|

A cerca de quatro meses para os Jogos Rio 2016, RIOgaleão realiza exercício simulado de emergência aeronáutica



A cerca de quatro meses para os Jogos Rio 2016, RIOgaleão realiza exercício simulado de emergência aeronáutica ...

O RIOgaleão realizou ontem (30/03), no Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Exercício Simulado de Emergência Aeronáutica (ESEAC), um dos testes obrigatórios previstos pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para avaliar a eficiência do aeroporto em casos de acidentes aéreos. O simulado, que envolveu a equipe de resposta à emergências, contou com a colaboração de profissionais do Hospital da Força Aérea do Galeão (HFAG), do Batalhão de Infantaria Especial (BINFAE), do Grupamento Aéreo Militar (GAM) e do Batalhão de policiamento em Áreas Turísticas (BPTUR), além de voluntários da concessionária, membros do Corpo de Bombeiros Militar, da Cruz Vermelha Brasileira e de 11 companhias aéreas.  

Mais de 200 pessoas participaram do exercício, cujo objetivo principal é a otimização do tempo de salvamento de vítimas de um acidente aéreo, representadas na ocasião por atores voluntários. Para compor o cenário, o Boeing 747-800 da Lufthansa, utilizado na rota regular entre Rio de Janeiro e Frankfurt, foi deslocado para uma das taxiways e representou a aeronave envolvida no incidente. Para a simulação do resgate, o teste contou com quatro carros de combate a incêndio, dois carros de resgate e salvamento, cinco ambulâncias, um helicóptero e um carro do posto de comando móvel, além dos carros de apoio de bombeiros, segurança e apoio de pátio e pista. 

“É importante estarmos preparados para qualquer tipo de situação adversa que possa acontecer no aeroporto, principalmente com a chegada de um evento do porte das Olimpíadas, quando teremos que lidar com um fluxo ainda maior de aeronaves pousando e decolando. A integridade e a segurança dos nossos passageiros são prioridade para a nossa operação”, afirma Herlichy Bastos, diretor de operações do RIOgaleão. O exercício, que durou cerca de duas horas, contou, ainda, com a participação de representantes da Defesa Civil, ANAC, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia (BAeNSPA), Changi Airports International e INFRAMERICA, que atuaram como observadores da ação.

Sobre o RIOgaleão  
O RIOgaleão é formado pela Odebrecht TransPort, Changi Airports International e Infraero. A concessionária assumiu a administração e operação do aeroporto, em agosto de 2014, com contrato de concessão de 25 anos. Até o fim desse período, o RIOgaleão investirá R$ 5 bilhões no aeroporto – destes, cerca de R$ 2 bilhões serão investidos até abril deste ano. As melhorias e obras de infraestrutura englobarão os terminais de passageiros, pátio de aeronaves, estacionamentos e setor hoteleiro. Dentre as melhorias que já foram implementadas estão os serviços de atendimento bilíngue, abertura de novos estabelecimentos comerciais, criação de novas rotas, instalação de cancelas automáticas e câmeras de segurança nos estacionamentos, melhoria na limpeza dos terminais, dos banheiros e dos fraldários; além da disponibilização de wifi grátis e sistema de coleta seletiva de resíduos. Para mais informações, visite a página:www.riogaleao.com


Leia também:









Receba as Últimas Notícias por e-mail, RSS,
Twitter ou Facebook


Entre aqui o seu endereço de e-mail:

___

Assine o RSS feed

Siga-nos no e

Dúvidas? Clique aqui




◄ Compartilhe esta notícia!

Bookmark and Share



Eventos






Publicidade






Recently Added

Recently Commented