do Ministério da Defesa. O grupo, composto por quatro carreiras, conta com cerca de 90 mil pessoas — entre ativos, inativos e pensionistas — e também aguarda uma decisão quanto à implantação de seu plano de reajuste linear.
Os funcionários estão entre as categorias representadas pela Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef). Eles chegaram a um acordo com a União no início deste ano. O grupo aguarda, agora, a deliberação do projeto que tramita na Câmara dos Deputados.
— Vamos avaliar a situação para ponderar sobre novas ações. Podemos até acionar o ministro da Defesa para que ele delibere a nosso favor na Câmara — disse Luís Cláudio Santana, diretor da Condsef e presidente do Sindicato dos Servidores Civis do Ministério da Defesa (Sinfa-RJ).
De acordo com ele, existe uma grande preocupação dos servidores civis ligados às Forças Armadas quanto ao replanejamento das carreiras dentro da pasta da Defesa.
— Não temos um plano de carreira até hoje. Chegamos perto de conseguirmos isso nos últimos anos, mas não tivemos sucesso. A proposta sempre foi de um aumento linear, sem qualificar a categoria — disse Santana.
Segundo a Condsef, a maior parte dos servidores civis do Ministério da Defesa trabalha no Rio de Janeiro (cerca de 45 mil pessoas). Uma parte do grupo é formada por inativos e pensionistas.




JORNAL O ESTADO DE SÃO PAULO


Avião cai e mata 4 no interior de Goiás

Acidente ocorreu no início da tarde deste domingo, 29, em Corumbaíba; nenhum passageiro resistiu aos ferimentos

Um avião de pequeno porte que levava quatro pessoas caiu em Corumbaíba, a 220 quilômetros de Goiânia (GO), na tarde deste domingo, 29. Todos os passageiros morreram, segundo informações da Força Aeronáutica Brasileira (FAB).
A identidade das vítimas ainda não foi revelada. Uma equipe do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) foi deslocada até o local, mas não havia chegado até às 16h. De acordo com a FAB, o acidente ocorreu próximo da pista de voo.
A aeronave de pouso convencional, da marca Piper Aircraft, estava com a documentação em dia com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e tinha permissão para voar. O avião está registrado no nome de José Adolfo Mariano de Rezende, mas a Anac não soube informar se o proprietário estava no veículo.

JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO


Jantar


Elio Gaspari

Na semana passada o presidente Michel Temer jantou com os três comandantes militares e o chefe do seu gabinete de Segurança Institucional, General Sérgio Etchegoyen.

REVISTA ÉPOCA


Mais compartilhadas


1 AGU entende que Dilma só poderá usar avião da FAB para ir e voltar de Porto Alegre.

OUTRAS MÍDIAS


JORNAL DA PARAÍBA


Instituto Tecnológico de Aeronáutica oferece dez cursos online gratuitos

Cursos do ITA, considerado uma das maiores instituições de ensino do país, estão disponíveis no site Coursera.
Uma das maiores instituições de ensino superior do Brasil, o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) conta com dez cursos onlines e gratuitos. A plataforma que oferece o serviço é o Coursera, empresa de tecnologia educacional norte-americana.
Os cursos disponíveis são: Introdução ao Controle de Sistemas (https://pt.coursera.org/learn/controle); Controle Usando a Resposta em Frequência (https://pt.coursera.org/learn/resposta-frequencia); Arquitetura de Software em Projetos Ágeis (https://pt.coursera.org/learn/arquiteturade-software-projetos-ageis); Desenvolvimento Ágilcom Padrões de Projeto (https://pt.coursera.org/learn/desenvolvimento-agil-com-padroesde-projeto); Desenvolvimento Ágil com Java Avançado (https://pt.coursera.org/learn/desenvolvimento-agil-com-java-avancado); Projeto Final: Aplicativo para Web com Componente Gamificado(https://pt.coursera.org/learn/projetofinal--aplicativo-para-web-com-componentegamificado); Princípios de Desenvolvimento Ágil de Software (https://pt.coursera.org/learn/principiosde-desenvolvimento-agil-de-software); Técnicas Avançadas para Projeto de Software (https://pt.coursera.org/learn/tecnicas-avancadaspara-projeto-de-software); TDD – Desenvolvimento de Software Guiado por Testes(https://pt.coursera.org/learn/tdd-desenvolvimentode-software-guiado-por-testes); e Orientação aObjetos com Java (https://pt.coursera.org/learn/orientacao-a-objetos-com-java).

As aulas são ministradas por professores da instituições e os interessados têm a possibilidade de participar como ouvintes. Já os alunos que desejarem o certificado precisam pagar uma taxa para que o Coursera entregue as atividades previstas pelos docentes.
Destaque
O ITA foi pioneiro na pós-graduação em engenharia no Brasil. Os programas de pós-graduação stricto sensu foram formalmente regulamentados em 1961; o ITA formou o primeiro mestre na área de Engenharia do país em 1963 e o primeiro doutor em 1970.
Os Programas de Pós-Graduação do ITA têm por objetivo a formação de profissionais nos níveis de mestrado e doutorado para atuarem em ensino, pesquisa e desenvolvimento com ênfase no desenvolvimento de estudos e técnicas que contribuam para o estabelecimento de novas tecnologias adequadas à realidade brasileira, notadamente no Setor Aeroespacial.

PORTAL CENÁRIO MT


Aviação quer diminuir risco de balões não tripulados

Balões não tripulados não são detectados por radares e dificultam o trabalho de pilotos e oferecem risco à segurança do espaço aéreo brasileiro
O Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil analisa a criação de um plano de ação para minimizar a soltura de balões não tripulados, que não são detectados por radares e dificultam o trabalho de pilotos e controladores de voo.
Para o secretário de Navegação Aérea Civil, Rafael Botelho, o governo federal está sob alerta e já estuda ações de conscientização da população para esclarecer o tipo e dimensão do risco que os balões oferecem à segurança do espaço aéreo brasileiro. “O que as pessoas não sabem é que o perigo é real e pode gerar acidentes. Por isso, é urgente trabalharmos em alternativas para mitigar riscos à operação aérea no Brasil, País que tem um dos espaços aéreos mais seguros do mundo”, destaca Botelho.
Só neste ano, o número de balões reportados pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes (Cenipa) chega a 143, das quais 97 notificações foram em São Paulo, 26 no Rio de Janeiro e 11 no Paraná. Ao longo de 2015, o Cenipa registrou 325 casos, dado similar aos registros de 2014 (335).
Riscos
A maioria dos balões não tripulados, de ar quente, não pode ser controlado, esvaziado ou monitorado; isso também impede que ele seja detectado por radares, causando sérias dificuldades para pilotos e controladores de voo.
Pela legislação ambiental brasileira, fabricar, vender, transportar e soltar balões que possam provocar incêndios é crime, de acordo com a Lei nº 9.605 de 1998; a pena vai de multa a detenção de um a três anos. Além disso, a prática ilegal também está contemplada na legislação de crimes aeronáuticos, que prevê de dois a cinco anos de reclusão aos responsáveis, por impedir ou dificultar a navegação aérea (Artigo 261 do Código Penal Brasileiro).
Qualquer pessoa que tenha avistado balões perto de aeronaves em procedimento de pouso, decolagem ou em voo de cruzeiro pode fazer o registro da ocorrência online. Basta preencher a ficha de notificação pelo site do Cenipa.

PORTAL MARÍLIA GLOBAL (SP)


Adrenalina, paciência e raiva marcaram o show da Esquadrilha da Fumaça 

O jornalista Fabio Conti, apresentador do programa Marília Agora, na TV Sol Canal 13, esteve na zona Leste neste sábado (28) e conferiu a exibição da Esquadrilha da Fumaça.
Cheio de truques e performances aéreos, o show da Esquadrilha da Fumaça encantou os marilienses com muita emoção e adrenalina. Quem compareceu pode ver diversas manobras aéreas de causar suspiros.
Entretanto, na chegada e na saída ao aeroporto foi possível observar outro sentimento. O que se viu foi muita paciência, chateação e raiva causado pelos enormes congestionamentos nas duas únicas avenidas da zona Leste, a Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes e a Avenida Santa Helena.
Desde as 15h da tarde as vias que dão acesso a região do aeroporto ficaram congestionadas e mostraram que faltam alternativas para o transito na região. O trânsito parado causou transtorno tanto para aqueles que estavam lá para curtir o show quanto para quem precisava se descolar da zona Leste para compromissos em outras partes da cidade. Nas redes sociais, há relatos de pessoas que chegaram atrasado para o trabalho e outros compromissos profissionais na tarde de sábado.
Mais uma vez a população sentiu na pele a falta de planejamento e estrutura das Administrações municipais no presente e passado, e que comprometem o crescimento futuro da cidade.



Leia também:









Receba as Últimas Notícias por e-mail, RSS,
Twitter ou Facebook


Entre aqui o seu endereço de e-mail:

___

Assine o RSS feed

Siga-nos no e

Dúvidas? Clique aqui




◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share



Eventos






Publicidade






Recently Added

Recently Commented