|

Infraero apresenta potencial de negócios em aeroportos do PR e SC

Foto de empresários e gestores da Infraero se cumprimentando e conversando sobre negócios durante intervalo na cerimônia de apresentação do Voo de Negócios de Curitiba.

Infraero apresenta potencial de negócios em aeroportos do PR e SC ...


A Infraero realizou nesta quinta-feira (8/12) o Voo de Negócios para os aeroportos da empresa nos estados do Paraná e Santa Catarina. Essa é uma iniciativa da estatal para se aproximar de empresários, agências de publicidade e eventos e associações comerciais interessados em abrir um negócio em aeroportos.

      Ao todo, oito aeroportos tiveram suas oportunidades de negócios comerciais apresentadas ao mercado: Curitiba/São José dos Pinhais, Londrina, Bacacheri, Foz do Iguaçu, Florianópolis, Navegantes, Joinville e Criciúma/Forquilhinha. Apesar de terem perfis diferentes, esses terminais têm oportunidades de investimentos em lojas e quiosques nos segmentos de alimentação, varejo, serviços e ações eventuais, além de espaços publicitários. Fora do terminal, esses aeroportos contam com áreas externas capazes de receber empreendimentos de maior porte, como hotéis, centros comerciais, exploração de hangares e postos de abastecimento, por exemplo.

      “Os aeroportos da Infraero são grandes centros de negócios, com várias possibilidades de investimento. É possível termos negócios para os passageiros nos terminais, além de hangares e concessão para empresas auxiliares de transporte aéreo que atendem as companhias, sem falar na gama de serviços em áreas externas, como hospedagem, eventos, centros comerciais, entre outros”, afirma o diretor Comercial e de Logística de Cargas da Infraero, José Cassiano Ferreira Filho.


      Outro fator que indica o potencial de negócios desses aeroportos é a geração de empregos e riquezas pela aviação no Paraná e em Santa Catarina. De acordo com o estudo Voar Por Mais Brasil, feito pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), os dois estados geraram 374,8 mil empregos na aviação, com R$ 17,6 bilhões em receitas geradas no ano passado. Ainda de acordo com os dados da associação, o paranaense faz 0,49 viagem por ano, enquanto o catarinense faz 0,43.

Esses números se aproximam da média brasileira, que de acordo com a Abear é de 0,47 viagem por ano. Cabe destacar que, dos 13 aeroportos presentes nos dois estados, oito são administrados pela Infraero e participarão do Voo de Negócios. Juntos, eles tiveram uma movimentação de 16,1 milhões de embarques e desembarques de passageiros, de acordo com dados da estatal.

      Também em destaque está o Aeroporto Afonso Pena, eleito pelos passageiros o melhor terminal do Brasil em 2016 na pesquisa realizada pela Secretaria de Aviação Civil do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação. Na Rede Infraero, ele é o sexto entre 60 terminais na movimentação de passageiros, à frente de cidades como Fortaleza, Florianópolis, Belém e Manaus, além de ter sido ampliado recentemente.


Leia também:









Receba as Últimas Notícias por e-mail, RSS,
Twitter ou Facebook


Entre aqui o seu endereço de e-mail:

___

Assine o RSS feed

Siga-nos no e

Dúvidas? Clique aqui




◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share



Eventos






Publicidade






Recently Added

Recently Commented